O mundo antigo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1811 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]


SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
HISTÓRIA

ECIVALDO BARBOSA DE SOUZA















O FIM DO MUNDO ANTIGO: UMA DISCUSSÃO HISTORIOGRAFICA

















Rio Branco
2012


ECIVALDO BARBOSA DE SOUZA

















O FIM DO MUNDO ANTIGO: UMA DISCUSSÃO HISTORIOGRAFICATrabalho apresentado ao Curso História da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para as disciplinas História Antiga, Comunicação e Linguaguem, Filosofia, Introdução aos Estudos Históricos e Seminario I
Prof. Guilherme, Celso, Márcia, Bernadete e Taíse








Rio Branco

2012















INTRODUÇÃO
Pelo presente artigo intitulado “OFim do mundo antigo: uma discussão historiográfica”, do autor Gilvan Ventura da Silva, parte de uma analise sobre as transformações observadas no conhecimento histórico a partir do século XVIII. A partir das analises do autor, observa-se as múltiplas interpretações que os historiadores, no uso do seu fazer histórico ao analisar a historia em suas diversas dimensões: narrativas, descritiva,interpretativa, em fim, um novo olhar acerca de um determinado tema, um fato, um acontecimento. Isso nos leva a entender que o historiador tradicional deveria sair de uma postura simplista, mecânica, pouco reflexiva, apenas narrativa e descrita, para uma postura critica, analítica, interpretativa de fatos e fenômenos sociais, culturais e histórico de uma determinada sociedade, onde suas analises nãopudessem ser somente analises políticas e documentais, não que fossem menos ou mais importantes, mas que outros fatores que pudessem alicerçar uma analise critica, exaustiva e reflexiva de um conteúdo, de um fato, como foi a queda do império romano. Tal fato, ele começa discorrendo sobre o declínio desta sociedade “O fim do Mundo Antigo sempre representou, ao longo da História, um apaixonante temapara todos aqueles que se sentiam atraídos pela “grandeza” e “decadência” de Roma.






















DESENVOLVIMENTO
Sobre o texto, pode-se dizer que por um período da historia humana há maneiras de você contar ou retratar um determinado período como é o caso do fim do mundo antigo, em especial, o declínio do império romano, no período clássico, para o inicio daidade média, assim como, para escrever ou fazer historia utiliza-se linguagens, discursos e termos para descrever tal fato ou realidade. Assim começa o discurso do autor ao se referir sobre a decadência do império romano e consequência substituição de um período a outro estabelecendo ou não uma linhagem ou pontos acerca do inicio e fim e posteriormente as suas concepções sobre as causas dessedeclínio. O que chama atenção é o fato de certos historiadores se prenderem ainda no tradicional em fazer historia, a sua pouca limitada reflexão dos fenômenos acerca da realidade. Sobre os termos como declínio, queda, bárbaro e relacionar os conhecimentos da disciplina Comunicação e Linguagem e no texto lido, pode-se dizer a Historia e Linguagem se relacionam pelo fato de existir uma “comunicação” “umalinguagem”, não sendo somente uma representação precisa e imediata dos seres, objetos e conceitos, e sim que é pela linguagem que se apreendem os elementos da realidade, neste caso, o historiador se faz uso de muitas coisas para explicar através do uso da linguagem o que ocorreu numa determinada época, numa determinada sociedade, que através da linguagem que pode ser através da língua (signoslinguísticos) de um povo, de uma obra de arte, de um artefato, de um documento oficial, de uma vestimenta, uma musica, uma pintura, e assim por diante, assim temos múltiplas linguagens a disposição dos historiadores. Outra referencia diz respeito a formação discursiva e ideologia que está presente no texto: “Em primeiro lugar, que todas as formações discursivas que emergem em uma dada época provêm...
tracking img