• Trabalhando com gêneros textuais: conto de fadas
    LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE METODOLOGIA E TÉCNICAS DE ENSINO ANA MARIA DE QUEIROZ SEQUÊNCIA DIDÁTICA TRABALHANDO COM O GÊNERO TEXTUAL: CONTO DE FADAS Sequência Didática apresentada à disciplina de Estágio Supervisionado de Língua Portuguesa e Literatura II (reoferta), com o objetivo...
    2440 Palavras 10 Páginas
  • Uma Viagem pelos caminhos dos Contos e poemas afro-brasileiros.
    Universidade do Estado da Bahia Departamento de Ciências Humanas Campus V Oficina Interarticulares: Uma Viagem pelos caminhos dos Contos e poemas afro-brasileiros. Santo Antonio de Jesus/Bahia ...
    3867 Palavras 16 Páginas
  • Teoria do medalão
    Teoria do Medalhão [pic][pic]Machado de Assis escreveu o conto "TEORIA DO MEDALHÃO" em 1881 na Gazeta de Notícias Fichamento ASSIS, Machado. Teoria do Medalhão. Parágrafos de 1 a 9: Um pai começa uma conversa com o filho após o jantar de aniversário deste, que completa 21 anos, falando que na vida...
    11347 Palavras 46 Páginas
  • Resenha Crítica
    tanto o conto dos Irmãos Grimm que inspirou o referido filme. “A Branca de Neve e o Caçador”, do estreante Rupert Sanders, procura apresentar algum revisionismo à história da Branca de Neve e adaptá-la ao público de hoje, introduzindo-lhe diversas nuances e, supostamente, aproximando-a mais do conto dos...
    2111 Palavras 9 Páginas
  • Gêneros Textuais
    que o leem. Conto Gênero de ficção que cria um universo de seres e acontecimentos, de fantasia ou imaginação. Como todos os textos de ficção, o conto apresenta um narrador, personagens, ponto de vista e enredo. Em Angola e Moçambique é comum o termo estória para se referir a conto. Classicamente...
    1533 Palavras 7 Páginas
  • Comunicaçao
    janelas. Piano. Tapete. Lustre de gás. É dia. Cena I Valentina, Um Sujeito (Valentina está sentada na poltrona, de penteador branco. O sujeito de pé, pronto para sair, de chapéu na cabeça, tem uma das mãos entre as dela.) VALENTINA — Adeus. De mim não se esqueça Nem do número da porta. O SUJEITO — Não...
    10531 Palavras 43 Páginas
  • pedagogia
    patinhos durante o conto. Depois de pronto o professor veste o avental, se posiciona de forma que todos os alunos possam ver e ouvir a história, e começa a contar, na medida em que vai aparecendo os personagens, ele vai fixando no avental nas partes correspondente que pede o conto. Pode colocar os patinhos...
    529 Palavras 3 Páginas
  • A menina do mar
    encher com água e assim poder passeá-la pela terra. Ficou combinado que no dia seguinte era isso que fariam. Na manhã seguinte ele chegou com o balde pronto para partir. Mas a menina chorava, pois os búzios tinham contado á Raia a ideia e ela ficou furiosa e mandou os polvos para não deixarem a menina...
    1274 Palavras 6 Páginas
  • Pdta
    tanto escolar como pessoal. Com relação às abordagens, podemos relacioná-las com o conto por diversos meios. Escolhemos as abordagens tradicional e humanista, pois a tradicional representa a abordagem que a escola do conto utiliza para educar as crianças; e a abordagem humanista por ser a que Felipe gostaria...
    2597 Palavras 11 Páginas
  • Analise textual
    TIPOLOGIA NARRATIVA, RELATA FATOS DO CONTIDIANO COM HUMOR, LIGUAGEM INFORMAL. CONTO: POSSUI A TIPOLOGIA NARRATIVA, FICÇÃO, PODE SER FATO REAL, CONTEXTO TODO PRONTO. POSSUI FORMALIDADE NA LINGUAGEM. A DIFERENÇA DE CRONICA E CONTO, QUE A PRIMEIRA NARRA DE FORMA CRIATIVA, TENTA TRAZER HUMOR PARA O TEXTO, FAZ...
    446 Palavras 2 Páginas
  • Literatura
    Análise do Conto “O gato preto”, de Edgar Allan Poe, por Joyna Petta Narrado em primeira pessoa, O gato preto, de Edgar Allan Poe, trata da história de um homem simples que adorava animais e que desenvolve no decorrer da narrativa uma postura doentia, um espírito perverso capaz de atitudes com...
    9576 Palavras 39 Páginas
  • monografia
    INTRODUÇÃO Os contos de fadas são uma mistura de ficção e aprendizado, uma ligação de mundos, que pode trazer grandes benefícios e compreensões para a educação das crianças, oferecendo novas dimensões a sua imaginação e mexendo com todos os tipos de convívios , seja em família, na escola ou com os...
    2581 Palavras 11 Páginas
  • Variação linguistica na cidade de Equador-RN
    fevereiro de 2014 Amufumbado: guardado; Arretado: animado Arra: ai; Armaria: encurtamento da expressão “ave Maria”; Arribar: elevar; Aprumado: pronto, reto; Aperrear: amolar, abusar; Amancebado: casal, não casado oficialmente, que mora junto; Bruguelo(a): criança; Bardiar: bagunçar; Bucho:...
    394 Palavras 2 Páginas
  • Letramento
    características dos Gêneros Textuais Conto São narrativas ficcionais onde prevalecem a narrativa, ou seja, o conto apresenta uma sucessão de acontecimentos envolvendo um número limitado de personagens. Todos os contos são ficcionais, exceto as narrativas policiais, contos que são baseados em fatos reais...
    3158 Palavras 13 Páginas
  • Dogmas e doutrina
    discutido, pois, tudo foi feito como está dito: Maomé foi visitado pelo anjo Gabriel no curso de sua vida, durante cujo tempo foi escrevendo o Alcorão. Pronto! Estes são os fatos! Ao ler o Alcorão penso que: Se essa religião ganhasse espaço no Ocidente, em algumas gerações estaria acabada, pois, sua basicalidade...
    648 Palavras 3 Páginas
  • Desesportivização
    Neve (em alemão Schneewittchen) é um conto de fadas originário da tradição oral alemã, que foi compilado pelos Irmãos Grimm e publicado entre os anos de 1812 e 1822, num livro com vários outras fábulas, intitulado "Kinder-und Hausmaërchen" ("Contos de Fada para Crianças e Adultos"). O clássico O conto Branca de Neve, na...
    1844 Palavras 8 Páginas
  • Projetos pedagógicos dinâmicos
    áspero. Outra brincadeira legal é: de olhos fechados, descobrir em que parte dos eu corpo o colega está tocando. No site da Unesco, há um projeto Pronto, mas eu não aconselho, pois acredito que cada projeto deve ser montado de acordo com as características da turminha e da faixa etária em que atuamos...
    544 Palavras 3 Páginas
  • educaçao comparada
    sensações, de colorido, e de fantasias, de personagens diferentes que realizam insólitas ações e nos tiram da imobilidade, personagens que escaparam do conto para ter vida própria além de suas paginas. Uma obra que nos convida a lê-la, conhecê-la e aproveita-la em sua versão original, para poder alcançar...
    4190 Palavras 17 Páginas
  • literatura infantil
    justamente no enriquecimento de seus recursos internos para enfrentá-las que as histórias infantis são um benefício. "É exatamente a mensagem que os contos de fada transmitem à criança de forma múltipla: que uma luta contra dificuldades graves na vida é inevitável, é parte intrínseca da existência humana...
    4414 Palavras 18 Páginas
  • chapeuzinho amarelo
    Amarelo, de Chico Buarque de Holanda , conta a história de uma menina com medo do medo — uma menina amarela de medo — que transforma a fantasia dos contos em sua própria realidade, chegando ao ponto de não brincar, não se divertir, não comer, nem mesmo dormir. Enfrentando o desconhecido “O Lobo”...
    4497 Palavras 18 Páginas