Caso cbc

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2455 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de novembro de 2010
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ
CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM GESTÃO DE RH (OU MARKETING)
EAD – ESTÁCIO CAMPUS VIRTUAL

Aluno: Gilson Oliveira de Souza
Matricula: 201001057945
Turma: 9032
Orientador: Eder Ribeiro de Almeida

PROJETO INTEGRADO RH E MKT

Local: Cachoeiras de Macacu
Data: 19/03/2010

SUMÁRIO

1. SUMÁRIOEXECUTIVO................................................................................................... 3
2. IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA .................................................................................... 4
3. ANÁLISE ORGANIZACIONAL......................................................................................... 6
4. CONSIDERAÇÕESFINAIS................................................................................................ 8
5. REFERÊNCIAS................................................................................................................... 10

1. SUMÁRIO EXECUTIVO:

Sempre gostei de futebol, mas nunca fui um craque. Jogava bola no colégio e sempre era aquele cara que só entrava no time se estivesse faltando alguém sabe como é, entrava para compor o time. Os anos se passaram e continueipraticando meu esporte preferido, o futebol, mas não evolui muito continuava sendo “perna de pau” e isso me deixava muito chateado, via meus amigos jogando bem, fazendo gols, dando lençol, canetas e eu mal conseguia correr conduzindo a bola.

De tanto ouvir gozações comecei a indagar porque tinha tantas dificuldades com a bendita bola, uma coisa era certa, não nasci com esse talento ou dom como queiramchamar, mas será que não tinha como ser um pouco melhor do que era? Um pouco menos “perna de pau”, será que se tivesse tido alguma orientação não teria conseguido me relacionar melhor com a bola? O meu caso era sem solução, já que após tantos anos de prática não consegui evoluir muito.

Queria poder fazer alguma coisa para evitar que outras pessoas não passassem por tudo que passei e comecei apensar no que poderia fazer para que meus filhos não herdassem o meu talento futebolístico, já que não é genético, havia uma esperança, só precisava descobrir como. Trabalhava em uma empresa de exportação de frutas na área de logística, trabalho burocrático, sedentário e nada empolgante, meu sonho mesmo era ter sido jogador de futebol, mas você sabe porque não consegui, afinal sou “perna de pau”.Com a crise financeira mundial a empresa que trabalhava começou a enfrentar grandes dificuldades e os cortes de pessoal foram inevitáveis, como era novo na empresa e ainda não tinha domínio sobre todas as operações fui um dos colaboradores que foram desligados da empresa.Recém formado em administração comecei a procurar outros empregos na minha área de formação, mas o mar não estava para peixe,ainda mais peixe pequeno sem experiência no mercado. Os meses se passaram e não consegui arrumar nada, comecei a ficar preocupado.

Meu pai acabara de se aposentar e vendo minha luta para arrumar emprego me fez uma proposta de sociedade, ele queria abrir uma papelaria, entraria com o capital e eu com a mão de obra.Pensei na proposta e resolvi aceitar, mas não para abrir uma papelaria e sim umaescolinha de futebol que pudesse ensinar os primeiros passos e fundamentos básicos do futebol para as crianças. Fiz um levantamento e constatei que na região em que morávamos não tinha nenhuma escolinha de futebol e existiam inúmeras papelarias. Com esse argumento convenci meu pai por A + B que a escolinha seria a melhor opção de investimento.

E assim surgiu a escolinha de futebol “Craques doamanhã”, onde todos os meninos e meninas que gostam de futebol recebem treinamentos dos fundamentos básicos do futebol e terão a oportunidade de desenvolver suas habilidades técnicas nos nossos gramados sob a orientação de profissionais especializados e capacitados na área de educação física.Assim poderei ajudar os jovens à não serem “pernas de pau” como eu fui e sou até hoje.

2. IDENTIFICAÇÃO...
tracking img