Taylor

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1338 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
CRASE
Temos vários tipos de contração ou combinação na Língua Portuguesa. A contração se dá na junção de uma preposição com outra palavra.

Na combinação, as palavras não perdem nenhuma letra quando feita a união. Observe:
• Aonde (preposição a + advérbio onde)
• Ao (preposição a + artigo o)

Na contração, as palavras perdem alguma letra no momento da junção. Veja:
• da ( preposição de+ artigo a)
• na (preposição em + artigo a)

Agora, há um caso de contração que gera muitas dúvidas quanto ao uso nas orações: a crase.

Crase é a junção da preposição “a” com o artigo definido “a(s)”, ou ainda da preposição “a” com as iniciais dos pronomes demonstrativos aquela(s), aquele(s), aquilo ou com o pronome relativo a qual (as quais). Graficamente, a fusão das vogais “a” érepresentada por um acento grave, assinalado no sentido contrário ao acento agudo: à.

Como saber se devo empregar a crase? Uma dica é substituir a crase por “ao”, caso essa preposição seja aceita sem prejuízo de sentido, então com certeza há crase.

Veja alguns exemplos: Fui à farmácia, substituindo o “à” por “ao” ficaria Fui ao supermercado. Logo, o uso da crase está correto.

Outro exemplo:Assisti à peça que está em cartaz, substituindo o “à” por “ao” ficaria Assisti ao jogo de vôlei da seleção brasileira.

É importante lembrar dos casos em que a crase é empregada, obrigatoriamente: nas expressões que indicam horas ou nas locuções à medida que, às vezes, à noite, dentre outras, e ainda na expressão “à moda”.Veja:

Exemplos: Sairei às duas horas da tarde.
À medida que o tempo passa,fico mais feliz por você estar no Brasil.
Quero uma pizza à moda italiana.

Importante: A crase não ocorre: antes de palavras masculinas; antes de verbos, de pronomes pessoais, de nomes de cidade que não utilizam o artigo feminino, da palavra casa quando tem significado do próprio lar, da palavra terra quando tem sentido de solo e de expressões com palavras repetidas (dia a dia).

PronomesPessoais
Pronomes pessoais são aqueles que designam uma das três pessoas do discurso.

Os pronomes pessoais são subdivididos em:

- do caso reto: função de sujeito na oração.
Nós saímos do shopping. (nós = sujeito)

- do caso oblíquo: função de complemento na frase.
Desculpem-me. (me = objeto)

Os pronomes oblíquos subdividem-se em:

- oblíquos átonos: nunca precedidos depreposição, são eles: me, te, se, o, a, lhe, nos, vos, se, os, as, lhes.

Basta-me o teu amor.

- oblíquos tônicos: sempre precedidos de preposição: 
Preposição: a, de, em, por etc.
Pronome: mim, ti, si, ele, ela, nós, vós, si, eles, elas.

Basta a mim o teu amor.

Pronomes Pessoais:
Número | Pessoa | Pronomes retos | Pronomes oblíquos |
Singular | primeira | Eu | Me, mim, comigo |  | segunda | Tu | Te, ti, contigo |
  | terceira | Ele/ela | Se, si, consigo, o, a, lhe |
Plural | primeira | nós | Nos, conosco |
  | segunda | vós | Vos, convosco |
  | terceira | eles/elas | Se, si, consigo, os, as, lhes |

Pronomes de Tratamento

Nos pronomes pessoais incluem-se os pronomes de tratamento.

Pronome de tratamento é aquele com que nos referimos às pessoas a quemse fala (de maneira cerimoniosa), portanto segunda pessoa, mas a concordância gramatical deve ser feita com a terceira pessoa.

Alguns pronomes de tratamento:
pronome de tratamento | abreviatura | referência |
Vossa Alteza | V.A. | príncipes, duques |
Vossa Eminência | V.Emª. | cardeais |
Vossa Excelência | V.Exª. | altas autoridades em geral |
Vossa Magnificência | V.Magª. |reitores de universidades |
Vossa Reverendíssima | V.Revma | sacerdotes em geral |
Vossa Santidade | V.S. | papas |
Vossa Senhoria | V.Sª. | funcionários graduados |
Vossa Majestade | V.M. | reis, imperadores |

Emprego dos pronomes pessoais:

- conosco e convosco: são utilizados na forma sintética, exceto se vierem seguidos de outros, todos, mesmos.

Queriam falar conosco.
Queriam...
tracking img