Trabalho escravo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (263 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Trabalho Escravo

A escravidão (denominada também escravismo, esclavagismo e escravatura) é a prática social em que um ser humano assume direitos de propriedade sobreoutro designado por escravo, ao qual é imposta tal condição por meio da força. Em algumas sociedades, desde os tempos mais remotos, os escravos eram legalmentedefinidos como uma mercadoria. Os preços variavam conforme as condições físicas, habilidades profissionais, a idade, a procedência e o destino. O dono ou comerciante podecomprar, vender, dar ou trocar por uma dívida, sem que o escravo possa exercer qualquer direito e objeção pessoal ou legal, mas isso não é regra. . Não era em todas associedades que o escravo era visto como mercadoria: na Idade Antiga, haja vista que os escravos de Esparta, os hilotas, não podiam ser vendidos, trocados ou comprados, istopois ele eram propriedade do Estado espartano, que podia conceder a proprietários o direito de uso de alguns hilotas; mas eles não eram propriedade particular, não erampertencentes a alguém, o Estado que tinha poder sobre eles.


Trabalho Livre

O Trabalho Livre é a relação de trabalho caracterizada pela troca da força detrabalho por salário. Difere-se das demais relações de trabalho por prescindir de relações de dependência extra-econômicas (na escravidão, por exemplo, o trabalhador é propriedadedo senhor de escravos, enquanto na servidão o trabalhador está ligado a terra e é dependente do senhor de terra). Transformado em forma principal das relações de trabalhocom o advendo do capitalismo industrial, caracteriza também a transformação da força de trabalho em mercadoria.





Aluna: Fátima Maria Ferreira da Silva
tracking img