Comportamento organizacional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1636 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic] |Disciplina
Comportamento Organizacional |Docente
Alexandre Pereira |[pic] | |
| |Semestre |Data | |
| |2 |22/04/2008 ||
| |ATIVIDADES – Aluno | |


Aula 1:
Tema: Evolução e Importância da Gestão de Pessoas
Nome: Marcelo de Paula Ozório




Recursos Humanos na Gestão do Conhecimento


Jayme Teixeira Filho



Com o crescimento daimportância do conhecimento, as empresas passam a se preocupar com o que sabem, o que precisam saber e, não menos importante, com o que a concorrência sabe. Torna-se fundamental criar condições e apoiar o desenvolvimento e a comunicação desse conhecimento. A empresa passa a perceber a importância de transformar seu conhecimento realmente em um ativo a serviço da organização, ao invés de apenaspropriedade de indivíduos ou grupos internos. Nas organizações, o conhecimento se encontra não apenas nos documentos, bases de dados e sistemas de informação, mas também nos processos de negócios, nas práticas dos grupos e na experiência acumulada pelas pessoas.
Crescemos acostumados a mudar apenas por reação a forças externas, e não por desejo genuíno de transcendência, imaginação ou ambiçãointelectual. Nós somos acostumados desde a escola a fazer o que nos mandam, ler o que nos indicam, responder ao que nos perguntam. Em conseqüência, numa empresa, a maioria das pessoas se apega passivamente à rotina. Quando algo não funciona, chama-se o ‘especialista’. Mesmo que esse especialista resolva o problema, poucas pessoas terão podido ou se interessado em aprender com o caso, de forma apoderem agir diferente em situações futuras. Saber como iniciar, apoiar e sustentar processos que promovam o aprendizado organizacional se torna crucial. Aqueles que possam ser parceiros na construção de sistemas e estruturas necessários para o aprendizado organizacional terão papel decisivo na sustentação da vantagem competitiva. Nessa perspectiva, os profissionais de RH passam a se tornar agentesde aprendizado e consultores em performance, na visão de que a capacidade de aprendizado coletivo de uma organização ultrapassa qualquer tecnologia, produto ou serviço específico.
Nessa linha, os profissionais de RH deixam de direcionar os seus esforços para atividades específicas, voltadas exclusivamente para tarefas, e passam a se concentrar em promover o auto-desenvolvimento e opensamento crítico. Isso leva necessariamente o profissional de RH a sair de trás de sua mesa e ir para onde o trabalho está sendo realizado. O que se espera, nessa visão, é que o profissional de RH, equipado com o conhecimento sólido sobre os processos de aprendizagem, e portador da visão global de negócio, seja capaz de articular na empresa os processos básicos de Gestão do Conhecimento. O papel passa aser de um catalisador e de um facilitador do aprendizado.


O posicionamento de RH na Gestão do Conhecimento
O conhecimento é a chave para o poder nos negócios. As áreas críticas de conhecimento numa organização, normalmente, são: preferências e necessidades dos clientes; desempenho da companhia; concorrência; aplicações de tecnologia; uso da informação existente; setores e nichos demercado; e regulamentações externas. As principais atividades relacionadas à Gestão do Conhecimento, em geral, são: compartilhar o conhecimento internamente, atualizá-lo, processá-lo e aplicá-lo para algum benefício organizacional; encontrar o conhecimento internamente e adquiri-lo externamente; re-utilizar conhecimento, criar novos conhecimentos e compartilhá-los com a comunidade externa à...
tracking img