Rotina administrativa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1777 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
MICROLINS

FORMAÇÃO PROFISSIONAL

CURSO: ROTINAS ADMINISTRATIVAS

JULIANA SILVA

JUSSARA MOURÃO

JULIETA SÁ

AS JU`S CONFECÇÕES: Bom Gosto em Vestir

AÇAILÂNDIA

2011

MICROLINS

FORMAÇÃO PROFISSIONAL

CURSO: ROTINAS ADMINISTRATIVAS

JULIANA SIVA

JUSSARA SALMÃO

JULIETA DE SÁ

AS JU`S CONFECÕES: BomGosto em Vestir

Projeto apresentado à Microlins: Formação Profissional, como pré-requisito para obtenção de nota de conclusão do curso Rotinas Administrativas.

Orientadora: Liliane Gomes.

AÇAILÂNDIA

2011

Dedicaremos este trabalho à todos nossos professores, que muito contribuirão em nossa formação.

Agradeceremos a Deus pela sabedoria maior.

Aos nossos pais pelo dom da vida.Aos colegas pelo incentivo e apoio durante o curso.

A todos os familiares pela compreensão.

Aos mestres da Microlins que sempre se dispuseram a compartilhar seus conhecimentos durante nossa formação.

1- INTRODUÇÃO

O brasileiro é considerado empreendedor, mas tem de se preparar melhor. Uma pesquisa internacional sobre empreendedorismo, que entrevistou 43.000 pessoas em 21 país,durante o ano de 2000, chegou à conclusão de que o Brasil é o país que apresenta a maior porcentagem de empreendedores. Eis o resultado: para cada oito brasileiros em idade adulta, um está abrindo ou planejando abrir um negocio. Nos Estados Unidos que ficou em 2º lugar, a proporção é de 10 para um. Na Austrália (3º), são 12 para um.

Ser um empreendedor é muito mais que ter a vontade dechegar ao topo de uma montanha, é conhecer cada detalhe da subida, saber o que você precisa levar e que ferramentas utilizar, encontrar a melhor trilha, estar comprometido com o resultado, ser persistente, calcular os riscos, preparar-se fisicamente, acreditar na sua própria capacidade e começar a escada.

A formação do empreendedor não inclui receitas infalíveis. Cada empreendedordesenvolve sua própria receita de sucesso. Para fazer um bom almoço, por exemplo, não basta possuir um belo livro de receitas, nem dispor de ingredientes e equipamentos de qualidades. É preciso também ter talento e conhecimento culinários. Transformar uma idéia em um negócio é muito mais difícil. É preciso saber aonde se quer chegar e como chegar lá.

Para o empreendedor aprender significaadquirir conhecimento sobre o negócio, habilidade para montar, manter e desenvolver um empreendimento, atitude de quem sabe aonde quer chegar e se preocupa em fazer bem-feito.

Até 1980, ninguém dava importância para as empresas com menos de 100 funcionários. Só nas duas últimas décadas do século XX, quando as grandes empresas começaram a diminuir sues custos e o número de empregos, é que asmicro e pequenas empresas começaram a crescer, fornecendo diversos produtos e serviços para as grandes. Era o processo de terceirização, que se espalhou por todo o mundo, aumentando a importância dos pequenos negócios para a economia dos países. Nesse mesmo período, a revolução tecnológica encurtou as distâncias e facilitou o acesso à informação. Este processo de diminuição de distâncias e quebra debarreiras comerciais entre nações é chamado de globalização.

Globalizados, o comercio, a industria e os serviços vêm mudando em todo o mundo beneficiando alguns setores e exigindo profundas reformulações de outros. Foi mais ou menos isso que aconteceu no Brasil, na década de 1990, durante a abertura da economia. A entrada de produtos importados ajudou ao controlar os preços, uma condiçãoimportante para o País voltar a crescer, mas trouxe problemas para alguns setores que não conseguiram competir com os importados, como foi o caso dos setores de brinquedos e de confecções.

Para ajustar o passo com o resto do mundo, o País precisou mudar. Empresas de todos os tamanhos e setores tiveram que se modernizar para poder competir e voltar a crescer. O governo deu inicio a uma...
tracking img