• Paradigmas, historiografia crítica e direito moderno
    Paradigmas, historiografia crítica e direito moderno Antônio Carlos Wolkmer* Sumário: I.Questões paradigmáticas 2.Historiografia jurídica tradicional: marcos na historicidade do direito. para se repensar a história~ natureza e função~ 3.Novos 1. Questões paradigmáticas para
    4548 Palavras 19 Páginas
  • “Paradigmas, historiografia crítica e direito moderno
    Resolução de Questionário acerca do texto de Antonio Carlos Wolkmer: “Paradigmas, historiografia crítica e direito moderno” 1 – Qual a função do estudo da historia no Direito Uma vez que o propósito do profissional da área jurídica é o estudo e aplicação das normas em uma soci
    500 Palavras 2 Páginas
  • Paradigmas, historiografia critica e direito moderno
    É inegável o significado da retomada dos estudos históricos no âmbito do Direito, principalmente quando se tem em conta a necessidade de repensar e reordenar uma tradição normativa, objetivando depurar criticamente determinadas práticas sociais, fontes fundamentais e experiências culturais p
    889 Palavras 4 Páginas
  • Resumo do livro 'introdução crítica ao direito penal brasileiro' de nilo batista autor : romário silva (graduando em direito pela faculdade estácio de sergipe - estácio fase)
    RESUMO DO LIVRO 'INTRODUÇÃO CRÍTICA AO DIREITO PENAL BRASILEIRO' DE NILO BATISTA Este resumo é fruto de um trabalho inicial da disciplina Direito Penal I, elaborado por mim após leitura da obra 'Introdução crítica ao direito penal brasileiro' de Nilo Batista. 1. Direito Penal
    2176 Palavras 9 Páginas
  • Direito moderno contemporâneo e declarações de direito
    DIREITO MODERNO, CONTEMPORÂNEO E DECLARAÇÕES DE DIREITOS INTRODUÇÃO Neste trabalho vamos aprender como o Direito se transformou em relação a sua própria história, e começou a proteger verdadeiramente a dignidade humana. Diferente das épocas anteriores onde o direito era de uma form
    9010 Palavras 37 Páginas
  • Kant e os fundamentos do direito moderno
    Kant e os Fundamentos do Direito Moderno Immanuel Kant (1724 – 1804) foi um grande pensador europeu da modernidade cujo pensamento repercutiu nas diversas áreas do saber humano. Expoente do iluminismo considerava a razão como princípio fundamental para a compreensão de todos os fenômenos.
    9291 Palavras 38 Páginas
  • A INCONCEBILIDADE DE UM POSITIVISMO PURO EM PLENO SÉCULO XXI: POR UMA TEORIA CRÍTICA DO DIREITO.
    1 A INCONCEBILIDADE DE UM POSITIVISMO PURO EM PLENO SÉCULO XXI: POR UMA TEORIA CRÍTICA DO DIREITO Alana Cristina Queiroz da Silva RESUMO: O objetivo desse presente artigo é mostrar a impossibilidade de se conceber a existência de um ensino jurídico-positivista nas universidades nos...
    4516 Palavras 19 Páginas
  • Resumo introdução ao estudo do direito
    1 ANHANGUERA EDUCACIONAL HISTÓRIA DO DIREITO E INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO PROF. ANA CLARA CORREA HENNING HISTÓRIA DO DIREITO UNIDADES 1 E 2 NÃO EXISTE SOCIEDADE SEM DIREITO: “Ubi societas, ibi jus” Direito Positivo: aquele que encontra-se em vigor em uma sociedade em um mom
    2574 Palavras 11 Páginas
  • Resenha direito moderno e mudança social
    O tema tratado divide-se em quatro partes: 1) Filosofia da práxis: notas para uma sociologia jurídica crítica do direito; 2) Guerra de posições e novas juridicidades; 3) Operadores do direito e mudança social: sensos comuns, novo senso e outros consensos; 4) Direito mod
    1184 Palavras 5 Páginas
  • Fichamento Introdução Crítica ao Direito Penal Brasileiro
    Por Caroline Liebl Introdução Crítica ao Direito Penal Brasileiro.Nilo Batista. Rio de Janeiro: Revan, 1990 Capítulo I- DIRETO PENAL E SOCIEDADE. SISTEMA PENAL. CRIMINOLOGIA. POLÍTICA CRIMINAL. ­­§ 1º - Direito penal e sociedade O direito penal vem ao mundo (ou seja, é legislado)...
    4699 Palavras 19 Páginas
  • sociologia do direito
    UNIDADE 1 Viver em sociedade significa viver sob determinadas regras que, mesmo não sendo dirigidas a nós, elas se impõem a todos os indivíduos. As regras familiares podem ser colocadas como primeiras regras de convivência, através dela ampliam-se as relações familiares para a...
    2763 Palavras 12 Páginas
  • Direito penal máximo x cidadania mínima - resumo
    Resumo da Obra Direito Penal Máximo x Cidadania Mínima... Cap. I Do (pre)conceito positivista a um novo conceito de criminalidade: pela mudança do senso comum sobre a criminalidade e o sistema penal Neste artigo abordo, numa perspectiva sincrônica antes que diacrônica (histórica), a mudan
    9523 Palavras 39 Páginas
  • Resumo - filosofia do direito - tércio
    |Estudos de Filosofia do Direito | |Reflexões sobre o Poder, a Liberdade, a Justiça e o Direito | |Tércio Sampaio Ferraz Junior | Obs: o que está em itálico, abaixo de algum título ou subtítulo, refere-se a algum pon
    52133 Palavras 209 Páginas
  • Teoria da imputação objetiva: relevância e âmbito de aplicação no direito penal moderno.
    Campanha Nacional de Escolas da Comunidade Instituto de Ensino Superior Cenecista Direito DANILO PEREIRA MENESES TEORIA DA IMPUTAÇÃO OBJETIVA: relevância e âmbito de aplicação no direito penal moderno. Unaí – MG Novembro / 2010 Campanha Nacional de Escolas da Comunidade
    33930 Palavras 136 Páginas
  • Resumo criminologia crítica baratta
    Resumo: CRIMINOLOGIA CRÍTICA E CRÍTICA DO DIREITO PENAL – ALESSANDRO BARATTA INTRODUÇÃO – SOCIOLOGIA JURÍDICA E SOCIOLOGIA JURÍDICO-PENAL 1. Objeto da Sociologia Jurídica A partir da distinção entre comunidade – organização compreensiva da vida humana em comum – e direi
    6644 Palavras 27 Páginas
  • Resumo aulas ciências políticas e filosofia do direito
    Resumo das aulas Pré-História = até 4.000 a.C. Antiguidade = de 4.000 a.C a 476 d.C. Idade média = Era Moderna = Período Contemporâneo = Estado Absoluto Do fim do Império Romano ao Renascimento (de 476 a 1453) Também conhecida como Idade Média (A Idade Média compreende até a RevoluçÃ
    13739 Palavras 55 Páginas
  • Direito ocidental moderno e contemporâneo
    O DIREITO NA SOCIEDADE MODERNA DE ROBERTO MANGABEIRA UNGER. 30 ANOS DEPOIS.                                                Arnaldo Sampaio de Moraes Godoy Resumo: Em 1977 Roberto Mangabeira Unger atordou o pensamento jurídico norte-americano ao a
    16200 Palavras 65 Páginas
  • Resumo da obra: teoria pura do direito de hans kelsen
    Em resumo, pode dizer-se: o direito subjetivo de um indivíduo ou é um simples direito reflexo, isto é, o reflexo de um dever jurídico existente em face deste indivíduo; ou um direito privado subjetivo em sentido técnico, isto é, o poder jurídico conferido a um indivíduo de fazer valer o nã
    8108 Palavras 33 Páginas
  • resumo de história do direito
    Caderno de História do Direito Bibliografia Antônio Carlos Wolkmer - A Historia do Direito no Brasil e Fundamentos da História do Direito José Reinaldo de Lima Lopes - Direito na Historia e Curso de Historia do Direito A historia do direito é muito relacionada à história da...
    16954 Palavras 68 Páginas
  • Paradigmas do direito penal (artigo)
    UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE DIREITO Curso de GRADUAÇÃO EM DIREITO GABRIEL DUTRA TEIXEIRA ÍCARO FERNANDES OLIVEIRA LEONARDO MELLO SEVERO MARCUS VINICIUS MENDONÇA LOPES MATHEUS CÂNDIDO...
    5003 Palavras 21 Páginas