• Análise dos capítulos 15 e 16 do livro ofício de mestre, de miguel arroyo
    GONZÁLEZ ARROYO, Miguel. Oficio de mestre: imagens e auto-imagens. 6.ed Petropolis: Vozes, 2002. 251p No capítulo 16, intitulado “Cultura Profissional do Magistério”, o autor inicia tecendo uma crítica a respeito de uma ideia errônea porém ainda vigente em nosso tempo: a crença de q
    876 Palavras 4 Páginas
  • arroyo
    Arroyo, Miguel. (2001). Oficio de Mestre. Imagens e auto-imagens. Petrópolis, RJ, Brasil: Editora Vozes. 250 pp.  R$ 19,00     ISBN 85 326 2407-3 Resenhado por Nilton Bueno Fischer Junho 7, 2002 Livro de um educador, com 250 páginas de depoimento reflexivo de um professor, um mestre. A...
    3418 Palavras 14 Páginas
  • RESENHA DO LIVRO - OFÍCIO DE MESTRE
     FACULDADES MONTENEGRO UNIVERSIDADE AMERICANA ASSUNCIÓN - PY MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO RESENHA DO LIVRO: OFÍCIO DE MESTRE IMAGENS E AUTO - IMAGENS AUTOR – MIGUEL GONZALEZ ARROYO TRABALHO APRESENTADO Á DISCIPLINA FORMAÇÃO DOCENTE, COMO REQUISITO DE...
    2023 Palavras 9 Páginas
  • Resumo do livro "ofício do mestre" - imagens e auto-imagens
    Resumo do livro "Ofício do Mestre" - Imagens e auto-imagens Miguel G. Arroyo - Editora Vozes - 2a edição Em "Ofício do Mestre", Miguel Arroyo pretende abrir um diálogo franco com professores sobre professores. Propondo reflexões, o autor traz o magistério para o centro do movimento de ren
    1086 Palavras 5 Páginas
  • Contos de miguel torga
    Miguel Torga Contos da Montanha 8ª Edição Coimbra OBRAS DO AUTOR Edições do Autor POESIA: Ansiedade - 1928 (Fora do mercado). Rampa - 193O (esgotado). Tributo - 1931 (esgotado). Abismo - 1932 (esgotado). O Outro Livro de Job - 1936; 2.’ ed., 1944; 3.’ ed., 195 l; 4.’ ed., 195
    37141 Palavras 149 Páginas
  • Texto: hauser, arnold. “o estatuto social do artista da renascença”. são paulo, mestre jou, p.416 - 453.
    RESUMO Texto: HAUSER, Arnold. “O Estatuto Social do Artista da Renascença”. São Paulo, Mestre Jou, p.416 - 453. O Estatuto Social do Artista da Renascença No inicio dos quatrocentos os artista eram considerados ainda artesãos.Suas origens e seus conhecimentos intelectuaisnão os dife
    1875 Palavras 8 Páginas
  • mestre andre
    TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO SECRETARIA-GERAL DAS SESSÕES ATA Nº 42, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2004 SESSÃO EXTRAORDINÁRIA PRIMEIRA CÂMARA APROVADA EM 15 DE DEZEMBRO DE 2004 PUBLICADA EM 22 DE DEZEMBRO DE 2004 ACÓRDÃOS DE Nºs 3.050 a 3.118 e de 3.120 a 3.192 ATA Nº 42, DE 7 DE...
    328587 Palavras 1315 Páginas