Papel do tradutor

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2387 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de novembro de 2010
Ler documento completo
Amostra do texto
4. O PAPEL DO TRADUTOR

Visto com freqüência como uma tarefa árdua, o trabalho do tradutor sempre parece prometer sem conseguir cumprir a entrega do original em sua quase absoluta totalidade.
Cay Dollerup (1995) considera, por exemplo, que em relação á língua materna, o domínio do tradutor na tradução pode alcançar até 95-97% de proficiência, mas ainda assim, jamais será completo,o que implica, por exemplo, que o ensino da tradução deve envolver a conscientização dos aprendizes acerca da impossibilidade da tradução perfeita. O tradutor dificilmente conseguirá tornar uma tradução equivalente ao texto original. Há de se entender que a sua essência não desvinculará da verdade que o transmite.
Além da complexa tarefa de dominar as línguas envolvidas no processo,aprender a traduzir significa necessariamente aprender a ler, ou seja, aprender a produzir significados a partir de um determinado texto, que sejam aceitáveis para a comunidade cultural da qual participa o leitor.
O tradutor precisa ser um leitor proficiente e analista de textos para que ele possa adquirir a sensibilidade para com aspectos macro e microlingüísticos de um texto, isto émacrolínguistico: o tipo de texto e a função que ele tem e microlínguístico: os componentes de cada sentença de um texto que se articula para inter- relacionar entre si, dar tessitura a um texto.

Ele precisa fazer o uso e a exploração de sinônimos, palavras relacionadas ou de conotações análogas.
Todos os elementos são parte da tessitura do texto e para recriação em outra língua, para ser bemsucedida, requer a sensibilidade e percepção do tradutor, que deve detectar esses aspectos estilísticos que fazem do texto original um texto interessante e gostoso de lê. ( Pagano,2000, p.13)

De acordo com Pagano é necessário buscar subsídios externos para a tradução de um texto, elementos como: informações e conhecimentos prévios à recriação do texto, e a utilização de recursostecnológicos, capacidades como dedução, indução e assimilação entram nos requisitos para ser um bom tradutor.



4.1. Competências do tradutor

Para os estudantes de língua inglesa, por exemplo, parece fácil o exercício da tradução devido ao acesso da língua por meios de livros didáticos, pela internet que fornece sites de traduções e muitasvezes pelo contato com cursos de idiomas. Porém o exercício de traduzir requer competências que exige experiência, dedicação e qualificação na área.

O pesquisador Stuart Campbell (1998) pôr exemplo aponta que a competência tradutória envolve habilidades chamadas inferiores como conhecimento léxico da morfologia e da sintaxe das línguas envolvidas, bem como o domínio de habilidades superiores quedizem respeito a níveis maiores de complexidade, como conhecimento de aspectos textuais de coesão e coerência, reconhecimento de macro-estruturas textuais e coligações lexicais e evidentemente domínio de registros e gêneros discursivos e sua inserção no contexto no qual o texto traduzido será incorporado. A formação requer o desenvolvimento de habilidades que transcendem o conhecimento meramentelingüístico. ( Pagano, 2000, p. 13)

A exemplo disso temos os “idioms” (idiomas) que aparentam para o aprendiz de tradução um determinado significado quando na verdade apresentam uma construção significativa totalmente diferente. Expressões como Catch someone´s eye, Pay through the nose não significam “capturar o olho de alguém” ou “pagar pelo nariz” como se dá a tradução ao pé da letra esim “chamar atenção” e “pagar preço caro”. Expressões idiomáticas, phrasal verbs (verbos frasais) são alguns dos exemplos que requer de um bom tradutor competências que transcendem o conhecimento meramente lingüístico.
A formação do tradutor e sua qualificação contínua são procedimentos essenciais para o exercício ético e adequado dessa profissão. Também leva-o a aprofundar seus...
tracking img