Comportamento organizacional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1705 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]


SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
TECNOLOGIA EM PRECESSOS GERENCIAIS

ALVARO DE FREITAS ARAUJO NETO















comportamento organizacional
EMPRESAS ESTRATÉGIAS TRANSFORMAÇÕES
















Teófilo Otoni
2010


alvaro de freitas araújo neto

















comportamento organizacional
EMPRESAS ESTRATÉGIASTRANSFORMAÇÕES








Trabalho apresentado ao Curso Tecnologia em Processos Gerenciais da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para a disciplina Comportamento Organizacional


Prof. Elisete Alice Zampronio de Oliveira








Teófilo Otoni

2010







INTRODUÇÃO



Usa-se a palavra “sustentabilidade”para qualquer coisa. Fala-se muito em desenvolvimento sustentável, crescimento sustentável, sustentabilidade econômica, negócios sustentáveis, sustentabilidade ecológica, marketing sustentável, e assim por diante.
A verdade, no entanto, é que poucos compreendem o que seja “sustentabilidade”. Veremos a partir desse trabalho as diferentes técnicas e metodologias aplicadas pelas empresas paraadequar à sustentabilidade, pois na verdade existem pontos comuns na forma como as empresas tentam capitalizar a sustentabilidade: redução do consumo de energia, menos “pegadas de carbono”, maior eficiência no consumo de água, assim são as inúmeras formas de se atingir a sustentabilidade. No entanto, o caminho específico que cada empresa adota, depende do que ela vê como ponto mais crítico para seunegócio. Apresentam-se cinco empresas: a Nike, a General Electric, a Rio Tinto, a Better Place e a Walmart, que cada uma adotou uma forma de como executar a sua sustentabilidade, visto que cada empresa tem um tipo de funcionário que pensa de uma forma diferenciada, dificultando assim a aplicação e a expansão da sustentabilidade da empresa.NIKE



A nike foi atingida por uma campanha contra suas práticas trabalhistas na década de 1990, quando iniciou então um longo processo que ao final levou a reinvenção de suas formas de operação e buscando assim indicadores de sustentabilidades avançadas, com isso tinha como desafio deixar de lado denúncias e capitalizar a sustentabilidade integrando-a ao processo de fabricação de uma empresa.Após as críticas contra as práticas trabalhistas, iniciou-se uma analise profunda de suas operações no início da década de 90. Primeiro passo foi concentrar uma equipe para as denúncias e responsabilidade social, o que foi no momento um grande avanço.

Outro marco foi a virada em que a equipe começa então a questionar sobre as consequências que virão a longo prazo das decisões quanto a designe fabricação de produtos, com isso veio a observar o processo de manufatura. A equipe descobriu que o material usado para produzir dois calçados poderia fabricar três, somando assim lucros e inovação a empresa. A meta de desperdício da empresa chegou a zero, o que chamou a atenção dos executivos seniores. Tornou-se mais um dos muitos objetivos a longo prazo a ser atingido até o ano de 2020.

ANike também criou indicadores internos para medir o desenvolvimento de produtos a partir desses parametros. A empresa buscou parceiros para o processo, pois percebia que poderia não alcançar seus objetivos sem ser necessário trabalhar a cadeia de fornecimento. Diante da situação começou então o processo de desenvolvimento de seus produtos. Se o calçado era esportivo era refinado para permitir ocorte de desperdício e uso de materias primas, pois com a redução de componentes,os ganhos de eficiência na produção poderiam suprir o custo da utilização de materiais mais sustentáveis.

A Nike teve um fortÍssimo impacto ao passar a implementar a produção com desperdÍcio zero, na linha de calçados e materiais esportivos. Sendo assim com os novos mÉtodos de design e produção, já se comprovou...
tracking img