As novas diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2700 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

O cuidado com a infância e a compreensão do “Ser Humano Criança” tem aumentado a valorização deste momento da vida e melhorando a modalidade de ensino infantil. Deste modo a criança passa a ser vista como uma nova leitura de sociedade, em um ambiente democrático nacional, como cidadã de pouca idade e como participante da sociedade, e também adquire o direito à educação e cuidadosprevistos por lei. Contudo, para que isso ocorra na prática, muitas mudanças precisam ser feitas, a começar pela formação do docente. Busca-se então, uma formação com caráter reflexivo, capaz de conduzir eventuais imprevistos e responder aos novos desafios postos à educação.
Este trabalho tem, portanto, como objetivo, compreender e refletir sobre os conteúdos estudados nesse semestre juntamente comuma análise aprofundada dos dados coletados em nossa pesquisa de campo realizada na E.M.P.E.I.F. “Barbados”, que possui 55 crianças matriculadas, e 3 professoras, já que se trata de uma escola pluridocente e se encontra na zona rural do Município de Itapemirim-ES. Não por isso a escola torna-se menos importante que outras maiores, pois como missão têem a responsabilidade de formar pessoas comcidadania voltadas a uma nova consciência de ser humano, e afirmam que a família é o sustentáculo dessa formação. Não existem meios que substitua a função que lhes cabe de transmitir princípios de humanidade, fraternidade, entre tantos outros. Para eles, cabe ao município primar por qualidade e eficiência em todas as camadas de ensino, sob sua guarda.
Para a realização da pesquisa, as cincointegrantes do grupo fizeram questão de participar e visitar a instituição. O contato direto com a escola e com a Pedagoga Isabelle de Souza nos possibilitou analisar de forma clara e objetiva todas as respostas das perguntas que fazíamos, e também perceber as Diretrizes Curriculares Nacionais sendo colocadas em prática. A entrevista se desenvolveu através de um bate papo e muitos esclarecimentos.Agregam-se às Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil, princípios, fundamentos e procedimentos fixados pela Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação, formulados para orientar a elaboração, planejamento, execução e avaliação de propostas pedagógicas e curriculares da Educação Infantil e ainda definir políticas públicas.
Por fim, podemos dizer que, com o intuito decriar melhores oportunidades de conhecimento das práticas educacionais associadas com as novas Diretrizes Curriculares para Educação Infantil, devemos compreender a política educacional, as formas de organização, bem perceber que as relações desenvolvidas no espaço escolar é conhecimento imprescindível aos futuros profissionais da educação.

“O principal objetivo da educação é criar pessoascapazes de fazer coisas novas e não simplesmente repetir o que outras gerações fizeram.”
Jean Piaget







AS NOVAS DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL

A educação infantil, a primeira etapa da Educação Básica, é oferecida em estabelecimentos educacionais públicos ou privados. São denominadas como creches e pré-escolas, onde profissionais da educação capacitadoseducam e cuidam de crianças de 0 a 5 anos de idade. Oferecer condições e recursos para que as crianças usufruam seus direitos civis, humanos e sociais é um dever de toda a equipe pedagógica e assim como toda área da educação é essencial que haja propostas pedagógicas e planejamento.
Desde a formação inicial, o docente é incentivado a pensar sobre questões que muitas vezes só serão percebidas ecompreendidas na prática educacional. Busca-se então, uma formação com caráter reflexivo, capaz de conduzir eventuais imprevistos e responder aos novos desafios postos à educação. A interação do futuro profissional de educação com as Diretrizes Curriculares deve ocorrer logo no início do curso e em todo o processo formativo. É importante que o acadêmico participe do processo de ensinar e de ser...
tracking img