Tipos de argumentacao

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1150 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Métodos e Tipos de Argumentação
A arte de argumentar ou como era conhecido nos tempos passados como retórica e que na Grécia dos filósofos significou grande arma de convencimento tanto na política quanto no intuito de ensinar nas escolas pelos sofistas na qual seus maiores precursores foram Górgias e Protágoras e que hodiernamente o Direito usa como maneira defender suas ideias tambémpor modo persuasivo.
Muito já se pensou sobre o discurso influenciar no pensamento das pessoas como forma de que elas aceitem um entendimento formulado, porém somente o ato de falar não leva o ouvinte para tal concordância com as palavras escutadas, por isso desde a Grécia Antiga com Sócrates e os sofistas até nossos modernos dias a velha retórica hoje conhecida como argumentação levapensadores como: Robert Alexy, Chaïm Perelman, Klaus Günther, Miguel Reale Junior, Tercio Sampaio Ferraz Junior, John Searle, Ronald Dworkin, Maria Francisca Carneiro entre outros a falarem ou escreveram sobre este tema que de tal forma foi utilizado por Castro Alves no seu jeito verborrágico de se expressar quando lutava pelo fim da escravidão brasileira e nesta houve êxito, na Segunda Guerra Mundialteve como maior adepto Adolf Hitler, que usou da arte de falar para levar milhões a uma guerra; após isso voltou à discussão de como falar e ser aceito por muitos, mas agora na questão jurídica.
Para que a argumentação flua esta deve ser clara no intuito de o interlocutor saber com que fala e assim ser mais bem aceito pelo ouvinte e daí Perelman diz que para melhor elucidação doentendimento proposto, se parte de exposições gerais para depois entrar em ações particulares.
As formas de se expressar a um ou uma multidão estão baseadas no quanto a explicação é chamativa, sendo a ironia ou o cômico uma das melhores formas de elucidar um juízo e existindo algumas formas de propor tal abordagem como: levar ao ridículo um pensamento de um determinado grupo para que a concepçãoformada por este que está falando seja mais facilmente aderida que a do grupo usado como ensejo da brincadeira em questão.
Outro problema de saber argumentar são os silogismos, ou seja, as ligações entre um pensamento a outro para uma conclusão definitiva, pois existem inúmeras formas de fazer a ligação das análises, porém o cuidado está em saber como fazê-la, pois nessa formulação podese perder algumas relações gerando casos de controvérsia do que foi proposto inicialmente ou não havendo conexão nenhuma entre elas, obtém-se um pensamento sem sentido.
No que se refere ao como provar o que está em assunto, o mais desenvolvido é a exposição de ideias e fatos cujo intento é justificar por acontecimentos reais que levem a provocar o intelecto para a concordância do que estáem discussão, em determinadas ocasiões obrigando o indivíduo quase que forçosamente a corroborar com aquelas palavras ditas.
Eis os tipos de argumentação:
Argumento a Contrario (a contrario sensu) que tem como principal fundamento o conhecido principio da legalidade, ninguém está obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude da lei.
Argumento aFortiori que como proclamam habitualmente as Constituições, todos são iguais perante a lei, podemos esperar que, a fortiori, todos também sejam iguais perante a Administração Pública.
Argumento Axiológico – trata-se de um argumento baseado em valores; a força deste tipo de assunto é relativa, porque sua aceitação está relacionada à receptividade que o argumento terá para o ouvinte, para opúblico. se baseia em casos como exclusão ilicitude sendo uma causa excepcional que retira o caráter antijurídico de uma conduta tipificada como criminosa, exemplo: Legítima defesa.
Argumento da Facilidade - enfatiza que o ponto de vista escolhido é o meio mais fácil de se resolver determinada questão.
Argumento de autoridade – (ab autoritatem) é o argumento que se vale da lição...
tracking img