Fichamento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (610 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Fichamento do 1º Capitulo do livro Paisagens da História.
Referência Bibliográfica:
GADDIS, John Lewis. Paisagens da história: como os historiadores mapeiam o passado/John Lewis Gaddis; traduçãode Marisa Rocha Motta - Rio de Janeiro: Campus, 2003. Pg.15-31.

Sobre o texto:
 O autor utiliza a imagem o viajante sobre o mar de névoa de Caspar David Friedrich, para descrever sobre suapercepção ao significado da consciência histórica.
“A impressão que nos dá é contraditória, sugerindo ao mesmo tempo domínio sobre uma paisagem e a insignificância do individuo diante dela.” (1º Parágrafo.Pag. 15)

 Compara o que a imagem remete com a postura dos historiadores.
“Muitos de nós consideram ser este o nosso trabalho, isto é, virar as costas para onde quer que estejamos indo, e focalizarnossa atenção, de qualquer ponto vantajoso em que nos acharmos, para onde estivermos.” (3º Parágrafo. Pag.16)

 O estudo do passado pode levar a previsões de acontecimentos futuros.
“É fácilapostar, por exemplo, que o tempo continua a passar que a gravidade continuará a estender-se a traves do espaço, e que o festival de São Miguel em 29 de setembro será como sempre em Oxford, triste, escuroe úmido, como há cerca de setecentos anos.” (1º Parágrafo. Pag.17)
“Só conhecemos o futuro através do passado nele projetado.” (1º Parágrafo. Pag.17)

 Cita dois Romances de Connie Willis eMichael Crichton para mostrar que uma possível viaje ao passado não acrescentaria tanto a um historiador.
“No entanto, eles não que podemos facilmente detectar as características gerais de um períodovisitando-o, pois os personagens seguem vivendo os percalços do dia-a- dia, como atacados pela peste, queimados vivos, ou decapitados, fatos que tendem a limitar a perspectiva.” (1º Parágrafo. Pag. 18) Cita Marc Bloch para avivar sua idéia de que um historiador do passado tem melhor condições que do presente.
”Nunca percebe mais do que um minúsculo fragmento na vasta trama dos eventos......
tracking img