Infertilidade masculina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3255 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIMAR - Universidade de Marília

Faculdade de Ciências da Saúde

Curso: Biomedicina

“A INTERFERÊNCIA DO ESTILO DE VIDA E DOS HÁBITOS INADEQUADOS NA FERTILIDADE MASCULINA”

Chimenny A.L.C. de Moraes

RA: 137992-0

Marília – 2007

UNIMAR - Universidade de Marília

Faculdade de Ciências da Saúde

Curso:Biomedicina

“A INTERFERÊNCIA DO ESTILO DE VIDA E DOS HÁBITOS INADEQUADOS NA FERTILIDADE MASCULINA”

Monografia apresentada como pré-requisito para a conclusão da disciplina de Metodologia Científica do curso de BIOMEDICINA para a Prof. Cristiane Guarido

Chimenny A.L .C. de Moraes RA: 137992-0

Marília - 2007DEDICATÓRIA

Para aqueles que mais amo, minha família, Emilio, Magda e Tatiane, por se constituírem diferentemente enquanto pessoas, igualmente belas e admiráveis em essência, estímulos que me impulsionaram a buscar vida nova a cada dia, meus agradecimentos por terem aceitado se privar de minha companhia pelos estudos, concedendo a mim a oportunidade de me realizar aindamais, dedico este trabalho sobre aquilo que mais gosto, a Biomedicina.

Marília – 2007

AGRADECIMENTOS

Aos senhores professores, aos meus familiares e amigos, pelo apoio e incentivo de valor inestimável para a realização deste trabalho.

EPÍGRAFE

A adolescência [...] é uma despedida das  dependências da infância e umavanço precoce para a idade adulta. O adolescente é um viajante que deixou um lugar e ainda não chegou ao seguinte [...]. É um intervalo entre liberdadesanteriores[...]e responsabilidades e comprometimentos subseqüentes [...] uma última hesitação antes [...] de sérios comprometimentos  concernentes a trabalho e amor (Sorenson apud Hurlock, 1979, p.2).

RESUMO

A infertilidade masculina pode serdefinida como a incapacidade de engravidar uma parceira após 12 ciclos menstruais de relações sexuais freqüentes, sem uso de qualquer método contraceptivo, pois o importante é não confundir com esterilidade, que é definida como a incapacidade definitiva de engravidar a parceira. As condições mais freqüentes associadas à infertilidade masculina podem estar relacionadas a problemas na produção doespermatozóide (doenças no sistema endócrino; traumas ou problemas congênitos dos testículos; e até mesmo a varicocele), problemas no caminho destes espermatozóides até o óvulo (distúrbios de ejaculação e no sistema imunológico, alterações congênitas nas vesículas seminais, e ejaculação retrógrada), e até mesmo devido à interferência de fatores ambientais de risco como: exposições à radiação, calor,pesticidas e agrotóxicos, ingestão de remédios, uso excessivo de bebidas alcoólicas e fumo, e atividades profissionais que geram alto nível de estresse, as quais são consideradas condições propícias, pois estes homens podem vir a apresentam anomalias espermáticas, problemas ejaculatórios, disfunção erétil e redução da libido, desenvolvendo, assim, problemas graves de infertilidade, muitas vezesirreversíveis. Dentre as formas de tratamento para auxiliar casais com esses tipos de problemas de infertilidade, as mais utilizadas, são as técnicas de reprodução assistida, as quais abrangem as formas de fertilização In Vivo (inseminação artificial), In Vitro e através de injeções intracitoplasmáticas de espermatozóides. Logo, perante os estudos realizados, pode-se concluir que, no passado sepensava que o responsável pela esterilidade era sempre a mulher, mas hoje já se sabe que ela é responsável por apenas metade dos casos de casais que não conseguem ter filhos, sendo que a outra metade dos casos ocorre por problemas relacionados ao homem.
SUMÁRIO

|1- Introdução |01...
tracking img