Tetra pak magazine

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1657 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
12/5/2010 15:37:16 - Fruthos cria aplicativo 3D para atrair as crianças
Um aplicativo especial para as crianças foi apresentado pela marca de sucos Fruthos em seu site. Agora os pequenos internautas podem baixar em 3D um aplicativo interativo com os personagens Laranjúlio, Goiabeto, Maraculéo, Uvini, Mangalê e Pesseguga.

Os macaquinhos fazem diferentes brincadeiras, como jogar bola, ensaiarpassos de dança e até corre atrás quando tem seu suco retirado de suas mãos. A Fruthos, do Grupo Schincariol, criou a ação em conjunto com a agência ID/TBWA. A ideia é promover interatividade entre os personagens do Fruthos e seus consumidores mirins.

Schincariol inova ao adotar tampa-rosca para suas marcas Fruthos e Skinka

Desde setembro de 2010, os produtos das marcas Skinka e Fruthos sãoenvasados nas embalagens cartonadas combiblocMidi de 1 litro. A decisão da Schincariol de adotar as embalagens SIG Combibloc foi impulsionada principalmente pelo caráter inovação. O formato combibloc com a exclusiva tampa de rosca combiSwift garante uma alta performance na produção e oferece grande conveniência para o consumidor final.

Para este projeto, a Schincariol instalou a máquina deenvase CFA 810, com capacidade para produzir 10 mil embalagens por hora. Esta moderna linha aumentou a eficiência e reduziu o nível de perdas durante a produção. Além disso, a flexibilidade da máquina oferece à empresa a possibilidade de envasar também, a qualquer momento, produtos nos volumes de 500 ml, 750 ml.

O Grupo Schincariol, detentor de um dos maiores parques de produção da América do Sul,com 14 unidades fabris, em 12 estados, produz 5 bilhões de litros de bebidas por ano.

|
O Mercado de Bebidas em CenaPor Daniel Asp Souza* |
|
30 de maio de 2006São Paulo, Brasil O mercado de bebidas, no Brasil, é analisado pela ACNielsen considerando-se duas Cestas: Alcoólicas e Não Alcoólicas. Essa premissa é importante para situar os números destes mercados, lembrando que o varejo“enxerga” a categoria Cervejas dentro da Cesta de Bebidas Não Alcoólicas. Porém, as análises realizadas para esta edição da Revista Tecnobebidas foram baseadas nos resultados das categorias, a fim de dar uma visão de cada mercado.Antes de entrar em cada categoria, em cada destaque, é bom considerar que a Cesta de Bebidas Não Alcoólicas cresceu acima da média do total de Cestas da ACNielsen,crescimento este puxado principalmente pelo desempenho da categoria Cervejas, que cresceu 6,5% em 2005 frente à 2004, enquanto a Cesta de Bebidas Alcoólicas permaneceu estável. As vedetes do espetáculo
Além das Cervejas, a categoria Bebidas à Base de Soja apresentou crescimento recorde em 2005 versus 2004. Performances positivas tiveram também outras categorias, como Suco Pronto para Consumo e ÁguaMineral, ao contrário de Refrigerantes, que perde importância para as bebidas não carbonatadas. Neste palco, Refrigerantes foi a categoria que apresentou o maior número de lançamentos em 2005. Para a ACNielsen, lançamentos são todos os novos itens lançados, podendo ser novas embalagens, novos sabores e não necessariamente novos produtos. Mesmo com estes lançamentos, a categoria Refrigerantes fechou oano com um crescimento abaixo do total da Cesta de Não Alcoólicos, tendo um final menos feliz do que Bebidas à Base de Soja e Sucos Prontos para Consumo, que foram as verdadeiras vedetes deste espetáculo. Também é bom considerar que estas categorias (Bebidas à Base de Soja e Sucos Prontos para Consumo) ainda apresentam grande potencial de crescimento se considerarmos seu nível de maturidade econsumo, ainda bastante inferior a Refrigerantes.Porém, há um local onde a categoria Refrigerantes deu um show de consumo: o Nordeste. Lá, esta categoria cresceu 10%, impulsionando a Cesta e seguindo a tendência de outras categorias auditadas pela ACNielsen.O consumo destas categorias foi analisado nos domicílios brasileiros, comparando-se o primeiro e o segundo semestres de 2005. O que pudemos...
tracking img