Teoria organizacional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (967 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TEXTO: Ecologistas e economistas organizacionais: O paradigma funcionalista sem expansão do século XX e


|A resposta para questão do porque de tantos tipos de organizações é de que a evoluçãoorganizacional é um processo dinâmico, sujeito a constantes mudanças. Em vez da adaptação, a mudança ocorre por um mecanismo|
|distinto no qual a empresa mais ajustada sobrevive. Um argumento importantepara os pesquisadores é fornecido pela inércia estrutural (incapacidade das organizações de mudarem tão rapidamente quanto o |
|ambiente). As fontes de inércia podem ser internas eexternas. Mas a inércia não necessariamente é vista como obstáculo, pois permite alcançar níveis elevados de reprodutibilidade, ou seja, utilização de |
|repetição de praticas de sucesso anteriormentetestada, e isso são visto como um facilitador de sobrevivência, o que contrária a ideia que a flexibilidade e a leveza estrutural funcionam como argumentos |
|competitivos. A verdade é que asorganizações mais inertes sobrevivem mais, apesar de serem frequentemente burocráticas e pouco flexíveis. |
||
|Emresumo a teoria ecológica mudou o foco do individualismo organizacional para o coletivismo organizacional, no qual as empresas competem por recursos escassos para sua sobrevivência, então ela sugere queos |
|limites de crescimento das populações organizacionais que são ditados pela capacidade de manutenção dos nichos ecológicos em que essas organizações de inserem, essa abordagem indica que nãoexiste uma forma |
|estrutural melhor. Tendo em vista que a diversidade é umas das bases da evolução biológica, podem coexistir várias formas organizacionais, cada uma procurando usar suas...
tracking img