Caso toyota

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1970 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de novembro de 2010
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ
CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO
EAD – ESTÁCIO CAMPUS VIRTUAL

EAD

PROJETO INTEGRADOR – PARTE I

Rio de Janeiro
20 de Novembro de

SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO.................................................................................................................... 3
2. O MODELO JAPONÊS DE ADMINISTRAÇÃO DATOYOTA..................................4
3 A PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL DA TOYOTA .................................................. 5
4. OS PROCESSOS DE NEGÓCIOS DA TOYOTA............................................................6
5. CONSIDERAÇÕES FINAIS ............................................................................................. 7
6. REFERÊNCIAS.................................................................................................................. 8




Nos Estados Unidos, Taylor desenvolveu experiências destinadas a aumentar a produtividade mediante eficiência no nível operacional, e baseado nelas propôs métodos e sistemas de racionalização do trabalho fundamentado em três princípios: interferência e disciplina do conhecimento operário sob o comando da gerência,seleção e treinamento - não se desejam qualidades profissionais, mas habilidades pessoais específicas para atender às exigências do trabalho - e planejamento e o controle do trabalho pela gerência.
Em l916 Fayol, engenheiro e administrador francês, complementa o trabalho desenvolvido por Taylor, propondo a racionalização da estrutura administrativa que gerencia o processo de trabalho com base nosprincípios da unidade de comando, da divisão do trabalho, da especialização e da amplitude de controle.
Traçando-se um paralelo entre a Administração Científica e a Administração Clássica, conclui-se que enquanto Taylor estudava a empresa privilegiando as tarefas de produção, Fayol a estudava privilegiando as tarefas da organização. A ênfase dada pelo primeiro era sobre a adoção demétodos racionais e padronizados e máxima divisão de tarefas enquanto o segundo enfatizava a estrutura formal de empresa e a adoção de princípios administrativos pelos altos escalões.
Na transição para o século XXI, o modelo japonês, uma versão sensivelmente melhorada das técnicas e proposições ocidentais sobre administração, tornou-se um modelo universal, e um dos principais pilares quesustentam a competitividade na economia global. O Sistema Toyota de Produção vem evoluindo desde os anos 50 do século XX, e é à base do modelo japonês de administração.
O sistema de produção da Toyota, conhecido como lean manufacturing system ou Just in Time System, é uma das maiores contribuições ao mundo empresarial. Esses conceitos foram apresentados ao mundo pela Toyota quando introduziu asidéias: a) jidoka (automação com toque humano), no qual, toda vez que um problema ocorre, para-se o equipamento imediatamente, com o objetivo de prevenir a produção de outros produtos com defeito; e b) Just in time, no qual o processo produz somente o que é requerido pelo próximo processo.
Assim, a Toyota estabeleceu um novo benchmark de produção efetiva e rápida de veículos de altaqualidade, com o objetivo fundamental de satisfazer os clientes.
No caso da Toyota, a liderança que tem obtido no mercado internacional se deve a um movimento constante de novas idéias. Trata-se de uma empresa que busca implementar cerca de 2,500 novas idéias diariamente. O conceito de inovar faz parte do DNA da empresa.
A empresa foi fundada por Sakichi Toyoda como uma empresaartesanal. Em 1898, criou a primeira máquina artesanal a vapor. Verifica-se nesses primórdios o DNA que se transformaria nessa grande empresa: a melhor qualidade, o menor custo e a maior facilidade de uso, com muita pesquisa e criatividade.
A automatização é considerada o primeiro elemento do modelo japonês. Trata-se da utilização de máquinas capazes de parar automaticamente quando surgem...
tracking img