Psicologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1585 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A resposta humana a doença, estratégias de superação e necessidades
psicossociais as reações do profissional.

INTRODUÇÃO

Falar em humanizar é muito fácil o duro é colocar em prática, frente às intempéries do cuidado. Diante desse dilema surge a desumanizarão do cuidado inconscientemente pelos profissionais de saúde, muito embora exista a vontade de fazer, mas o estresse acabacomprometendo o trabalho. Das várias realidades e utopias dentro do cuidado, partindo dessa controvérsia a humanização caminha para uma construção, reconstrução e transformação no modelo de cuidado, mas é necessária instituição, profissionais e pessoas querer fazer acreditar na mudança do cuidado, incorporar os detalhes no cuidar como uma glória em cada ato, ou procedimento realizado, na conversa, naescuta, no contato afetivo, no olhar dentro do olho, na preocupação, na ajuda, no pegar na mão, na simplicidade de fazer, no tratar o paciente como se fosse um ente querido seu, na consciência de entender o paciente queixoso, o paciente rebelde, o nervoso, o mal educado e o neurótico. "Quando se trata de impor limites, imobilização, perda da autonomia, dependência dos outros para ajudar é um caos navida do doente, ou seja, qualquer pessoa normal pode se transformar em maluco frente a essa situação." O que mata não é a doença é a incapacidade de fazer e o impor limites na vida.
Muitas das vezes não queremos cuidar de tal paciente ou porque não nos identificamos ou identificamos demasiadamente com ele. Mas "Somos seres humanos imperfeitos e fragilizados", porém isso não é crime, mas podemostrabalhar essa dificuldade através da mudança dos atos, de praticar um cuidado com sensibilidade, serenidade, de cumprir sua missão, afinal cada paciente é um desafio para ser cuidado e tudo na vida tem um propósito debaixo da terra...
O resultado do o cansaço do profissional reflete no cuidado automático inconscientemente e na tentativa de proteger suas emoções se mostra indiferente, insensível,limitado, cumprir rotina. A estratégia para mudança no paradigma do cuidado é através de uma filosofia de cuidado espiritual, emocional voltada para o profissional de saúde, visando à cura de seu lado sentimental, emocional e de sua alma. O Capelão é de grande ajuda para conversa-escuta e reflexão com profissionais paraterapia comportamental, espiritual e relaxamento de corpo-alma.
O profissionaldeve sempre fazer uma reflexão no cuidado que esta prestando hoje para ser melhor amanhã.
A rotina organiza o serviço, mas o bom senso é necessário para trabalhar com o próximo.
[...] Cuidado significa um fenômeno existencial básico. "Traduzindo: um fenômeno que é a base possibilita Dora da existência humana enquanto humana". (BOFF, 1999, p.34).
A mão que toca, cura porque leva carícia, devolveconfiança, oferece acolhimento e manifesta cuidado. A mão faz nascer à essência humana naqueles que são tocados.

O CENÁRIO DIÁRIO

"Todo dia na rapidez vou" para os quartos verificar SSVV, coloca lençol no carrinho para arrumar as camas, encaminhar pacientes para o banho, fazer banho de leito, a necessidade de terminar o serviço, e fazer todos os banhos de manhã...
"AH"! """ """ ESQUEÇI OBIOMBO" UM CENÁRIO, A PRIVACIDADE DO DOENTE SENDO DIVIDIDA COM OS OUTROS SEM SUA PERMISSÂO".
"No momento que o profissional termina o banho de leito no paciente, e depois vai fazer curativo ou outro procedimento, geralmente o paciente está encolhido ou tremendo de frio, pois inconscientemente, sem maldade o profissional no automático, esquece de cobrir o paciente e/ou fechar a janela do quarto"."Quando o paciente vai para o chuveiro, inconscientemente, o profissional esquece-se de cobri-lho com uma toalha, afinal no imperceptível o quarto está cheio de outros pacientes e familiares enfim pessoas estranhas participando da intimidade do paciente".
"Enquanto ser humano, tenho o dever de ajudar outro ser humano, para que eu mesmo não me desumanize." (citação no Dia Mundial do Refugiado,...
tracking img