Tcc sobre ludicidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6344 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A IMPORTÂNCIA DA LUDICIDADE NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL:
AS CONTRIBUIÇÕES DE JEAN PIAGET E ANDRÉ LAPIERRE PODEM NOS
AJUDAR NA COMPREENSÃO DESSA FENOMENOLOGIA?
Vera Lúcia da Encarnação Bacelar1
Resumo
Jean Piaget e André Lapierre são autores que estudaram o desenvolvimento
infantil. Será que suas contribuições nos ajudam a compreender a importância
da ludicidade, na perspectivainterna do sujeito, para o desenvolvimento
infantil? Neste artigo, à medida que explicito os conhecimentos por eles
desenvolvidos, estabeleço uma relação com a definição de ludicidade, como um
caminho de desenvolvimento da individualidade infantil, através de sua ação no
mundo. Piaget, biólogo por formação, apresenta uma complexa teoria sobre
como a criança aprende, para tanto, descreve,minuciosamente, o
desenvolvimento das suas estruturas mentais no percurso do seu
amadurecimento biológico. Lapierre, psicomotricista relacional, desenvolveu
uma prática educacional e terapêutica, considerando que o corpo é mais que
experiências sensório-motoras e perceptivo-motoras. Para ele, o corpo carrega e
expressa a organização tônica, involuntária, espontânea, que faz parte daexperiência afetiva e emocional da criança, relacionada às pulsões e conflitos
relacionais. Sem a pretensão de esgotar esses estudos, abordarei, sinteticamente,
seus fundamentos principais na intenção de responder a questão proposta pelo
título deste artigo.
Palavras–chave: Educação Infantil; Desenvolvimento infantil; Ludicidade;
Creche.
Introdução
Educar crianças é um desafio constante eainda cercado de incertezas... Algumas
teorias ressaltam a importância da ludicidade nesse processo. As discussões, quando
abordam a questão da ludicidade, referem-se a ela do ponto de vista externo ao
indivíduo, descrevendo e analisando a brincadeira que a criança realiza
espontaneamente ou a partir de um estímulo de outra criança, dos pais ou de um
educador. De modo geral, ao falar emludicidade, a primeira imagem que vem a nossa
mente está relacionada a brincadeira, divertimento, prazer. Abordando, teoricamente,
descreve-se o modo de realizar a brincadeira.
Entretanto, abordarei a brincadeira enquanto experiência lúdica. Essa ludicidade,
enquanto uma experiência interna do sujeito, conceito que vem sendo desenvolvido e
1
Mestre em Educação (UFBA). Pedagoga.Professora de Educação Infantil. veraleb@ufba.br. 2
aprofundado no GEPEL2
. Quando em estado lúdico, o ser humano está inteiro, ou seja,
está vivenciando uma experiência que integra sentimento, pensamento e ação, de forma
plena. Nessa perspectiva, não há separatividade. A vivência se dá no corporal, no
emocional, mental e no social de forma integral. Essa experiência é própria de cada
indivíduo,se processa interiormente e de forma peculiar a cada história pessoal.
Jean Piaget e André Lapierre podem contribuir para a compreensão de como e
por que a ludicidade pode concorrer para o desenvolvimento infantil.
Jean piaget
Piaget desenvolveu múltiplas investigações sobre o desenvolvimento infantil a
partir das quais construiu uma teoria complexa, em que revela sua compreensão domundo da criança, a comunicação com a realidade exterior e seu processo de afirmação
da personalidade. O desenvolvimento do ser humano, para ele, vai do período sensóriomotor em direção ao período das operações representativas e formais.
Apresenta uma explicação de como a criança pensa, como desenvolve a
linguagem, o juízo e o raciocínio, as noções de tempo e espaço, como se dá arepresentação infantil, a percepção e, também, a afetividade.
Os mecanismos de assimilação e acomodação são utilizados para explicar a
aquisição do conhecimento. Para Piaget (1972), o indivíduo traz, ao nascer, as estruturas
mentais. Durante as experiências que vai vivenciando, estabelece uma interação de
fatores internos e externos.
Toda conduta humana é uma assimilação do dado a esquemas...
tracking img