Tdah

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4698 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO / [1]HIPERATIVIDADE: QUAIS AS FORMAS DE SE TRABALHAR EM SALA DE AULA?¹

OLIVEIRA, Flávia A. de ²

Resumo
O presente artigo propõe uma reflexão sobre a distinção entre a falta de limites e o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). Busca entender um pouco mais sobre o TDAH trazendo informações a pais e professores que às vezes por seremleigos no assunto costumam confundi-lo com má-educação acarretando sérias conseqüências na vida de uma criança.
Em contrapartida, também mostra que a falta de limites hoje existente é uma preocupação dos pais e professores que muitas vezes o confundem com algum distúrbio.
Assim, torna-se necessário conhecer características, causas, tratamentos e estratégias para se trabalhar com alunos que possuemo diagnóstico do distúrbio o qual permitirá que o portador do TDAH tenha um melhor convívio social.

Palavras-chave: Hiperatividade; limites; estratégias.

1) Introdução:

Propagado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e tema de muitos estudos, o Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) ainda é pouco conhecido. Mesmo entre os profissionais, há aqueles que o consideram ummito, que ignoram alterações no cérebro dos portadores desse transtorno, os quais possuem regiões que inibem comportamentos, priva-os da capacidade de prestar atenção, em obter autocontrole e em ser organizado.
O problema atinge de 5% a 6% das crianças independente de fatores culturais e acompanhará o indivíduo na fase adulta em pelo menos metade dos casos. Associa-se na infância comdificuldades na escola tanto na aprendizagem como também nos relacionamentos com pais, professores e outras crianças. Já na fase adulta as dificuldades se apresentam principalmente no campo profissional. ( Revista Veja, 2009)
Apesar do que já se tem dito sobre crianças com TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com ou sem Hiperatividade) esse termo permanece gerando dúvidas em pais e professores.Afinal, como saber se a criança é apenas agitada, com poucos limites ou se é portadora desse transtorno? O tema foi escolhido por se tratar de um assunto que ainda assusta muito o profissional da educação, porém não só a eles como também aos pais de crianças com o TDAH que se preocupam com a educação de seus filhos e pais de outras
crianças que muitas vezes por não conhecer o problema pensam quecrianças com transtornos poderão prejudicar seus filhos.
Pais e professores devem ter conhecimento desse problema para suportar o seu enfrentamento e poder trabalhar conjuntamente para evitar situações difíceis, contornar dificuldades escolares e adequar às crianças no ambiente escolar, propiciando um ensino-aprendizagem que garanta a todos a aquisição de conhecimentos à altura de suasnecessidades.
Distraídos, agitados, bagunceiros, desorganizados... É extensa a lista de adjetivos de conotação negativa usada para definir crianças e adultos que apresentam, de maneira intensa e freqüente, comportamentos e atitudes diferentes daqueles tidos como padrão. Os pais acham que os filhos são “elétricos” ou que vivem no mundo da lua. A escola reclama do aluno que tumultua a classe e nãopresta atenção à aula. A criança se ressente porque não vai bem às provas, leva bronca de todos ou é isolada pelos colegas, pois abandona as brincadeiras ou as atrapalha com sua impulsividade. Esses podem ser alguns indícios de Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH).
As causas emocionais podem ser determinantes do comportamento hiperativo. Geralmente, os fatores ambientaisfamiliares, tais como os desentendimentos entre o casal, comportamentos agressivos, psicopatologias na família, podem ser relacionados ao aparecimento da hiperatividade. (GOLDSTEIN, 2004)
A forma como os pais interagem com a criança é um fator que determina o nível de gravidade dos problemas que a criança hiperativa possa ter em casa. É importante a observação da criança em diferentes ambientes,...
tracking img