Correntes teorica do behaviorismo , inatismo e interacionismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2640 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Skinner é o mais famoso psicólogo defensor da hipótese behaviorista. Um dos seu principais preceitos, e de seus seguidores, é que o aprendizado se dá através de um processo denominado condicionamento operante. Skinner (1957) parte de pressupostos como a premissa de inacessibilidade à mente para se estudar o conhecimento, postura contrária à mentalista e idealista nas ciências humanas. Ocomportamento verbal para ele se enquadrava na sucessão de mecanismos de estímulo-resposta-reforço: eles explicam o condicionamento que está na base da estrutura do comportamento.
Mas não são apenas os padrões de estímulo que chamam a atenção dos behavioristas. A imitação também exerce uma função importante na aquisição da linguagem pela criança. O padrão de imitação segue um princípio fixo: o adulto falauma palavra, a criança imita essa produção e o adulto recompensa a criança por essa repetição, mesmo que ela não seja fiel ao que foi dito inicialmente. Com o passar do tempo, a criança passa a falar mais parecido com o adulto, aprendendo como combinar as palavras da mesma maneira que aprendeu a reproduzi-las, através da imitação e posterior aproximação ao modelo adulto.
É na crítica a essavisão que os behavioristas tendem a enfatizar a influência do meio e ver a criança como um receptor passivo da linguagem, desprezando o seu papel no processo de aprendizagem. Não explicam o fato das crianças produzirem construções que nunca foram ouvidas por elas anteriormente, assim como o fato da aquisição dos padrões gramaticais, já que as construções agramaticais nem sempre são corrigidas pelospais e as gramaticais elogiadas, não podendo, assim, serem explicadas pelo reforço paterno. No condicionamento operante, um mecanismo é fortalecido no sentido de tornar uma resposta mais provável, ou melhor e mais freqüente. No modelo skinneriano, o indivíduo é visto como um ser único homogêneo, não um todo constituído de corpo e mente. Com os avanços dos estudos lingüísticos, desenvolvimento dasneurociências, que ajudaram a compreender melhor o que ocorre na mente humana e em seus processos internos, somado as críticas de estudiosos renomados como Noam Chomsky, o qual alega que esta teoria não é suficiente para explicar fenômenos da linguagem e da aprendizagem, levam o behaviorismo a perder espaço entre as teorias psicológicas dominantes.

Inatismo e considerações

Noam Avram Chomsky éo criador do gerativismo. Sua teoria de que a linguagem é inata, passou a ser conhecida a partir da publicação de Syntatic Structures e desde então é um líder no que se diz respeito à linguagem humana, impondo perspectivas com alto poder de convencimento. Segundo ele, a mente deve ser estudada assim como se estuda o corpo humano; cada parte do cérebro tem sua função, portanto, existe uma parte queé responsável pela linguagem. Segundo Pinker (2002), no século XX, a tese mais expressiva de que a linguagem é como um instinto foi elaborada por Chomsky, o primeiro linguísta a revelar a complexidade do sistema e talvez o maior responsável pela moderna revolução na ciência cognitiva e na ciência da linguagem. Antes as ciências sociais eram dominadas pelo behaviorismo, a escola de Watson eSkinner, que não estudavam os processos mentais e rejeitavam a existência de ideias inatas. Ele nos chama atenção para fatos fundamentais sobre a linguagem. Em primeiro lugar, cada frase dita ou ouvida é uma nova combinação de palavras, que aparece pela primeira vez no universo. Por isso, uma língua não pode ser um repertório de respostas, o cérebro deve conter alguma receita ou programa que consigaconstruir um número infinito de frases a partir de uma lista finita de palavras. A esse suposto programa damos o nome de gramática universal (GU). A linguagem é vista como uma dotação genética do ser humano. A criança nasce pré-programada para adquirir a linguagem e é capaz de, a partir da exposição à fala, construir suas hipóteses sobre a língua em que está imersa. Assim, a linguagem é atrelada a...
tracking img