Fichamento De Paisagens Da Historia John Lewis Gaddis artigos e trabalhos de pesquisa

  • Fichamento

    Fichamento do 1º Capitulo do livro Paisagens da História. Referência Bibliográfica: GADDIS, John Lewis. Paisagens da história: como os historiadores mapeiam o passado/John Lewis Gaddis; tradução de Marisa Rocha Motta - Rio de Janeiro: Campus, 2003. Pg.15-31. Sobre o texto:  O autor utiliza a imagem o viajante sobre o mar de névoa de Caspar David Friedrich, para descrever sobre sua percepção ao significado da consciência histórica. “A impressão que nos dá é contraditória, sugerindo ao mesmo...

    610  Palavras | 3  Páginas

  • Paisagens da historia: como os historiadores mapeiam o passado

    Centro de Artes Humanidades e Letras - CAHL Curso de História 1º Semestre Disciplina – Introdução ao Estudo de História Professor – Fabrício Lyrio Discente: Jadeilson Gomes de Oliveira Fichamento do 1º Capítulo do livro A Paisagem da História Gaddis, John Lewis. Paisagens da História: como os historiadores mapeiam o passado/John Lewis Gaddis; tradução de Marisa Rocha Motta – Rio de Janeiro; Campus, 2003 O Texto começa falando sobre a história de vida do autor, como o mesmo foi mais uma vez acolhido...

    1063  Palavras | 5  Páginas

  • Fichamento do livro Paisagens da Historia

     FACULDADE PAULISTA SÃO JOSÉ FICHAMENTO Curso: Licenciatura em História Semestre: 1º ( ) 3º (X) Disciplina: Teoria da História I ( ) Teoria da História II (X) Professor: João Luis Ostrowski Graduando (a): Jefferson Campos GADDIS, John Lewis. Paisagens da História: como os historiadores mapeiam o passado. Rio de Janeiro: Campus, 2003. FICHAMENTO Capitulo 1 e 2 Paisagens da História DATA 14/04/2014 “Porém o passado, por sua vez, é algo que nunca podemos possuir. Por que quando...

    746  Palavras | 3  Páginas

  • Paisagens da história

    UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECONCAVO DA BAHIA Antonio Neto História 2012.2 Gaddis, John Lewis- Paisagens da história: Como os historiadores mapeiam o passado – John Lewis Gaddis; tradução de Marisa Rocha Matta – Rio de Janeiro: Campus, 2003 p.15-31 Tradução de: The Landscape of History Ao passar um tempo como professor visitante na universidade de OXFORD John Lewis Gaddis decide escrever um livro, tendo vários objetivos como atualizar seus conhecimentos, encorajar seus próprios colegas...

    588  Palavras | 3  Páginas

  • RESENHA DO LIVRO PAISAGENS DA HISTÓRIA: COMO OS HISTORIADORES MAPEIAM O PASSADO

    O livro Paisagens da história, é iniciado com o autor John Lewis Gaddis realizando uma análise do quadro O viajante sobre o Mar de Névoa, de Casper David Friedrich, onde desencadeia uma reflexão acerca do mapeamento do passado realizado pelos historiadores sobre qual suas posições em relação ao seu objeto de estudo. O autor assim como o personagem do referido quadro, observa os acontecimentos com certo distanciamento que o tempo exige, uma vez que o passado chega até nós inacessível, sendo somente...

    985  Palavras | 4  Páginas

  • "A Guerra Fria" de John Lewis Gaddis – recensão crítica

    A Guerra Fria de John Lewis Gaddis – recensão crítica John Lewis Gaddis, nascido no Texas em 1941, é um historiador de reputação internacional, frequentemente reconhecido como o «decano dos historiadores da Guerra Fria», contando com múltiplas obras publicadas sobre este tema, por exempplo The Cold War: A New History. Gaddis é Professor de História na Universidade de Yale e pertence ao conselho consultivo do Cold War International History Project tendo ainda sido consultor no documentário Guerra...

    685  Palavras | 3  Páginas

  • A Nova história.

    Artigos DESCONSTRUINDO A HISTÓRIA: HAYDEN WHITE E A ESCRITA DA NARRATIVA* Gabriella Lima de Assis** Marcus Silva da Cruz*** Resumo: dentre as principais formas de abordagens do conhecimento histórico, o desconstrucionismo enfatiza a relação entre a forma e o conteúdo da narrativa histórica. Nesse sentido, pretende-se discutir o método desconstrucionista de Hayden White, segundo o qual o passado só existe na forma como ele é escrito pelos historiadores sendo a história, portanto, uma criação...

    5241  Palavras | 21  Páginas

  • Recensão critica "a guerra fria" de john lewis

    Na unidade curricular de História da Europa Contemporânea foi-nos proposto o seguinte trabalho: a leitura de uma obra, escolhida através de uma extensa lista disponibilizada pelo docente da cadeira, análise da mesma e posteriormente a realização de uma recensão crítica. Em primeiro lugar vou fazer uma apresentação do autor, que nos ajuda a perceber um pouco da obra. Em seguida vou passar a uma análise detalhada da obra. Biografia de John Lewis Gaddis: John Lewis Gaddis nasceu em 1941, em Colulla...

    1517  Palavras | 7  Páginas

  • A GUERRA FRIA John Lewis Gaddis

     RESUMO A GUERRA FRIA – John Lewis Gaddis A obra em análise é uma monografia, que faz um percurso sobre o que foi a Guerra Fria na Europa e no mundo. Esta obra começa por descrever os efeitos da 2ªGuerra Mundial, as medidas que se tomaram no período pós-guerra e as principais figuras intervenientes. Depois o autor passa a explicar as causas e acontecimentos que fizeram com que se criasse na Europa um clima de Guerra, mas sem nunca se recorrer as armas, por essa razão foi denominada de fria. Mesmo...

    1086  Palavras | 5  Páginas

  • Ensino de história, memória e história local

    ENSINO DE HISTÓRIA, MEMÓRIA E HISTÓRIA LOCAL Carlos Henrique Farias de Barros* Resumo Este artigo dará continuidade ao projeto de produção científica sobre o ensino de história e sua valorização da memória para a compreensão da história local. A escolha desse tema está baseada em um trabalho sobre Memória e história local elaborado durante a disciplina “História Regional”. Para isso irá utilizar a contribuição de autores preocupados com uma maior compreensão sobre a importância do...

    7895  Palavras | 32  Páginas

  • A estrutura do poder Barroco - fichamento

    Fichamento do texto "A estrutura do poder Barroco" do livro "A cidade na história" de Lewis Mumford O capitulo começa falando que as culturas humanas não acabam num dado momento, são capazes de continuarem existindo por razão de tradições independentes, como ocorreu na cidade medieval. Os costumes da era medieval ainda se encontravam ativos após três séculos depois do “fim”, se considerado no século XVI. A Igreja de Roma, que dominou a Europa Ocidental durante mil anos, impondo seus dogmas, aliando-se...

    847  Palavras | 4  Páginas

  • FICHAMENTO; PAISAGENS DA HISTÓRIA CAP I

    Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Profº. Fabrício Lírio Disciplina: Introdução ao Estudo da História Docente – Claudio Emanuel Santana Reina GRADDIS, Lewis John. Paisagens da História: como os pesquisadores mapeiam o passado. Rio de janeiro: Campos, 2003. Cap. I – Paisagens da História. p. 15 – 31 Resumo: O autor faz uma abordagem sobre a importância da História, dos fatos históricos dando importância muito relevante ao papel do historiador que, no pensamento do mesmo...

    1031  Palavras | 5  Páginas

  • Villa a Fichamento

    Universidade Federal do ABC Disciplina Teoria do Planejamento Urbano e Ambiental. Aluno: Thamires Jeronimo Cardoso dos Santos Fichamento Uma contribuição para a história do planejamento urbano no Brasil in “O processo de urbanização no Brasil” ed. Usp. São Paulo 1999 Autor Villaça, F Argumento / temática O autor analisa a distinção entre o planejamento urbano lato e stritcu sensu, principalmente o segundo, onde envolve os planos diretores. Assim, analisa as práticas do planejamento urbano...

    881  Palavras | 4  Páginas

  • História da Fotografia

    História da Fotografia: “O ser humano teve sempre necessidade de reproduzir o real e deixar uma marca do seu pensamento para se libertar do esquecimento e da morte.” Pierre-Jean, em Amar História da Fotografia “Para ver se a tua pintura está, no seu conjunto, conforme com a coisa que representas, toma um espelho e faz com que nele se reflicta o modelo, compara este reflexo...

    3883  Palavras | 16  Páginas

  • origens guerra fria

    O debate sobre as origens da Guerra Fria Luís Nuno RODRIGUES Departamento de História ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa 1. A linha ortodoxa ou tradicionalista As primeiras interpretações do fenómeno "Guerra Fria", nomeadamente das suas origens, surgiram com os trabalhos de alguns autores americanos ainda nos anos 40 e, depois, ao longo da década de 1950. Autores não necessariamente historiadores, muitos deles politólogos ou comentadores políticos, alguns mesmo actores intervenientes...

    8856  Palavras | 36  Páginas

  • GÊNERO E NORDESTE: RELAÇÕES DE PODER DO SUJEITO MASCULINO NO NORDESTE

    associados ao Nordeste, em especial a sua paisagem, símbolos da seca e da aridez, espaço de resistência, de aspereza, de rudeza, que vão se inserindo na sociedade e corroborando com a construção do imaginário popular. A representação cultural do homem nordestino no cinema vai dessa forma tecendo múltiplas realidades, costumes e identidades que vão se delineando no constructo histórico espaço-cultural. Palavras-chaves: Masculinidade. Nordeste. Cinema. História-Cultural. 1. Introdução A escolha...

    3967  Palavras | 16  Páginas

  • Fichamento: evolucionismo cultural textos de morgan , tylor e frazer organização celso castro

    Fichamento: Evolucionismo Cultural Textos de Morgan , tylor e Frazer Organização Celso Castro Curso de Ciências Sociais Referencia: Evolucionismo Cultural Textos de Morgan,Tylor e Frazer Organização: Celso Castro Tradução: Maria Lúcia De Oliveira Jorge Zahar Editor OBS{ fichamento apenas da apresentação, p. 04 à 20. } Introdução: A apresentação geral,se dispõem a apresentar a intenção da seleção e a utilização dos textos de três autores clássicos do pensamento evolucionista...

    3215  Palavras | 13  Páginas

  • projeto

    INTERVENÇÃO Área:História. Público objeto de intervenção: 6º ao 9º ano. Tema:História na sala de aula: a relação educador e educando Justificativa: Tendo como pressuposto que a relação interpessoal entre educando e o educador da disciplina de história na rede pública de ensino é muito afastada, e isso se tornou perceptível para nós enquanto estagiários, uma vez que tais relatos aparecem nas entrevistas que fizemos e, em alguns momentos que estivemos em sala de aula auxiliando a professora nas...

    1489  Palavras | 6  Páginas

  • Fichamento de cromofobia - david batchelor

    Fichamento do livro Cromofobia – David Batchelor Neste livro o autor faz uma reflexão sobre a cor, sua importância e seu significado simbólico na tradição artística ocidental. No fichamento os trechos servirão para construir uma linha de entendimento do que David Batchelor está defendendo. No primeiro capítulo – “Paisagem em branco”, David conta sobre uma visita a uma casa onde tudo era praticamente branco e descreve: (...) “ Há um tipo de branco que repele o que lhe seja inferior , isto é, quase...

    1402  Palavras | 6  Páginas

  • fichamento do livro O que é graffiti

    Fichamento do livro O que é Graffiti Autor Celso GitahyGITAHY, Celso. O que é Graffiti. Coleção Primeiros Passos, São Paulo, Editora Brasiliense, 1999 O que é GraffitiNessa forma de pintura se faz ideias e signos que fazem parte da paisagem urbana. P 12 Maurício Villaça diz que Graffiti também podem ser os desenhos feitos ao acaso em bancos praças, portas de banheiro e até mesmo os rabiscos realizados quando criança e aqueles que se faz enquanto se está ao telefone. P 12 O que surge no ambiente...

    1838  Palavras | 8  Páginas

  • Fichamento Desenvolvimento S Cio Econ Mico

    os autores Rostow e Lewis) (pg.3) " (...) estudos acerca de uma virtual passagem de uma sociedade tradicional para a maturidade industrial (...) " " (...) Como o capital acumular-se-ia progressivamente nos setores manufatureiros." Requisitos (eminentemente técnico) : (pg.3) " (...) transformações na produção agrícola, desenvolvimento do capital social básico (talvez a partir do Estado) e necessidade de uma elite social que lidere o movimento. Lewis aprofunda-se na análise...

    2727  Palavras | 11  Páginas

  • Paisagens geograficas

    Anais do X Encontro de Geógrafos da América Latina – 20 a 26 de março de 2005 – Universidade de São Paulo A PAISAGEM SOB A ABORDAGENS GEOGRÁFICAS PERSPECTIVA DAS NOVAS Vera Lúcia Mayrinck de Oliveira Melo 1 A proposta deste texto é enfocar a contribuição das novas abordagens sobre o entendimento de paisagem, dada pela Geografia Cultural, a partir de 1970. No entanto, não podemos deixar de considerar a importância dos geógrafos alemães, que estabeleceram as bases da geografia...

    9084  Palavras | 37  Páginas

  • Fichamento quintaneiro, tania; barbosa, maria ligia de oliveira; oliveira, márcia gardênia de. um toque de clássicos: marx, durkheim e weber. 2. ed. rev. e ampl. belo horizonte: editora ufmg, 2003.

    FACULDADE SUMARÉ CURSO DE GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA SOCIOLOGIA Nome: Isabela Rizzo Turma NM Fichamento QUINTANEIRO, Tania; BARBOSA, Maria Ligia de Oliveira; OLIVEIRA, Márcia Gardênia de. Um Toque de Clássicos: Marx, Durkheim e Weber. 2. ed. rev. e ampl. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2003. Palavras-Chaves Sociologia, Teorias Sociais e Transformações Sociais. Introdução A reflexão sobre as origens e a natureza da vida social...

    2599  Palavras | 11  Páginas

  • Guerra Fria

    GESTÃO ESTRATÉGICA INTERNACIONAL TÓPICOS ESPECIAIS RIO DE JANEIRO 2013 DOUGLAS OLIVEIRA DE JESUS RESENHA: A CONFRONTAÇÃO MILITAR ENTRE AS SUPERPOTÊNCIAS DA METADE DO SÉCULO XX. Gaddis, John Lewis. História da Guerra Fria: Uma Nova História. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2010. John Lewis Gaddis, nascido em 1941 em Cotulla, Texas, EUA, recebeu seu bacharel em 1963, seu mestrado em 1965, e seu Ph.D. em 1968 ensinou brevemente em Indiana Southeast University antes de se juntar a Universidade...

    4229  Palavras | 17  Páginas

  • famep

    Mediterrâneo é um clássico. O mínimo que se pode dizer a respeito dessa obra é que ela ampliou as possibilidades do gênero em que foi escrita, isto é, a História (BURKE, 1992: 56). E logo a primeira frase do livro conjuga o verbo amar. Portanto, seguindo a pista de Braudel, é preciso deixar bem claro uma coisa: para se escrever boa história, “ou qualquer coisa boa, na verdade” (TUCHMANN, 1989: 7), deve-se ter paixão pelo assunto. Embora contraditório, o conceito mais preciso para definir o que...

    4710  Palavras | 19  Páginas

  • Fichamento livro Rumo ao Paraiso

    Universidade de Brasília Disciplina: Introdução ao Desenvolvimento Sustentável Mc Cornick, John, 1964-M429r.Rumo ao Paraíso, A História do Movimento Ambientalista Fichamento da Introdução, Capítulo 1 As Raízes do Ambientalismo e Capitulo 2 Proteção, Conservação e as Nações Unidas ‘Pela primeira vez a humanidade foi despertada para a verdade básica de que a natureza é finita e que o uso equivocado da biosfera ameaça, em última análise, a própria existência humana. ’ O ambientalismo...

    2246  Palavras | 9  Páginas

  • O Garoto No Conves John Boyne

    Info ou em qualquer um dos sites parceiros apresentados neste link. "Quando o mundo estiver unido na busca do conhecimento, e não mais lutando por dinheiro e poder, então nossa sociedade poderá enfim evoluir a um novo nível." O Garoto no Convés - John Boyne Tradução LUIZ A. DE ARAÚJO Índice CAPA ROSTO ÍNDICE MAPA VIAGEM do BOUNTY VIAGEM DA BALEIRA do BOUNTY PRIMEIRA PARTE Portsmouth 23 De Dezembro De 1787 SEGUNDA PARTE 23 De Dezembro De 1787 - 26 De Outubro De 1788 TERCEIRA PARTE 26 De Outubro...

    146937  Palavras | 588  Páginas

  • Vietnam: a guerra e a mídia

    telefonia, o telégrafo, a televisão tenham sido logo associados, desde os primeiros tempos ao campo militar. A história, senão a origem dos media, depende em grande parte da história das próprias armas.” Adriano Duarte Rodrigues Vietnam: a guerra e a mídia Nos primeiros anos do envolvimento dos Estados Unidos na guerra do Vietnam (1955-1975) tudo era, segundo o historiador John Lewis Gaddis, “escondido e negado”. Correspondentes em Washington tinham acesso a dados que camuflavam a verdade. Os jornais...

    1536  Palavras | 7  Páginas

  • Geopolitica Americana

    Universidade Federal do Rio de Janeiro Matheus de Souza Cosac Schmalz Visão tri-nacional na Guerra Fria Rio de Janeiro 2013 Conceitos e introduções: A história das ultimas cinco décadas foi condicionada pelos resultados da 2ª guerra mundial, e a mesma teve seu desfecho plenamente atrelado à participação americana. No final desse contexto, emergem ao foco, duas potências, ou melhor, duas superpotências. Estados Unidos e União Soviética. O conflito ideológico...

    2055  Palavras | 9  Páginas

  • lewis mumford - a cidade na história

     A cidade na HistóriaLewis Mumford Fichamento Hadassa Silva da Cruz Santana Lewis Mumford (1895 – 1990) nascido em Nova York foi um escritor norte-americano que escreveu a respeito da urbanização e do impacto por ela provocado sobre os homens ao longo da história. Apesar de não concluído nenhuma faculdade – devido a uma tuberculose, precisou sair da City College of New York –, trabalhou em diversos jornais na área de arquitetura e urbanismo. Preferia ser chamado de escritor, não historiador...

    1084  Palavras | 5  Páginas

  • Fichamento dos Capítulos 12 e 13 do livro: "Arquitetura Moderna desde 1900"

    12 - ARQUITETURA E REVOLUÇÃO NA RUSSIA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO TEORIA E HISTÓRIA DA A RTE ARQUITETURA E URBANISMO   ALUNAS: JOSEN AN AZEVEDO, KESSIA KAIOANE, LETÍCIA COUTO, MARÍLIA BORGES O R I E N TA D O R A : F E R N A N D A M O R E I R A ARQUITETURA E REVOLUÇÃO NA RUSSIA - Ainda que as formas da arquitetura moderna criadas durante a desde de 1920 não possam serem compreendidas fora dos ideias sociais que ás emocionaram, devemos suspeitar das simplificações...

    4246  Palavras | 17  Páginas

  • Guerra fria

    DECOTHE Resenha História da Guerra Fria GADDIS,L,JOHN. História Da Guerra Fria. Ed. Nova fronteira, 2010. Criado em Cotulla,Texas, Gaddis frequentou a Universidade do Texas em Austin. Ele recebeu seu BA em 1963, sua M.A. em 1965, e seu Ph.D. em 1968, sob a direção de Robert Divino. Ele ensinou brevemente na Universidade de Indiana Southeast antes de se juntar a Universidade de Ohio, em 1969. Em Ohio, que ele fundou e dirigiu o Instituto de História Contemporânea e foi nomeado...

    3574  Palavras | 15  Páginas

  • A IDENTIDADE CULTURAL NA PÓS-MODERNIDADE Stuart Hall Fichamento

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS - UFAL FACULDADE DE DIREITO DE ALAGOAS - FDA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIRETO A IDENTIDADE CULTURAL NA PÓS-MODERNIDADE Stuart Hall Fichamento Maceió 2013 HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 11ª edição. Rio de Janeiro: DP&A Editora, 2006. 102 páginas.1 "(...) ‘crise de identidade’ é vista como parte de um processo mais amplo de mudança...

    2829  Palavras | 12  Páginas

  • Apontamento - Princípios de Relações Internacionais

    povos de diferentes culturas dominados por eles a uma mesma lei, ou mais especificamente a um mesmo poder centralizador que se chamava César; - Uma tendência política que se perpetua até hoje Idade Média: centralização e descentralização; - A história política da Idade Média marcada por constantes centralizações e descentralizações é percebida até hoje na política contemporânea, graças a constante disputa e procura por poder, sobretudo entre as autoridades seculares religiosas; - Esse problema...

    2528  Palavras | 11  Páginas

  • Lewis mumford

    Resumo do texto: O URBANISMO – Lewis Mumford Lewis Mumford é americano estudou na universidade de Colúmbia, estudou a historia da civilização e se especializou na era maquinista, tornou-se discípulo e continuador de Patrik Geddes. Para ele a cidade e o centro mais importante do nosso tempo, inspirado neste tema escreveu “Stick and Stones” (1924) e “The Brown Decades” (1931), mais tarde sua melhor obra “The Culture of cities” (1938) Com um conhecimento profundo da realidade urbana contemporânea...

    694  Palavras | 3  Páginas

  • A natureza e a desordem da história

    A NATUREZA E A DESORDEM DA HISTÓRIA[i] Donald Worster Quando volto os olhos para fora da minha janela, eu vejo uma paisagem rural do Kansas em aparente estado de estabilidade. Eventos vêm e vão, mas, o conjunto permanece estável, para os meus olhos, ano após ano. Um grupo de perus selvagens pode passar, ocasionalmente; uma tempestade de vento pode chicotear violentamente as árvores; uma nevasca pode cobrir o solo e depois o sol vir derreter a neve; porém, o céu não troca abruptamente...

    8562  Palavras | 35  Páginas

  • Fichamento

    INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA – CAMPUS QUIXADÁ CURSO: TÉCNICO EM CONTROLE AMBIENTAL DISCIPLINA: NOÇÕES DE GEOLOGIA FICHAMENTO DO CAPÍTULO 1: ESTRUTURANDO O PLANETA PRESS Frank, Raymond Siever, John Grotzinger, Thomas H. Jordan; Para entender a Terra; 4ª edição; Editora Bookman;2006;Porto Alegre, Rio Grande do Sul “A Terra é um lugar único, a casa de milhões de organismo, incluindo nós mesmos. Nenhum outro local que já tenhamos descoberto tem o mesmo delicado equilíbrio de...

    2487  Palavras | 10  Páginas

  • LEWIS CARROLL

     LEWIS CARROLL (Escritor, matemático lógico, fotógrafo e romancista.) Componentes do Grupo Beatriz Carla Fernanda Rangel Flora Toaldo Roger Maria Clélia Professora Paula 20/09/2013 LEWIS CARROLL Vida Desde criança, Lewis Carroll recebeu de seu pai uma educação religiosa, pois tencionava vê-lo seguir essa carreira. Carroll desviou-se de vez da carreira sonhada pelo pai em Janeiro de 1851 quando ingressou na Universidade de Oxford. Durante o tempo em que estudou...

    964  Palavras | 4  Páginas

  • Lewis Carroll

     Lewis Carroll Charles Lutwidge Dodgson, mais conhecido pelo seu pseudônimo Lewis Carroll (Daresbury, 27 de janeiro de 1832 — Guildford, 14 de Janeiro de1898), foi um romancista, poeta e matemático britânico. Lecionava matemática no Christ College, em Oxford, e é mundialmente famoso por ser o autor do clássico livro Alice no País das Maravilhas e os poemas presentes neste livro, além de outros poemas escritos em estilo nonsense ao longo de sua carreira literária, são considerados...

    988  Palavras | 4  Páginas

  • Fichamento A Logica Do Sentido Ivair

    ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIEGO FERNANDES DE OLIVEIRA HISTORIA DA FILOSOFIA MODERNA III FICHAMENTO GILLES DELEUZE. LÓGICA DO SENTIDO. DA PRIMEIRA A QUARTA SERIE DE PARADOXOS Rio de Janeiro, 2015. Diego Fernandes de Oliveira – Historia da Filosofia Moderna III Fichamento Deleuze. Lógica do sentido. Trad. Luiz Roberto Salinas Fortes. São Paulo: Perspectiva PANO DE FUNDO CONCEITUAL Deleuze faz uso da obra de Lewis Carroll, Alice no pais das maravilhas e Alice através do espelhos...

    1368  Palavras | 6  Páginas

  • biografia de Lewis Munford

    LEWIS MUNFORD Lewis Mumford (1895-1990) foi um escritor norte-americano que escreveu a respeito do impacto da urbanização sobre os homens ao longo da história. A variedade da sua escrita colocou em contato com uma ampla diferença de segmentos, incluindo escritores, artistas,urbanistas, arquitetos, filósofos, historiadores e arqueólogos. Apesar de não ter concluído nenhuma faculdade.Trabalhou em diversos periódicos de respeitado valor na área de arquitetura e urbanismo. Ele era crítico de...

    1439  Palavras | 6  Páginas

  • Ementa 2015 1

    Instituto de Ciências Humanas Departamento de História EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: 139033 – Introdução ao Estudo da História Professor: A.P. Leme Lopes (lemelopes@yahoo.com.br) Semestre: 1. 1º/2015 Turma: B EMENTA A construção historiográfica. A história no tempo: re-significações. O conceito de paradigma. O debate acerca da cientificidade do conhecimento historiográfico. A construção do objeto na história. História e literatura: a questão da narrativa. As ‘Escolas’: metódica...

    2561  Palavras | 11  Páginas

  • Fichamento do capítulo "O Que é História?" do livro "A História Repensada – Jenkins, Keith"

    QUE É HISTÓRIA? (Fichamento do capítulo O Que é História? Do livro A História Repensada – Jenkins, Keith) CURITIBA, 2014 O Keith) Professor orientador: Ozias Paese Neves. CURITIBA, 2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL- JORNALISMO 13 ABR 2014 FICHAMENTO: O QUE É HISTÓRIA? JENKINS, Keith. A História repensada...

    1262  Palavras | 6  Páginas

  • Fichamentos

    (Coleção Clássicos da literatura). “A primeira visão de todo viajante é a de uma terra árida e calor escaldante no sertão de Canudos. A seca impiedosa impõe sua tortura à paisagem deixando expostas pedras ásperas, montanas de rochas, calcário e areia. Tudo como como que formando o único elemento da triste paisagem.” (p. 4) Fichamento de Citação Fonte Bibliográfica: CEAP – Centro de Ensino Superior do Amapá, Xerox. O Sertanejo No. 3 RUTZEN, Selma. OS Sertões - Clássicos da Literatura/...

    1134  Palavras | 5  Páginas

  • História do fotodocumentarismo

    A Fotografia na História da Comunicação      João Morais  Lucas Valério Fernandes        Orientador: Prof. Ms. Marcos Araújo                    Olinda  Agosto/2014          Resumo  Esse trabalho apresenta nossa pesquisa para a diciplina História  da Comunicação, ministrada pelo Prof. Ms. Marcos Araújo, com o  objetivo  de apresentar a história da fotografia documental e  apresentar  seus  principais  contribuidores.  Falando  sobre  os  trabalhos pioneiros de John Thomson, Jacob Riis e Lewis Hine  ...

    1695  Palavras | 7  Páginas

  • Fichamento

     Redação Científica A Prática de Fichamentos, Resumos, Resenhas Fichamento 6 Fichamento O homem aprende como ver o mundo pelos discursos que assimila e, na maior parte das vezes, reproduz esses discursos em sua fala (FIORIN, 1988, p. 35). 1 Regras do jogo Os manuais de metodologia apresentam muitas orientações ao estudioso que deseja escrever uma tese. Para citar um exemplo, veja-se Como se faz uma tese, de Umberto Eco. Para Eco (1989, p. 87), a situação ideal seria...

    6832  Palavras | 28  Páginas

  • Fichamento argan

    História da Arte III Fichamento do livro “Arte Moderna” Capítulo 1 – Clássico e Romântico Página 11 “Quando se fala da arte que se desenvolveu na Europa e, mais tarde, na América do Norte durante ps séculos XIX e XX, com frequência se repetem os termos clássico e romântico.” “Eles se referem a duas grandes fases da história da arte: o “clássico” está ligado à arte do mundo antigo, greco-romano, e àquela que foi tida como seu renascimento na cultura humanista dos séculos XV e XVI; o romântico...

    5203  Palavras | 21  Páginas

  • FICHAMENTO - HISTÓRIA E MEMÓRIA - LE GOFF

     FICHA DE LEITURA Autor – LE GOFF, J Título - História e memória Local – Campinas Ed - Edunicamp Ano – 1990 Palavras-chave Documento Monumento História Memória Fichamento 01 1. A memória coletiva se manifesta em dois tipos de materiais: documentos e monumentos, ambos usadas pela sua forma científica, a história. (Pg 535) 2. O MONUMENTO (Pg 535 e 536): Monuentum – remete à raiz indo-européia men (espírito) ou memini (memória). O verbo momere significa entre outras coisas, ‘fazer recordar’. “O...

    1483  Palavras | 6  Páginas

  • Fichamento do livro A política externa dos Estados Unidos, Cristina Pecequilo

    própria destruição.” (p.48) “No geral, os Estados Unidos se consideravam uma sociedade superior às demais e suas ações eram perfeitamente justas por estarem levando os homens ao ‘rumo certo’. Segundo Kissinger (1994), até hoje, e durante toda a sua história, os Estados Unidos nunca se sentiram confortáveis em assumir posições claramente de poder, devendo sempre ser apresentado um ‘algo mais’ para justificar a ação, um certo propósito nobre3. Os Estados Unidos preferem ver a si mesmos, e desejam que...

    31315  Palavras | 126  Páginas

  • Fichamento Capítulo 6: O cidadão contra a cidade ideal. (MUMFORD, Lewis. A Cidade na História: suas origens, transformações e perspectivas. 4ª edição. São Paulo: Martins Fontes, 2004)

    Fichamento 2Capítulo 6: O cidadão contra a cidade ideal.1. Cidade e Cidadão;2. A Forma da Cidade Helênica.MUMFORD, Lewis. A Cidade na História: suas origens, transformações e perspectivas. 4ª edição. São Paulo: Martins Fontes, 2004. A cidade helênica começou a tomar forma no fim do século VI, ainda que rústica. Apesar do que foi relatado pelos helenófilos – que dotavam a cidade de pureza e racionalidade – ela era cheia de imperfeições, paradoxalmente ao espírito grego de ordem e clareza....

    664  Palavras | 3  Páginas

  • Resumo - não jogue sua vida fora - john piper

    MATÉRIA: VOCAÇÃO E ESPIRITUALIDADE ATIVIDADE: RESUMO DO LIVRO – NÃO JOGUE SUA VIDA FORA - JOHN PIPER DATA DE ENTREGA: 05/04/2012 O pai de John Piper era um evangelista, que iniciava as pregações com humor, trabalhava muitos textos na Bíblia, e ele até tremia a ouvir seu pai. Nos da a entender que era um mensageiro de Deus, muito espiritual que se preocupava em manejar bem a palavra, vocacionado que repassava às pessoas as verdades bíblicas e se preocupava muito com a salvação dessas vidas...

    1502  Palavras | 7  Páginas

  • MILTON John Tradu O Teoria E Pr Tica

    yy Tradução Teoria e Prática John Milton Martins Fontes São Paulo 1998 Copyright © Livraria Martins Fontes Editora Ltda., São Paulo, 1998, para a presente edição. Ia edição 1993 (Ars Poética) Publicado com o título O Poder da Tradução 2- edição setembro de 1998 Revisão gráfica Celta Regina Camargo Teresa Cecília de Oliveira Ramos Produção gráfica Geraldo Alves Paginação/Fotolitos Studio 3 Desenvolvimento Editorial (6957-7653) Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira...

    70187  Palavras | 281  Páginas

  • Fichamento "Cidade e Alma"

    UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO ARQA53 Paisagismo Fichamento Cidade e Alma Por Beatriz Correia HILLMAN, J. Cidade & Alma. São Paulo: Studio Nobel, 1993. P37-42 O trabalho de um psicanalista é com pessoas e as pessoas vivem na cidade, de forma que a mesma está na alma de cada indivíduo. Dessa forma o autor inicia o texto falando sobre o espaço urbano e de como ele influencia e é influenciado pelos seus usuários, que muitas vezes adoecem com a tensão...

    576  Palavras | 3  Páginas

  • 1151 4142 1 PB

    medida isso acontecia. Muitos outros livros e estudos poderiam ter sido mencionados neste trabalho. Na verdade muito do que está escrito aqui é resultado *Professcy^PíS!8ês1nternacionais da Universidade Federal de Roraima - UFRR e doutorando em História das Relações Internacionais pela Universidade de Brasília. de um ouvido atento aos mestres e colegas. Entre a apresentação de estudo que contivesse o 'estado da arte' do debate historiográfico acerca do assunto e a escrita de opúsculo dídático...

    8591  Palavras | 35  Páginas

  • Texto de ciro flamarion cardoso - os domínios da história

    Conta Capa: Domínios da História é obra coletiva, voltada para o amplo público de professores e alunos de pós-graduação em história, podendo interessar ainda aos que atuam nas demais áreas das chamadas ciências sociais, bem como aos docentes vinculados ao ensino médio. Com o objetivo de traçar um panorama atualizado dos vários campos de investigação da história, o livro expõe os principais conceitos e as polêmicas que se fizeram presentes na história das disciplinas e da pesquisa, com ênfase na...

    185024  Palavras | 741  Páginas

  • Dominios da História

    Conta Capa: Domínios da História é obra coletiva, voltada para o amplo público de professores e alunos de pós-graduação em história, podendo interessar ainda aos que atuam nas demais áreas das chamadas ciências sociais, bem como aos docentes vinculados ao ensino médio. Com o objetivo de traçar um panorama atualizado dos vários campos de investigação da história, o livro expõe os principais conceitos e as polêmicas que se fizeram presentes na história das disciplinas e da pesquisa, com ênfase...

    197845  Palavras | 792  Páginas

  • fichamento

    PROGRAMA “MACHADO DE ASSIS” FICHAMENTO Nome Edimar Arlindo de Souza Nº.: 141258-4 Turma “D” Data 20-11-2007 Título O Monge e o Executivo Autor Editora PRIMEIRA PARTE: Apresentação objetiva das idéias do autor 1) Resumo A obra relata a história de um executivo de sucesso que no auge da carreira, abandona tudo e se torna um monge, ministrando curso de chefia e liderança em um mosteiro. A obra aborda também as histórias de diversas pessoas diferentes com...

    705  Palavras | 3  Páginas

  • Fichamento

    Curso de Educação Infantil TRABALHO – FICHAMENTO DE UM LIVRO INFANTIL: “A BORBOLETA AZUL” O trabalho realizado para a disciplina Pesquisa Educacional para a avaliação na primeira etapa do primeiro período do curso de Educação Infantil, tem por objetivo realizar o fichamento de um livro infantil e a elaboração de um plano de aula onde de forma criativa se trabalhe o conteúdo do livro escolhido. Belo Horizonte, 17 de setembro de 2012. Introdução Atualmente existe uma necessidade muito...

    1178  Palavras | 5  Páginas

  • Fichamentos de Historia da Arte

    Fichamento 1 Casa Bandeirista, Luis Saia 1 – IDENTIFICAÇÃO DO TEXTO “Fases em que a planta da residência se modifica, aceitando soluções que representavam nova destinação para o esquema de organização do espaço, como nas casas dos sítios Mandu, Butantã e Caxingui (Arredores de São Paulo)[...] E o Quinzinho (Sorocaba), com instalação de cozinha em corpo suplementar; em que surge detalhes da característica de intuição ‘ de apuro e elegância, como nas colunas da fachada da casa do sitio do Quinzinho...

    4360  Palavras | 18  Páginas

  • Fichamento-metamorfoses do Espaço habitado

    Universidade Federal do Pará Instituto de Filosofia e Ciências Humanas Faculdade de Geografia e Cartografia Belém Março 2013 Discentes: Josenilson Melo 12190000401 Tayná Flexa 12190003301 FICHAMENTO: METAMORFOSES DO ESPAÇO HABITADO. Trabalho orientado pelo professor Edinaldo L. Duarte como requisito parcial para avaliação da disciplina geografia humana. ...

    1362  Palavras | 6  Páginas

tracking img