Estudo de caso

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3492 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ESCOLA TÉCNICA DE ENFERMAGEM HOSPITAL SÃO JOSÉ

ESTUDO DIRIGIDO

Criciúma
2010
Jozieli Estácio Willemann

ESTUDO DIRIGIDO

Criciúma/SC, 15 de dezembro 2010.
Questão 1
a) Sinais e sintomas de apendicite
Sinais
Os achados físicos são determinados principalmente pela posição anatômica do apêndice inflamado e pela ruptura ou não do órgão.
1) Sinais Vitais: Não são muito alterados pela apendicitenão complicada, com elevação de temperatura raramente maior que 1 grau. O pulso está normal ou ligeiramente elevado
Alterações maiores significam que ocorreu uma complicação ou falha diagnóstica.
2) Posição Antálgica: Os pacientes geralmente preferem ficar em decúbito dorsal, com as coxas (principalmente a direita), elevadas. Qualquer movimento aumenta a dor. Quando o examinador pede que o doentemobilize as pernas, este o faz lenta e cuidadosamente.
3) Palpação Dolorosa e Manobras Especiais: Os sinais físicos clássicos de dor no quadrante inferior direito estão presentes quando o apêndice inflamado apresenta-se em posição anterior.
O "Ponto de McBurney" localiza-se entre 4 a 6 centímetros do processo espinhoso anterior do íleo, sobre uma linha reta que vai dele até o umbigo. Geralmentehá dor a descompressão direta neste ponto, indicando irritação peritoneal.
O Sinal de Rovsing é caracterizado por dor no quadrante inferior direito quando é exercida pressão a palpação no quadrante inferior esquerdo, e também indica irritação peritoneal.
Pode haver hiperestesia cutânea na região inervada pelos nervos espinhais de T10 a T11, e embora seja freqüente não é constante. Em algunspacientes este é o primeiro sinal sugestivo de apendicite.
4) Defesa Abdominal: Caracterizado por uma resistência muscular a palpação da parede abdominal, relacionada grosseiramente a intensidade do processo inflamatório. No início a defesa é voluntária, mas com a progressão do processo de irritação peritoneal o espasmo aumenta e torna-se amplamente involuntário, gerando uma rigidez reflexa.
5) Dor deOrigem Músculo-Esquelética: O Sinal do Psoas indica um foco irritativo na proximidade deste músculo. O exame é realizado com o paciente em DLE, enquanto o examinador lentamente estende a coxa direita do paciente, distendendo, assim, o músculo. Diz-se que o exame é positivo se a extensão produz dor.
Já o Sinal do Obturador é positivo se ao distender o obturador interno o paciente refere dorhipogástrica. O exame é realizado por rotação interna passiva da coxa direita fletida, com o paciente em decúbito dorsal.
Sintomas
1) Dor: A dor abdominal é o principal sintoma da apendicite aguda, iniciada geralmente na região inferior do epigástrio ou região umbilical, de intensidade moderada e constante. A cólica pode surgir interposta. Após um período de 4 a 6 horas migra para o quadrante inferiordireito.
Esta seqüência não é invariável, e em alguns pacientes inicia-se no quadrante inferior direito e aí permanece.
A dor pode variar ainda com as variações anatômicas na localização do apêndice. Devido a isto, a dor pode ocorrer a esquerda em um apêndice longo com extremidade inflamada. Já um apêndice retrocecal pode causar dor em flanco ou dorso. Apêndice pélvico geralmente gera dor supra-púbica(provavelmente por irritação da artéria espermática e ureter).
2) Anorexia: Quase sempre acompanha a apendicite em fases sub-clínicas.
3) Vômitos: Ocorre em cerca de 75% dos pacientes, mas em pequeno numero de vezes.
4) Constipação: A maioria apresenta uma historia de constipação anterior ao início da dor abdominal. Porem, em alguns ocorre diarréia (principalmente nas crianças), de forma que opadrão do hábito intestinal possui pouco valor diagnóstico.
5) Seqüência do Aparecimento dos Sintomas: Apresenta grande significado no diagnóstico diferencial. Em mais de 95% dos pacientes a anorexia é o primeiro sintoma, seguido por dor abdominal e seguido por vômitos (quando presentes). Se o vomito precede o início da dor, o diagnóstico deve ser questionado.

b) Nomenclatura Utilizada para este...
tracking img