Menor infrator

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1753 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
81

Introdução
A violência praticada nos centros urbanos, diariamente exibida pela imprensa, tem
preocupado pesquisadores de diferentes áreas, no sentido de se estudar seus processos,
bem como de desenvolver tecnologias e estratégias capazes de reverter o quadro de criminalidade.A face repressiva do estado é quase a única que esses jovens conhecem, sendo que a violência organizada dos gruposde narcotráfico lhes possibilita realizar seus sonhos de , heroísmo e consumo, possibilitando vantagens imediatas.Compreender as motivações que arrastam os jovens para a criminalidade violenta, parece ser um dos desafios mais urgentes para a superação da situação na qual eles se encontram. O conhecimento de quais fatores de risco ou de proteção influenciam ou protegem jovens de apresentarcomportamentos agressivos, e como tais fatores poderiam acarretar em infrações à lei, ou diminuí-las, é fundamental para se propor projetos de intervenção e prevenção. A socialização de tais adolescentes e, principalmenta prevenção do ato infracional são questões exigem respostas .

Fatores de risco para a conduta infracional
Atualmente , discute-se como os fatores de risco podem levar umadolescenteà situação de conflito com a Lei. Os fatores de risco são condições ou variáveis que estãoassociadas à alta probabilidade de ocorrência de resultados negativos ou indesejáveis ao desenvolvimento humano, sendo que dentre tais fatores encontram-se os comportamentos que podem comprometer a saúde, o bem-estar ou o desempenho social do indivíduo,freqüentemente associam-se adolescentes que cometemuma infração com a ocorrência de jovens com problemas de comportamento , tais problemas envolvem uma variedade de comportamentos, indo desde o impulsivo e agressivo até o depressivo e de retraimento, que violam as expectativas da idade, ou seja, indivíduos que apresentam padrões persistentes de comportamentos hostis,nos quais os direitos básicos dos outros ou as normas sociais apropriadas à idadesão violadas. É importante considerar que o comportamento humano não é formado por um simples conjunto de variáveis, mas sim por relações complexas entre variáveis biológicas e ambientais, seria ingênuo pensar que somente um fator de risco poderia acarretar em problemas a quem a ele está exposto, tais como problemas de conduta. Considera-se, portanto, um indivíduo que viola normas sociais, como nocaso do adolescente em conflito com a lei, como sendo uma pessoa exposta a diversos fatores de risco pessoais, familiares, sociais, escolares e biológicos. Ainda assim,há muitos adolescentes que foram ou são expostos a uma série de fatores de risco, mas são socialmente adaptados, não exibindo níveis de agressões e comportamentos infracionais.

Dificuldades de Aprendizagem e Baixa EscolaridadeCapacidade verbal baixa e problemas de aprendizagem também se associam fortemente
a outros fatores que contribuem para a conduta infracional. Quando tais dificuldades
estão presentes, surgem dificuldades na escola e, por sua vez, tais dificuldades podem
levar a uma série de problemas escolares, acarretando em problemas decomportamento.
Do mesmo modo, as habilidades verbais inadequadas associam-se a uma multiplicidade
de problemas psicossociais .O QI dos adolescentes em conflito com a Lei é ‘ mais baixo que o de outros adolescentes não-infratores, essa diferença é independente da
classe social e etnia, e não parece ser afetada por qualquer propensão dos adolescentes
menos inteligentes a serem pegos mais facilmentepela polícia. Sabe-se que muitos dos jovens que praticam delitos provêem de camadas minoritárias. Os adolescentes com baixo nível intelectual têm maior probabilidade de praticar crimes mais violentos do que jovens com maior escolaridade , os adolescentes em conflito com a Lei caracterizam-se e como pessoas com sérias deficiências em habilidades sociais e em resolução de problemas, bem como...
tracking img