• Estudante
    z ≤ x + y Dep. de Matemática da F.C.T.U.C. - Análise Matemática IV - 2006/2007 12 3 3.1 3.1.1 Cálculo Integral Integral Duplo Cálculo do integral duplo em coordenadas cartesianas ZZ f (x, y) dA, sendo: 1. Calcule D (a) f (x, y) = x2 + y 2 e D = [0, 1] x [0, 1]; ( 1 − x − y se x...
    7893 Palavras 32 Páginas
  • Calculo
    conceitos tão somente para o sistema de coordenadas cartesianas retangulares e alguns poucos apresentem uma extensão dos conceitos aos outros sistemas somente no final. Sabedor da grande importância também das coordenadas cilíndricas circulares e das coordenadas esféricas para diversas disciplinas afins...
    15920 Palavras 64 Páginas
  • Séries numéricas
    FunçõeS Trabalho de APS (Atividades Pratica Supervisionada) apresentada como requisito parcial à avaliação na disciplina de Cálculo Diferencial e integral 3.do curso de Engenharia Industrial Mecânica da Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Orientador: Prof. Carlos Magno Corrêa Dias CURITIBA ...
    10210 Palavras 41 Páginas
  • Calculo ii
    por escrito, da FTC-E A D - Faculdade de Tecnologia e Ciências - Ensino a distância. www.ead.ftc.br Sumário Bloco 1: Cálculo Diferencial e Integral em Várias Variáveis 7 Tema 1: Diferenciabilidade 7 Funções Reais de Várias Variáveis . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ...
    36685 Palavras 147 Páginas
  • Análise mat 3
    ............36 Capítulo 3. – Funções vectoriais. Os Teoremas da Função Implícita e da Função Inversa. ...............................42 3.1 O integral de Riemann da função vectorial de variável real : 3.2 Diferenciabilidade das funções vectoriais ....................................................
    17339 Palavras 70 Páginas
  • Integrais triplas em coordenadas cilindricas e esféricas
    Coordenadas Cilíndricas e Esféricas 1. Coordenadas Cilíndricas Em Geometria plana introduzimos o sistema de coordenadas polares para dar uma descrição conveniente de certas curvas e regiões. Existem dois sistemas de coordenadas semelhantes às polares, que conseguem nos fornecer uma descrição conveniente...
    770 Palavras 4 Páginas
  • Fdfas
    2 Coordenadas cilíndricas Vamos agora representar um ponto por um terno ordenado retangular usual de e e são coordenadas polares da projeção de as coordenadas cilíndricas de , como mostra a figura abaixo. , em que é a coordenada no plano . Assim, são A principal aplicação de coordenadas cilíndricas...
    456 Palavras 2 Páginas
  • trabalho de calc
    janilson@ufpa.br Tucuruí – Pará Fevereiro de 2014 EMENTA  FUNÇÕES DE MAIS DE UMA VARIÁVEL, DERIVADAS PARCIAIS E APLICAÇÕES  INTEGRAIS MÚLTIPLAS  APLICAÇÕES DE INTEGRAIS MÚLTIPLAS BIBLIOGRAFIA  Básica  ÁVILA, Geraldo – Cálculo II – Livros Técnicos e Científicos. Ed. S.     S. Rio...
    6712 Palavras 27 Páginas
  • Calculo 2 resumo area
    Cálculo 2 - Área 2 Coordenadas polares Cardioide (a > 0) Um ponto fica identificado por suas coordenadas (r, ). Definimos (– r, ) = (r,  + π). r = a + asen() r = a – acos() Como x = rcos(), y = rsen(), o que nos dá + = , podemos passar uma equação de coordenadas cartesianas para...
    484 Palavras 2 Páginas
  • Integrais Triplas
    é chamado: INTEGRAL TRIPLA da função f (x, y, z) sobre a região T e representamos por Propriedades De forma análoga a integrais duplas, temos: Como mostra a figura a seguir: Cálculo de Integrais Triplas Através das três situações seguintes, o cálculo da integral tripla será reduzido...
    1036 Palavras 5 Páginas
  • coordenadas
    Coordenadas polares Em matemática, um sistema de coordenas polar é um sistema de coordenadas bidimensional, no qual cada ponto de um plano é determinado pela sua distância em relação a um ponto fixo e do ângulo em relação a uma direção fixa. Este ponto fixo, semelhante à origem de um sistema de coordenadas...
    890 Palavras 4 Páginas
  • Calculo
    Integrais Triplas em Coordenadas Cilíndricas • As coordenadas cilíndricas são uma extensão das coordenadas polares de duas dimensões (R²) para o espaço de três dimensões (R³). Ponto Genérico no R³ • As coordenadas cilíndricas de um ponto no espaço são ( r, , z ). Elemento de volume...
    263 Palavras 2 Páginas
  • int de sup
    5. INTEGRAL DE SUPERFÍCIE 5 Integral de Superfície 5.1 Integral de Superfície de Funções Escalares Sejam S = {(x, y, z) : (x, y) ∈ D, z = ϕ (x, y)} com ϕ ∈ C 1 , e f : S ⊂ IR3 −→ IR, contínua. Para construir um conceito de integral de f em S, comecemos por considerar uma partição...
    7424 Palavras 30 Páginas
  • Conicas e quadricas
    maior do meu afeto e crescimento pessoal. Dedico também às pessoas que vão além do seu dever. Índice CAPÍTULO 1 2 TRANSFORMAÇÕES DE COORDENADAS NO E 01. Translação de eixos ............................................................................ 23 25 02. Rotação de eixos ..........
    42505 Palavras 171 Páginas
  • calculo
    maior do meu afeto e crescimento pessoal. Dedico também às pessoas que vão além do seu dever. Índice CAPÍTULO 1 2 TRANSFORMAÇÕES DE COORDENADAS NO E 01. Translação de eixos ............................................................................ 23 25 02. Rotação de eixos ..........
    40201 Palavras 161 Páginas
  • Integral superficie
    INTEGRAL DE SUPERFÍCIE DEFINIÇÃO: No cálculo, uma integral de superfície é uma integral definida tomada sobre uma superfície. Uma integral de superfície é a soma dos valores retornados por um campo escalar ou vetorial nos pontos de uma superfície. A comparação entre uma integral de superfície e...
    849 Palavras 4 Páginas
  • calculo
     Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Faculdade de Matemática INTEGRAIS DE SUPERFÍCIE PARAMETRIZAÇÃO DE UMA SUPERFÍCIE Seja s uma porção limitada da superfície que tem equação cartesiana z = f (x,y). Associado às equações paramétricas, podemos definir o Vetor...
    779 Palavras 4 Páginas
  • Formulário de Eletromagnetismo
    Produto vetorial : Mudança de coordenadas Exemplo: componentes do vetor (que está em coordenadas cartesianas) em coordenadas cilíndricas. ; ; Elementos de volume: (cartesiano); ...
    351 Palavras 2 Páginas
  • quimica
    . . . . . . 1.2 Espaços Euclidianos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1.2.1 O Espaço Euclidiano Tridimensional . . . . . 1.3 Sistema de Coordenadas Ortogonais no Espaço . . . 1.4 Produto Escalar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1.5 Norma Euclidiana de um Vetor . . . . . . . . . ...
    53481 Palavras 214 Páginas
  • relaório
    . . . . . . 1.2 Espaços Euclidianos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1.2.1 O Espaço Euclidiano Tridimensional . . . . . 1.3 Sistema de Coordenadas Ortogonais no Espaço . . . 1.4 Produto Escalar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1.5 Norma Euclidiana de um Vetor . . . . . . . . . ...
    53327 Palavras 214 Páginas