Monitoramento da sema

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1518 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Ofício No
Cuiabá-MT, 24 de Outubro de 2012.
A
SEMA – Secretária de Estado do Meio Ambiente
Coord. de Atividades Agropecuárias – CAAP/SUIMIS/SEMA/MT
William Rocha Campoli
Analista de Meio Ambiente

Assunto: Junta documental da empresa DDMAT Desinsetizadora Ltda EPP, no Município de Cuiabá/MT

Processo Sema n° 684033/2009




Prezado Senhor,



Venho através desteencaminhar junto a SEMA – Secretária de Estado do Meio Ambiente, RELATÓRIO TÉCNICO DE MONITORAMENTO DO SISTEMA DE TRATAMENTO DE EFLUENTE (Agosto/2012) em atendimento ao processo de licenciamento ambiental da empresa.




Sem mais para o momento, subscrevo.





Joselito Gonçalves da Silva
Técnico Químico e Biólogo





DDMAT DESINSETIZADORA LTDA – EPP
PROGRAMA DE MONITORAMENTODE EFLUENTES
Relatório Técnico de Monitoramento de S.T.E
(Agosto de 2012)

Empreendimento:
DDMAT Desinsetizadora Ltda - EPP Autoria:
Joselito Gonçalves da Silva
Técnico em Química e Biólogo
Atividade:
Controle Integrado de Pragas
CRQ 16400040 16º Região/MT
CRBio 82380/01-D 1º Região/MT

Processo: 684033/2009
Programa:

Programa de Monitoramento de Efluentes Protocolo:
Órgão:Nº:
Data:
Período:
08 de Agosto de 2012 Local: Data:
Cuiabá-MT Outubro/2012




RELATÓRIO TÉCNICO
AGOSTO/2012

1.INTRODUÇÃO


A empresa DDMAT Desinsetizadora Ltda EPP, encontra-se instalada na Travessa Maria do Carmo Rego, 191, Bairro Santa Helena, em Cuiabá/MT. Tendo como atividade principal o Controle Integrado dePragas Urbanas.



Como resultado de suas atividades, a empresa gera os efluentes servidos originados a partir do processo de tríplice lavagem das bombas de aplique e embalagens plásticas dos inseticidas. Essas águas serão encaminhadas por tubulações até as unidades de Tratamento de Efluentes Líquidos.



O efluente é submetido pelas seguintes unidades de tratamento:tanque neutralização, com o objetivo de proporcionar a correção do potencial de hidrogênio (pH) do efluente, taque de decantação, filtro de carvão ativado para correção da carga orgânica e somente então o efluente final é direcionado para a rede coletora de esgoto.





2.OBJETIVOS



2.1. Geral



Monitorar a qualidade do efluente industrial bruto e tratado doempreendimento, visando assegurar as eficiências definidas em projeto e minimização de possíveis impactos ambientais.



2.2. Específicos

• Avaliar as condições físicas e químicas dos efluentes brutos e tratados para destinação adequadas do efluente;
• Avaliar o desempenho do sistema de tratamento de efluentes em âmbitos geral.



3. Responsável Técnico
Nome: Joselito Gonçalves daSilva
Formação: Técnico em Química e Biólogo
CRQ: 16400040 16º Região/MT
CRBio 82380/01-D 1º Região/MT
Cadastro na SEMA: 1171
Endereço: Rua 22, 05, quadra 127, Bairro Pedra 90 CEP: 70099-115
Cuiabá/MT
Fone: (65) 9282 1445 ou (65) 3616 5700
Email: zelitosilvasilva@yahoo.com.br







4.FLUXOGRAMA DO SISTEMA DE TRATAMENTO






Pontos de monitoramento:
Ponto 01 – Efluente debruto (área da tríplice lavagem)
Ponto 02 – Efluente tratado (após filtro de carvão ativado)





5. PRINCIPIO DE FUNCIONAMENTO


O sistema de tratamento previsto será operado em batelada, pois o volume diário gerado pela tríplice lavagem das bombas de aplique e embalagens é bastante reduzido, sendo assim, o efluente a ser tratado, será acumulado semanalmente para então serencaminhado ao S.T.E, composto por.



Tanque de Neutralização


Esta unidade de tratamento tem por objetivo a equalização do efluente bruto até a obtenção de um volume aproximado de 400 litros (cap. Do tq de recebimento) e sua posterior neutralização, através do emprego de substancia neutralizadora até o efluente alcançar a faixa de pH entre 6,8 a 7,0.


 Tanque de Decantação...
tracking img