Para que a panlexia?

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 130 (32332 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ALEXSANDRA CIBELLY FINKLER

PARA QUE A PANLEXIA?

Dissertação apresentada ao Curso de PósGraduação em Letras, Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes, da Universidade Federal do Paraná, como requisito parcial para obtenção de título de Mestre em Letras – Estudos Lingüísticos. Orientadora: Prof. a Dr. a Reny Maria Gregolin.

CURITIBA 2008

ii

iii

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO 1. PANLEXIA– O QUE É E DE ONDE VEM

01 06

1.1. DESCRIÇÃO, ORIGEM E TESTES PARA DIAGNOSTICAR DIFICULDADES 06 1.2. O MÉTODO PANLEXIA 12

2. DIAGNÓSTICO E ATENDIMENTO AO DISLÉXICO: A RELEVÂNCIA DADA AO CÓDIGO 2.1. DISLEXIA – BASES QUE (NÃO) SUSTENTAM O DIAGNÓSTICO 3. ALFABETIZAÇÃO: CONCEPÇÕES E METODOLOGIAS 23 27 39

3.1. CAGLIARI E O BÁ-BÉ-BI-BÓ-BU: UMA REFLEXÃO (AINDA) NECESSÁRIA 40 3.2. A CARTILHA:APROXIMAÇÃO METODOLÓGICA 3.3. CONCEPÇÕES DE LINGUAGEM: CONTRAPONTOS TEÓRICOS 3.4. O TEXTO COMO MANIFESTAÇÃO DA LÍNGUA 4. APLICAÇÃO DO MÉTODO PANLEXIA: ANÁLISE DE CASOS 4.1. PANORAMA GERAL DOS DADOS ANALISADOS 4.2. ANÁLISE DOS DADOS PRESENTES NAS PRODUÇÕES DE S1 4.2.1. BREVE HISTÓRICO DO ALUNO 4.2.2. ANÁLISE DAS OCORRÊNCIAS 4.3. ANÁLISE DOS DADOS PRESENTES NAS PRODUÇÕES DE S2 4.3.1. BREVEHISTÓRICO DO ALUNO 4.3.2. ANÁLISE DAS OCORRÊNCIAS 48 50 54 58 61 68 68 71 87 87 88

iv

CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS ANEXOS

100 103 108

v

Ao Gabriel, que participou de todo o processo, com pérolas como: “Dindinha, depois que você encher isso tudo de letras você me conta uma historinha?”

Ao Guilherme e ao João, que chegaram no fim, mas chegaram!

Aos meus pais, Antônio e Marlene,pelos exemplos de persistência. Aos meus padrinhos, Jurandir e Lúcia, que, de diferentes maneiras, me incentivaram a continuar agora porque a vida é curta. À amiga e mestre Solange Gomes, cujo carinho e confiança me deram coragem e dignidade para seguir adiante, sempre.

vi

AGRADECIMENTOS

À Profª Drª Reny Maria Gregolin, pela orientação e confiança neste trabalho. Aos professores do Curso dePós-Graduação em Letras, pela sabedoria compartilhada. Ao Odair, pelo carinho e disponibilidade, sempre! Aos profissionais dos CMAEs, pela presteza e dedicação dispensadas. À Nara, Ada, Marcia, Nini, Hamminni e Sandra, por estarem sempre falando em outras coisas. Ao Marcos e ao Gilson, pelo incentivo e ajuda, sempre confiáveis.

vii

RESUMO

O foco principal deste trabalho é a discussãoacerca de um método de alfabetização chamado Panlexia: um programa para dificuldades específicas de linguagem, que vem sendo usado pela Rede Pública Municipal de Curitiba, em alunos diagnosticados como “disléxicos”. A citada “instrução em lingüística estruturada”, está baseada em técnicas behavioristas e de repetição mecânica e, desse modo, contraria a perspectiva sociointeracionista, queoficialmente está instalada na instituição desde final dos anos 80. Diante dessa contradição entre concepção e método, pretendemos analisar a aquisição da linguagem escrita proposta pelo método Panlexia em casos de crianças ditas portadoras de dificuldade de aquisição de linguagem, com laudo neurológico de dislexia, atendidas em Centros Municipais de Atendimento Especializado e, que estejam sendo submetidasao método Panlexia pelo período de, pelo menos, seis meses. Segundo a autora e difusora do método esse período é o suficiente para que o “tratamento” apresente resultados satisfatórios na leitura e escrita do aluno. Procuramos demonstrar, ainda, que o aluno dito “disléxico” é um aprendiz rotulado com base em avaliações que se baseiam no entendimento da língua como um sistema fechado e imutável designos. Os “erros” cometidos, que permitem “encaixar” o aluno em determinada patologia da linguagem, são considerados, pelas bases teóricas da lingüística, como instabilidades próprias da escrita em sua fase inicial de aquisição. É justamente nesses eventos, considerados patologizantes, que se percebem as hipóteses de que o aprendiz lança mão para compreender o sistema da escrita, pois revelam...
tracking img