Vestido de noiva

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3656 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Gabriela Fragoso Barros

VESTIDO DE NOIVA:
DO ESCREVER AO ENCENAR



Dissertação apresentada a disciplina Literatura Dramática Brasileira.
Professora: Raquel Castro.

Belo Horizonte
Centro Teatro Universitário UFMG
2010

INTRODUÇÃO

Nesta pequena dissertação estuda-se um pouco da trajetória de “Vestido de Noiva” tomando como objetivo de análise a primeira montagem de NelsonRodrigues, dirigida por Ziembinski em 1943.
O meu interesse é pesquisar como Nelson começou a escrever o texto, e apartir daí aprofundar na trajetória que se levou a peça até a sua estréia. Enfocando em alguns fatores que mais me chamou a atenção.
A primeira parte conta como surgiu “Vestido de Noiva”, sua divulgação e as dificuldades que Nelson encontrou para conseguir alguém que quisesse e fossecapaz de encená-la. Em seguida, detalhar o processo de criação que Ziembinski utilizou com seus atores para montagem do espetáculo. Por fim a expectativa da estréia e sua repercução.



DIFICULDADES
Nelson tinha uma facilidade incrível de escrever, uma imaginação de da inveja. Para ele não tinha hora nem lugar. E foi assim que “VESTIDO DE NOIVA” surgiu, com uma velocidade que foicontestada. Escrita em apenas seis dias. Como Ruy Castro conta, “As cenas, os diálogos, brotavam-lhe às golfadas: um ato a cada dois dias. Parecia simples datilografia, sem que precisasse pensar. Alaíde, Pedro, Lúcia, e madame Clessy, os personagens, iam saindo da “Ramington” como se estivessem vivos.” (1992:156)
Nelson Rodrigues entregou seu texto para vários jornalistas e escritores derenome no meio artístico e também pediu aprovações a cada um deles. O primeiro a receber foi Manuel Bandeira, depois vários outros como Álvaro Lins, Astrolgido Pereira, Otto Maria Carpeau e Augusto Frederico Schmidt também receberam. Recebeu elogios do tipo: “a peça era excepcional, mas para ser vista, não lida; magistral; é mais que uma peça. É um processo e uma revolução”.
Recebeu criticas duracomo a de Henrique Pongetti, depois de Nelson procurá-lo pela segunda vez: “A peça é um caos. Ninguém vai saber quem é quem. Nem mesmo os intérpretes vão se identificar com os personagens”.
A peça chegou a São Paulo no inicio de 1943. Uma cópia chegou ate Décio de Almeida Prado, do “Grupo Universitário de Teatro” e ao lê-la sabia que seu grupo não tava a altura de encená-la.
A grande dificuldadeencontrada pelos os leitores de Vestido de Noiva, como impedimento de encenação, se caracterizava pela dificuldade de transpor a narrativa de um texto montado em planos – tempo/espaço – diferentes, aparentemente sem lógica, para o palco. Na peça escrita, o plano era informado pelas didascalhas, o que mostrava ao leitor que a peça se passava em três planos – memória, alucinação e realidade – e osituava em que plano estava a peça na hora da leitura. Como criar dentro de um mesmo espaço – o palco – três planos distintos e simultâneos sem fechar as cortinas ou trocas de cenário? Precisaria de um jogo de iluminação jamais visto no Brasil. Como a platéia saberia em que plano está se passando determinada cena? Como fazer com que um mesmo ator transitasse por esses planos com figurinosdiferentes em um espaço de tempo mínimo? Como a sociedade reagiria com o que se passa na história – morte, traição, adultério, assassinato? Hoje no Brasil não seria difícil montar o espetáculo, como em 1943. O texto de Nelson, na época surgia como um desafio que somente um diretor com experiência com familiaridade com a técnica teatral, poderia encarar. “Tudo dependeria da montagem “como disse ÁlvaroLins, ou ainda, como disse Décio de Almeida Prado, Vestido de Noiva exigia um diretor profissional, equipado com dinheiro, recursos técnicos e mão-de-obra experiente” (Castro, 1993: 161).
Mas Thomaz Santa Rosa, o capista preferido de Jorge Amado, José Lins do Rego e Graciliano Ramos e depois se tornando pintor e crítico e por fim cenógrafo de teatro. Não achava impossível de se montar Vestido de...
tracking img