Economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1265 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Curso Gestão e estratégia de empresas
Economia Brasileira Contemporânea

ECO 101 – Avaliação - 2º. Bimestre/2012

Prof. Paulo Roberto Davidoff C. Cruz
Aluna: Sandra Regina Leopoldino

1 - Exponha as principais medidas de política econômica adotada pelo governo brasileiro para enfrentar a crise mexicana de 1995.
A primeira crise surgiu no México 1995 - o Brasil teve problemas que seagravaram especialmente no que tange à fuga de capitais. Por um lado, as reservas cambiais se contraíam; e, por outro, as Autoridades Monetárias eram obrigadas a elevar, ainda mais, a taxa de juros para induzir a entrada de capitais. Para se sobressair o governo divulga um pacote de medida:

Políticas cambiais:
* Todas as medidas restritivas de outubro de exportação que dificultava as vendasexternas, foram removidas, uma delas foi restabelecido o prazo mínimo de 360 dias para as operações de pagamento antecipado de exportações
* No início de janeiro, o Banco Central extinguiu o recolhimento compulsório de 15% sobre os Adiantamentos de Contrato de Câmbio (ACC), principal instrumento de financiamento às exportações.
* Elevação do imposto de importação de alguns produtosimportados como os veículos importados, a alíquota que era de 20% passou para 32% esta medida foi tomada porque havia uma estimava que o Brasil tivesse uma perda de 3 bilhões somente neste ano.
* Elevação também nos impostos de importação de bens de consumo duráveis, além do veiculo importado
* Houve outra medida tomada em março para aumentar a exportação no país, o abatimento do PIS e do COFINS(contribuições sociais) incidente sobre as matérias-primas e os insumos utilizados nos produtos exportados, através de um crédito no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

Política monetária:
* A política monetária brasileira constitui uma anomalia no cenário internacional. Após de inaugurada em 1995 uma fase relativa estabilidade de preços com o plano real, o Banco Central do Brasiltem mantido a taxa básica de juros em níveis excessivamente elevados.
* Conjunto de medidas atingiu as áreas fiscal, externa e de controle de consumo. Na área externa, a principal novidade foi à mudança da política cambial do País, com a introdução do sistema de "bandas". O dólar passou a variar entre R$ 0,86 e R$ 0,90, e, a partir de maio, o teto subiria para R$ 0,98.
* Toda essaagitação no mercado de câmbio teve um forte reflexo nas taxas de juros, que se elevaram, pressionando ainda mais uma queda nas Bolsas de Valores. A cotação do dólar passou a variar em março entre R$ 0,88 e R$ 0,93 por tempo indeterminado, diminuindo a especulação sobre quando as "bandas" anteriores seriam alteradas
* Reestimular a entrada de dólares, o Banco Central eliminou restrições e reduziuimpostos sobre a entrada de capitais para aplicação em Bolsa e em renda fixa.

Após a desvalorização cambial e elevação da taxas de juros o Brasil conseguiu atrair investidores e gerar saldo positivo na conta capital. A taxa do PIB neste período se manteve baixa embora a taxa de inflação continuasse sobre controle.

2 - Exponha as principais medidas adotas para enfrentar a crise internacional de2007/2008.

A crise internacional de 2007/2008 foi à maior crise depois da crise de 1929. No final de 2006 já se observam sinais da crise do subprime, ocorrida nos Estados Unidos foi um colapso no sistema de empréstimos imobiliários americano. De acordo com Demyanyk e Hasan (2010), o termo subprime geralmente refere-se a um empréstimo (hipoteca, financiamento de automóvel, etc.) que é visto comomais arriscado do que um empréstimo regular (prime) sob o ponto de vista do emprestador. Um empréstimo subprime pode ser dos seguintes tipos: a) para tomadores com um baixo credit score, histórico de delinqüência, falência ou de empregos ruins, b) para tomadores especializados em empréstimos de alto custo e que vendam poucos empréstimos a empresas garantidas pelo governo, ou c) certas hipotecas...
tracking img