Valores humanos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1308 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de fevereiro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Educar é formar pessoas verdadeiramente humanizadas e felizes. Isso significa formar pessoas com muita ética, princípios e projetos de vida. Sem isso, não é possível ser humano, ser feliz.

Frei Betto

Educar é formar pessoas verdadeiramente humanizadas e felizes. Isso significa formar pessoas com muita ética, princípios e projetos de vida. Sem isso, não é possível ser humano, ser feliz.Frei Betto

IDENTIFICAÇÃO

Nome do Projeto: “Missão Criança”.
Local: CÉU AZUL
Período: 01/09/2010 a 18/12/2010
Abrangência: Alunos, professores, equipe pedagógica e comunidade.
Instituição: E.M.E.F.CÉU AZUL
Endereço: RUA CAFARNAUM S/N BAIRRO CÉU AZUL

Responsável pela Instituição

Nome: valéria
(27)98215818

Responsável pelo Projeto: Eugênio de Oliveira Camisão.

APRESENTAÇÃODesde a época das Capitanias Hereditárias o Brasil vem sofrendo uma terrível situação, sua população está com fome. Os donatários exploravam as pessoas, os escravos. O objetivo era o lucro, seja com terras, procura de riquezas ou caça a índios e negros. Houve três fatores que contribuíram para essa situação: a monocultura, o latifúndio e a escravidão. No período da mineração foi a busca doouro na região das Minas, não se preocupando com a agricultura. Além disso, os portugueses queriam nosso ouro, exploravam, pagávamos impostos caros. Depois da Segunda Guerra Mundial iniciou-se o período de industrialização, onde ocorreram muitos desempregos, inclusive no campo, com a mecanização da agricultura. Passamos a ter uma produção em série nas indústrias. A cada máquina introduzida nalavoura ou indústrias, eram centenas de pessoas desempregadas.
Com isso surgiram favelas, mendigos e muitas pessoas passando fome, nos grandes centros urbanos e no interior. Pessoas que são capazes de fazer absurdos (roubar, prostituir-se ou até mesmo vender um dos seus filhos para alimentar os restantes). Há pessoas que vão para as cidades a procura de uma vida melhor, mas ao não encontrar,vão para lixões a procura de alimentos, utensílios pessoais e objetos que possam vender (papel, alumínio etc) para arrumar algum dinheiro tentando suprir o resto de suas necessidades.
Esse êxodo rural sempre existiu no Brasil, que é sério, as pessoas deixando o campo indo para as cidades, em busca de uma vida melhor (emprego, saúde, escolas), e não encontrando, continuam passandonecessidades.
As pessoas precisam de uma boa alimentação diária: com proteínas, vitaminas, sais minerais, lipídios, tudo direcionado por um nutricionista. Há pessoas que se preocupam com os que necessitam, e fazem projetos para amenizar o sofrimento dos que mais precisam. É o caso do Betinho, dos Vicentinos e muitos outros.
Hoje, no Brasil, alguns governantes deveriam parar e pensar, quedesde o começo da nossa história somos um povo sofrido, e que eles deveriam passar a investir no social, econômico e cultural. Basta de tanta corrupção, pois o Brasil é um país rico em recursos naturais e em mão-de-obra, temos condições de nos tornar uma grande potência, se tivermos políticos sérios, que desejam ver o país crescer, políticos sem medo de realizar e fazer mudanças radicais, tantointernamente como externamente.
Mas o lugar privilegiado para educar as crianças, no sentido amplo, formar e preparar o cidadão para a vida e transmitir-lhes conteúdos cognitivos é a escola.
A escola deve estar preparada para receber os alunos com profissionais qualificados e contemplados com uma política de formação continuada, utilizando práticas pedagógicas comprometidas com osucesso escolar e com a construção de uma escola agradável, prazerosa, em que o aluno se sinta feliz e protagonista do processo de construção do saber.
Nesse contexto é direito e dever do diretor, professores e demais profissionais da educação identificar o problema e encaminhar soluções, que muitas vezes, está na competência de outras instituições que precisam ser parceiras.

JUSTIFICATIVA...
tracking img