Guias alimentares

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1351 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE
DEPARTAMENTO DE NUTRIÇÃO
GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE ALIMENTOS
PROFESSOR: FABIO RESENDE DE ARAÚJO
ALUNA: MARIA LUIZA ALVES DE MACÊDO

ESTUDO DIRIGIDO DE GUIAS ALIMENTARES

O papel do setor produtivo de alimentos segue de mãos dadas com o papel do Governo na promoção das diretrizes do Guia Alimentar para a População Brasileira, o Governo, atravésde legislações, inspeções, subsídios, pode guiar e orientar a indústria na forma de produzir alimentos mais saudáveis. Com o crescimento da economia vemos uma mudança nos hábitos alimentares da população, essa mudança é ainda mais visível nos jovens, é notável a preferência por alimentos mais calóricos, de preparação mais fácil, essa preferência é influenciada principalmente pela mídia, nãovemos propagandas que divulguem uma alimentação saudável e sim a divulgação de alimentos rápidos que podem ser preparados no aparelho microondas, por exemplo.
Os alimentos in natura perderam espaço e popularidade. É ai que entra a primeira diretriz do guia alimentar: “Os alimentos saudáveis e as refeições”, essa diretriz tem como foco incentivar a produção e o consumo de alimentos mais saudáveis,para isso devem ser realizados programas de orientação e educação nutricional que se adéqüem a cada região, visto que no Brasil a diferença no tipo de alimentação consumida em cada região varia muito. A fiscalização da qualidade dos alimentos in natura vendidos também é muito importante para a alimentação saudável, não adianta comer um alimento benéfico se por algum motivo, seja de processamento,armazenamento ou manipulação, esse alimento foi contaminado e será prejudicial ao nosso organismo.
As diretrizes apontadas pelo guia possuem dois pontos que se aplicam tanto ao Governo quanto ao setor produtivo: “Promover a produção, a industrialização, a comercialização e o consumo” e “Incentivar a pesquisa e incorporação de tecnologia de processamento” ou “Fomentar mecanismos de redução doscustos de produção e comercialização”, essas duas orientações resumem e englobam muito bem os deveres da indústria e do governo na propagação de hábitos alimentares saudáveis.
A atuação do governo vai um pouco mais além, uma vez que este também é responsável por incorporar determinados alimentos nos programas institucionais de alimentação, criar legislações específicas para cada tipo dealimento e processamento, fiscalizar as indústrias para garantir o cumprimento das leis e aplicar ações corretivas severas as empresas que não atenderem ao que é exigido na legislação.
O setor produtivo de alimentos por sua vez deve seguir as legislações criadas pelo governo, atendendo ao que foi pedido, como, capacitação de funcionários, implementação de boas práticas, e outras normas depadronização exigidas para alimentos. É importante salientar que ao falarmos de setor produtivo de alimentos englobamos produtores de alimentos in natura, a indústria de processamento, a indústria de transporte e armazenamento e por fim a “mesa”, que seria restaurantes, marmitarias e todos os outros pontos que fornecem alimentos prontos direto ao consumidor.
Para o governo e o setor produtivo também existemduas diretrizes especiais, a primeira relacionada ao incentivo às atividades físicas e a segunda a qualidade sanitária dos alimentos.
A Lei Nº 11.346, de 15 de Setembro de 2006, conhecida como Lei Orgânica de Segurança Alimentar, foi criada para com intuído de implementar políticas de segurança alimentar no Brasil, de acordo com a lei, temos:
“Art. 4º A segurança alimentar e nutricionalabrange:
IV – a garantia da qualidade biológica, sanitária, nutricional e tecnológica dos alimentos, bem como seu aproveitamento, estimulando práticas alimentares e estilos de vida saudáveis que respeitem a diversidade étnica e racial e cultural da população;
VI – a implementação de políticas públicas e estratégias sustentáveis e participativas de produção, comercialização e consumo de alimentos,...
tracking img