Tuberculose pulmonar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3913 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO DE FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA EM U.T.I. E VM COM ÊNFASE EM CLÍNICA MÉDICA

TUBERCULOSE PULMONAR

FABIANA CRISTINA DA SILVA
São Paulo 2005

INTRODUÇÃO
A tuberculose é doença milenar: suas lesões foram encontradas nas vértebras de múmias egípcias datando de cerca de 4 mil anos. Persas e chineses, 2.000 anos AC, se referem à tísica e esta foi identificada já nostemplos bíblicos, escolhida para castigar os transgressores das escrituras. Os gregos (Escola de Cós) a descrevem como supuração pulmonar, “doença que mata mais dentre todas”. Hipócrates classifica seus sintomas citando os “hemoptóicos dos jovens”, e Galeno pormenoriza suas manifestações clínicas. Não obstante a universalização dos estudos sobre a tuberculose, foi longa a caminhada na identificação desuas lesões. No final do século 17, Sylvius Deleboe descobre o tubérculo, mas a unidade das lesões tuberculosas só é estabelecida no início do século 19 com a demonstração de Bayle de que tubérculo e nódulo miliar são específicos da tuberculose, e principalmente com as históricas observações de Laennee (1819) estabelecendo a especificidade e a unidade das várias lesões que surgem na tísica,explicando que suas diferenças correspondem a fases evolutivas da doença o “mesmo que sucede com um fruto verde e maduro”. Os estudos de Laennee sepultaram as teorias da inflamação como causa de todos os males de cujos defensores Broussais era o mais brilhante, arrebatando os auditórios médicos. Todavia, algumas dezenas de anos após (1852), contra o unicismo das lesões tuberculosas se levanta o maisafamado patologista alemão, Virchow, reavivando a concepção dualista, dividindo em dois grupos distintos as lesões ocorridas na tuberculose pulmonar. De um lado coloca a pneumonia que evolui para a caseificação e de outro o tubérculo específico, que pode implantar-se naquela, conduzindo à destruição lenta e consunção do pulmão. A tuberculose é também conhecida como tísica, escrófula, grande pestebranca, consunção e moléstia dizimadora. A designação tuberculose (do latim tuberculum = protuberância, inchaço) tornou-se a mais comum nas últimas décadas. Schonlein parece ter sido o primeiro a utilizar a denominação tuberculose em 1839, para enfatizar a formação de tubérculos e m diferentes partes do corpo.

ETIOLOGIA

O MYCOBACTERIUM TUBERCULSIS, agente etiológico da tuberculose, foidescoberto por Robert Koch, em 24 de março de 1882, razão por que é também conhecido pelo nome de bacilo de Koch ou BK. Pertence à classe Schizo mycetes, ordem Actinomycetales, família Mycobacteriaceae e gênero Mycobacterium. Há diversas variedades de BK. O Mycobacterium tuberculosis var. hominis é responsável pela maioria absoluta dos casos de tuberculose humana, apenas infectando excepcionalmente outrosmamíferos (cão, gato, porco, macaco etc.). O Mycobacterium tuberculosis é bacilo gram-positivo e aeróbio, com forma de bastonete – reto ou ligeiramente curvo -, medindo 1 a 4? m de comprimento por 0,3 a 0,6? m de espessura. Em escarro e outros materiais obtidos de doentes poderá apresentar-se aos pares ou em pequenos agrupamentos. Tem a propriedade de absorver e reter determinados corantes, mesmodepois que a lâmina for descorada por álcool e/ou ácidos, sendo portanto um bacilo álcool-acidoresistente (BAAR).

A multiplicação do Mycobacterium tuberculosis em meios de cultura artificiais é muito lento, apenas acrescentando em meios complexos e especiais. Com o crescimento da micobactéria em meio de cultura, torna-se possível a sua tipificação.

EPIDEMIOLOGIA

Nos dias atuais atuberculose ainda causa pelo menos três milhões de mortes por ano, em todo o mundo. Registram-se anualmente quatro a cinco milhões de casos novos. Dois de três doentes, em média, morrem em menos de dois anos depois do início da moléstia. Como os pacientes não-tratados vivem cerca de dois anos, admite-se existirem no mundo, na atualidade, por volta de dês a 15 milhões de tuberculosos cuja expectoração...
tracking img