ecopedagogia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1200 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de março de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
ECOPEDAGOGIA

A Ecopedagogia atualmente está nos movimentos pedagógicos, social e politico, parte de princípios norteadores do desenvolvimento econômicos, do respeito ao meio ambiente e de um estado igualitário social. Centrada na subjetividade e na vida cotidiana, participa da interligação homem, sociedade e natureza para a cidadania planetária.
A Ecopedagogia considera a Educação Ambientalcomo uma mudança de mentalidade em relação à qualidade de vida, associada à busca do estabelecimento de uma relação saudável e equilibrada com o contexto, com o outro e como ambiente.
Educação ambiental deve envolver uma perspectiva holística, enfocando a relação entre o ser humano, a natureza e o universo de forma interdisciplinar.
A educação ambiental deve estimular a solidariedade, aigualdade e o respeito aos direitos humanos, valendo-se de estratégias democráticas e interação entre as culturas.
A educação ambiental deve ajudar a desenvolver uma consciência ética sobre todas as formas de vida com as quais compartilhamos este planeta, respeita seus ciclos vitais e impor limites à exploração dessas formas de vida pelos seres humanos.
Ecopedagogia pretende desenvolver um novo olharglobal. Uma nova maneira de ser estar no mundo, um jeito de pensar a partir da vida cotidiana, que busca sentido em cada momento, em cada ato, que pensar a prática(Paulo Freire) em cada instante de nossas vidas, evitando a burocratização do olhar e do pensamento.
Críticas à hegemonia neoliberal que assume as relações na sociedade contemporânea, marcada pela abertura das fronteiras econômicas efinanceiras, impelida por teorias do livre comércio, cujos efeitos são o desemprego, o aprofundamento das diferenças entre pobres e ricos, a perda de poder e autonomia de muitos Estados e nações, o distanciamento dos sujeitos do processo de tomada de decisão. É neste contexto que está situado o debate em torno da sustentabilidade para a Ecopedagogia, ou seja, na compreensão da incompatibilidade entreo principio do lucro, inerente ao modelo de desenvolvimento capitalista e a sustentabilidade, tratada nas suas dimensões: social, politica, econômica, cultural e ambiental.

Por uma ecologia eticamente fundamentada


“Ecologia fundamentada eticamente” é o que embasa a compreensão de sustentabilidade defendida pela ecopedagogia, a qual, segundo Gutiérrez e Prado, é mais ampla do queaquilo que chamam de “ ambientalismo superficial.

“Enquanto o ambientalismo superficial apenas se interessa por um controle e gestão mas eficaz do ambiente natural em beneficio do homem, o movimento da ecologia fundamentada na ética reconhece que o equilíbrio ecológico exige uma série de mudanças profundas em nossa percepção do papel que deve desempenhar o ser humano no ecossistema planetária”(GUTIÉRREZ e PRADO,2000 p.33).

Do ponto de vista metodológico, há uma critica a programa e projetos de ecologia e Educação Ambiental que se pautam pela “pedagogia da declaração”, a qual se estabelece com base em metodologias expositivas, enunciativas e impositivas com ênfase nos conteúdos, visando persuadir a respeito da conveniência da ”(GUTIÉRREZ e PRADO, 2000 p.50). Para os autores essesprojetos e programas são promovidos à margem da pedagogia, sem considerados indispensáveis processos de apropriação e interiorização necessários à mediação pedagógica.
A Ecopedagogia procura se desenvolver, atualmente, como movimento social pro um lado e também como abordagem curricular. O primeiro é marcado por seu surgimento atrelado a ação politica de organizações não governamentais e outrosmovimentos da sociedade civil em torno da discussão e elaboração da carta da terra.
Em agosto de 1999,durante o 1° Encontro Internacional da carta da terra na perspectiva da educação ocorrido em São Paulo, foi criado o movimento pela ecopedagogia, organizado pelo instituto Paulo Freire com apoio da Unesco e do conselho da terra. O intuito deste movimento é estimular experiências práticas na perspectiva...