Comportamento organizacional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1880 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1 INTRODUÇÃO

O Socialismo clássico é um sistema político onde
todos os meios de produção pertencem à coletividade, onde não
existe o direito à propriedade privada e, as desigualdades
sociais são pequenas e a taxa de analfabetismo é quase 0%,
pois é um sistema de transição para o comunismo - onde não
existe mais Estado nem desigualdade social - portanto o Estado
socialista deveriadiminuir gradualmente até desaparecer.
As diferentes teorias socialistas surgiram como reação
ao quadro de desigualdade, opressão e exploração que
enxergavam na sociedade capitalista do século XIX, com a
proposta de buscar uma nova harmonia social por meio de
drásticas mudanças, como a transferência dos meios de
produção das classes proprietárias para os trabalhadores. Umaconseqüência dessa transformação o longo prazo seria o fim do
trabalho assalariado e a substituição do mercado por uma
gestão socializada ou planejada, com o objetivo de adequar a
produção econômica às necessidades da população, assim
chegando ao comunismo. Tais mudanças exigiriam
necessariamente uma transformação radical do sistema político.

O DESENVOLVIMENTO

ORIGEM

O surgimento dotermo "socialismo" é frequentemente atribuído a Pierre Leroux em 1834, ou a Marie Roch Louis Reybaud na França, ou então na Inglaterra a Robert Owen, que é considerado o pai do movimento cooperativo.
Os primeiros socialistas modernos eram os críticos sociais ocidentais do início do século XIX. Nesse período, o socialismo emergiu de uma combinação de doutrinas e experimentos sociaisassociados primariamente com pensadores franceses e britânicos - especialmente Robert Owen, Charles Fourier,Pierre-Joseph Proudhon, Louis Blanc e o Conde de Saint-Simon. Esses críticos sociais criticaram os excessos de pobreza e desigualdade da Revolução Industrial, e defendiam reformas como a distribuição igualitária de riquezas e a transformação da sociedade em pequenas comunidades nas quais apropriedade privada seria abolida. Apresentando princípios para a reorganização da sociedade por linhas coletivistas, Saint-Simon e Owen queriam criar o socialismo nas bases de comunidades planejadas, utópicas.
De acordo com alguns relatos, o uso das palavras "socialismo" ou "comunismo" estava relacionado à atitude com relação à religião em uma dada cultura. Na Europa, "comunismo" era considerado amais ateísta das duas. Na Inglaterra, entretanto, essa palavra parecia muito com comunhão, então os ateus preferiam se denominar socialistas.
Em 1847, de acordo com Friedrich Engels, "Socialismo" era "respeitável" no continente europeu, enquanto "Comunismo" era o oposto, os Owenistas na Inglaterra e os Fouriernistas na França era considerados socialistas, enquanto os movimentosoperários que "proclamavam a necessidade de uma mudança social total" se denominavam "comunistas". Esse último era "poderoso o bastante" para produzir o comunismo de Étienne Cabet na França e Wilhelm Weitling na Alemanha.
Henri de Saint-Simon
Henri de Saint-Simon, que é chamado de fundador do socialismo francês, argumentava que uma sociedade de homens deve acompanhar a organizaçãocientífica da indústria e da sociedade. Ele propôs que a produção e distribuição deveriam ser controladas pelo Estado, e que permitir que todos tivesses oportunidades iguais para desenvolver seus talentos levaria à harmonia social, e o Estado poderia ser virtualmente eliminado. "Poder sobre os homens seria substituído pela administração das coisas."
TIPOS DE SOCIALISMO
O Socialismo Utópico
Asidéias comunistas desenvolveram-se a partir dos
escritos dos chamados socialistas utópicos, como Robert Owen
1841, Charles Fourier 1833 e Saint-Simon.
Robert Owen foi o primeiro autor a considerar que o valor de
uma mercadoria deve ser medido pelo trabalho a ela
incorporado, e não pelo valor em dinheiro que lhe é atribuído.
Charles Fourier foi o primeiro a defender a abolição do...
tracking img