Escola mercantilista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (529 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A Escola Mercantilista

* O Mercantilismo surgiu na Idade Média, no período do triunfo do Laissez-faire;

* Essa doutrina teve início em 1500 e foi até 1776; isso variou de região praregião, mas em geral, esse foi o ‘’tempo de duração’’;

* As cidades que foram formadas no período Feudal cresceram demasiadamente, e com esse crescimento o comércio e a figura do comerciante em siforam ficando cada vez mais importantes e destacadas, exorcizando assim a taxação depreciativa que lhes eram impostas;

* A escola Mercantilista teve início quando algumas doutrinas foram‘’agrupadas’’. Algumas dessas doutrinas foram: promover o Nacionalismo, atribuir nova importância a figura do mercador, o anseio de expansão militar e territorial, entre outras;

Os pontos fundamentais do SistemaMercantilista foram:

* O desejo pelo ouro e pela prata, assim como a sua associação à riqueza nacional proporcional a quantidade desses bens estocados;

* Nessa época havia uma idéia deque para um país prosperar economicamente, ele deveria explorar seus vizinhos, pois os recursos econômicos eram escassos; e para um país prosperar ele tinha que empobrecer o seu vizinho, esse foi oprincípio da idéia de Nacionalismo;

* Com a ênfase dos mercadores em exportar seus produtos, o mercado interno ficava em segundo plano, o que possibilitava a entrada dos bens estrangeiros por meiode importação; para isso não acontecer, taxas eram impostas sobre os bens estrangeiros, o que beneficiava os mercadores locais, pois eles poderiam exportar tranquilamente visando à obtenção de ouro eprata, e poderiam vender internamente por um bom preço;

* O desejo dos mercadores da época era que as localidades conquistadas ficassem dependentes economicamente da metrópole que os conquistou,fazendo que não existisse ‘’mercado competidor’’ nas colônias, fazendo que aumentasse ainda mais a riqueza dos mercadores;

* Mesmo não sendo a favor do livre comércio interno, os...
tracking img