• pedagogia da autonomia
    1.1 – Ensinar exige rigorosidade metódica 1.2 – Ensinar exige pesquisa 1.3 – Ensinar exige respeito aos saberes dos educandos 1.4 – Ensinar exige criticidade 1.5 – Ensinar exige estética e ética 1.6 – Ensinar exige a corporeificação das palavras pelo exemplo 1.7 – Ensinar exige risco, aceitação...
    3693 Palavras 15 Páginas
  • Pedagogia da autonomia
    PALAVRAS– A questão principal do livro é a reflexão sobre a autonomia e o desenvolvimento dos alunos. Além de ensinar, é preciso que os educadores tenham ética, respeito, responsabilidade, liberdade e consciência da importância que exercem no mundo. E o quão significativa é a relação entre educadores e educandos...
    2257 Palavras 10 Páginas
  • Resumo pedagogia da autonomia
    maneiras, métodos, caminhos de ensinar para que o processo ensinar/aprender esteja de acordo com a decência e a seriedade. Nesse processo é necessário adotar uma postura crítica, em que capacidade de arriscar ultrapassa a passividade e supera os efeitos negativos do falso ensinar. O ensino não existe sem...
    1893 Palavras 8 Páginas
  • Pedagogia da autonomia
    Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender, por isso não há docência sem discência, as duas se explicam e seus sujeitos, apesar das diferenças que os conotam, não reduzem à condição de objeto, um do outro. O educador precisa se convencer de que ensinar não é transferir conhecimento...
    1485 Palavras 6 Páginas
  • Mestra
    fato de o professor não ser apenas aquele que ensina, mas aquele que ensina e aprende ao ensinar. Para o autor, aquele que ensina também aprende o saber, e aquele que aprende também passa a ensinar, ou seja, o ensinar não se resume em transferir conhecimentos, mas em uma construção conjunta entre o educador...
    2563 Palavras 11 Páginas
  • Licenciatura
    UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS PEDAGOGIA DA AUTONOMIA: SABERES NECESSÁRIOS À PRATICA EDUCATIVA PAULO FREIRE Seminário: Capitulo 3: Ensinar é uma especificidade humana. Professora: Elisabeth Santa Rosa de Medeiros Disciplina: Profissão docente Turma: A/ Geografia/ Licenciatura Alunos...
    1602 Palavras 7 Páginas
  • Religião nos dias atuais
    básicos para construir a Pedagogia da Autonomia, que leva à formação para vida, são eles: a) não há docência sem discência; b) ensinar não é transferir conhecimento e; c) ensinar é uma especificidade humana. O tema central da obra é “a formação docente ao lado da reflexão sobre a prática educativa progressiva...
    2923 Palavras 12 Páginas
  • resenha do terceiro capitulo do livro pedagogia da autonomia de paulo freire
    Número de páginas: 54 Resenha Crítica Capitulo 3: Ensinar é uma especificidade humana 3.1: Ensinar exige segurança, competência profissional e generosidade: O professor não pode possuir a autoridade arrogante, ele tem que conquistar a autoridade pelo nível de conhecimento e como ele constrói esse...
    1631 Palavras 7 Páginas
  • Trabalhos
    UNIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CRIXÁS- GOIÁS CURSO DE PEDAGOGIA ENSINAR É UMA ESPECIFICIDADE HUMANA Crixás 2012 ENSINAR É UMA ESPECIFICIDADE HUMANA ...
    2461 Palavras 10 Páginas
  • Pedagogia da autonomia
    ou sua construção. Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao apreender. No primeiro item desse capítulo verificamos que ensinar não se limita apenas ao objeto ou conteúdo, ensinar se alonga as condições em que se aprende. É necessário ensinar a pensar, para isso é preciso se atualizar...
    1472 Palavras 6 Páginas
  • Pedagogia da Autonomia
    PEDAGOGIA DA AUTONOMIA: Saberes necessários à prática educativa Capítulo 1 Não há docência sem discência Quem ensina aprende ao ensinar e que aprende ensina ao aprender. Esses são alguns aspectos fundamentais para a prática docente, afirma também, que não há docência sem discência. Dessa forma...
    4368 Palavras 18 Páginas
  • Resumo pedagogia da autonomia
    indispensáveis é compreender que ensinar não é transmitir conhecimento, mas criar as possibilidades para sua construção. O educando não é objeto de manipulação do educador, e sim todos envolvidos no processo da educação são sujeitos do ato formador. Pois quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao...
    9071 Palavras 37 Páginas
  • Resenha cap. 3 do livro Pedagogia da Autonomia - Paulo Freire
    de apoio a educação em salas comunitárias. Faleceu em 02 de maio de ano de 1997. APRESENTAÇÃO: O conteúdo a ser resenhado é o Capítulo Três: “Ensinar é uma especificidade humana”, do livro Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa de Paulo Freire.  Nesse capítulo Freire aborda...
    1017 Palavras 5 Páginas
  • Fichamento do livro pedagogia de paulo freire
    formando, desde o principio mesmo de sua experiência formadora, assumindo-se com sujeito também da produção do saber, se convença definitivamente de que ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua produção ou a sua construção.” (p.12). “É preciso que, pelo contrário, desde...
    2502 Palavras 11 Páginas
  • Pedagogia da autonomia - paulo freire
    assumindo-se como sujeito também da produção do saber, se convença definitivamente de que ensinar não é transferir conhecimento, mas criar possibilidade para a sua produção ou a sua construção. É neste sentido que ensinar não é transferir conhecimentos, conteúdos nem formar é ação pela qual um sujeito criador...
    4212 Palavras 17 Páginas
  • Lingua falada e escrita na educação infantil
    .. ensinar não é transferir conhecimento, mas criar a possibilidade para a sua produção ou sua construção.”“ Quem forma se forma e re-forma ao formar e quem é formado forma-se e forma ao ser formado”“quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender.” | 14 | 1.1 Ensinar exige rigorosidade...
    1655 Palavras 7 Páginas
  • Pedagogia da autonomia
    conhecimentos comuns. Quando diz que não há docência sem discência, quer dizer que: quem ensina ‘aprende ao ensinar’, e quem aprende ‘ensina ao aprender’, e isso é muito importante para o autor. Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua construção. Diz que o ensino não...
    2099 Palavras 9 Páginas
  • dfhfh
    importante que o professor goste do seu trabalho e de seus alunos, de querer o bem para eles e querer contribuir, incentivar seu aprendizado. “Ensinar exige a convicção de que a mudança é possível.” P. 85). O professor deve estar ciente de que mudanças são possíveis, no caso das favelas e deve estar...
    4519 Palavras 19 Páginas
  • Resenha e resumo pedagogia da autonomia paulo freire
    seu próprio pensamento, e não fiquem somente na educação bancaria; através dessa pesquisa exige que se respeite esse conhecimento, desse discente que vem para sala de aula, que tem sua experiência de vida; exige também criticidade isso é que o educando não pode aceitar tudo o que se diz como verdade absoluta...
    4089 Palavras 17 Páginas
  • Pedagogia
    somente o de ensinar,mas o de envolver também a ética,o respeito ,a responsabilidade,a liberdade e a sua posição no mundo com consciência. CAP:1-Não há docência sem discência É preciso uma reflexão sobre o que é educar e ter consciência que ensinar é criar possibilidades...
    502 Palavras 3 Páginas