Sedimentologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1343 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Transporte Fluvial de Sedimentos

A carga detrítica nos cursos de água é uma mistura de partículas de várias espécies, tamanhos e formas.
Uma parcela da carga detrítica dos cursos de água é obtida pela ação erosiva que as águas exercem sobre as margens e fundo do leito. A maior parte, entretanto, é fornecida pela remoção detrítica das vertentes. Por essa razão, desde há muito temporeconhece-se que o transporte dos sedimentos é governado pelos fatores hidrológicos que controlam as características e o regime dos cursos de água. Os fatores hidrológicos, cujos mais importantes são a quantidade e a distribuição das precipitações, a estrutura geológica, as condições topográficas e a cobertura vegetal influenciam a formação do material intemperizado na bacia hidrográfica e o carregamentodesses materiais até os rios. O fluxo e o transporte de sedimentos constituem respostas aos processos e ao estado de equilíbrio atuantes no sistema fluvial.
Toda bacia fluvial é responsável pelo fornecimento detrítico aos cursos de água que, em conjunto, torna-se o fenômeno natural de maior ocorrência na esculturação da rede de canais e das paisagens encontradas na superfície terrestre.
Notransporte fluvial pode se distinguir três tipos de cargas: A dissolvida, a dos sedimentos em suspensão e a do leito do rio. O mecanismo que promove o transporte desses tipos de cargas está relacionado com as características do fluxo, sendo importante para determinar as formas topográficas do leito nos canais aluviais. Por outro lado, como os canais de escoamento representam a rede organizadadrenando determinada área, a mensuração da carga detrítica total transportada pelos rios fornece imagem da intensidade erosiva atuante na bacia hidrográfica.

CARGA DISSOLVIDA
Os constituintes intemperizados das rochas que são transportados em solução química compõem a carga dissolvida dos cursos de água.
A quantidade de matéria em solução depende, em grande parte, da contribuição relativa daágua subterrânea e do escoamento superficial para o débito do rio, sofrendo variações na escala temporal e espacial. Para esses tipos de abastecimento, a composição química das águas dos rios é determinada por vários fatores, tais como o clima, a geologia, a topografia, a vegetação e o tempo gasto para o escoamento (superficial ou subterrâneo) atingir o canal. Além das fontes terrestres, também hácontribuição proveniente da atmosfera. A carga dissolvida é transportada na mesma velocidade da água e é carregada até onde a água caminhar; a deposição desse material só se processa quando houver a saturação (por evaporação, por exemplo).
Embora não seja visível, a carga dissolvida representa parcela importante da denudação continental. Muitos rios carregam maior quantidade de matéria dissolvidaque de partículas em suspensão. Os dejetos, detritos e poluentes lançados pelas áreas urbanas e industriais causam modificações acentuadas na concentração de matéria dissolvida, repercutindo no balanço biológico das águas, nos processos de corrosão e nos de sedimentação. Ao se verificar a qualidade química das águas fluviais não se deve esquecer a contribuição oriunda das águas precipitadas, que seenriquecem de diversos elementos químicos conforme as condições atmosféricas. No conjunto global da superfície terrestre, considera-se o cálcio o principal elemento transportado em solução que, sob a forma de bicarbonato, é quimicamente estável durante o tempo envolvido no transporte fluvial, embora possa ser reduzido pela atividade dos organismos nos trechos de movimentação lenta das águas. Aseguir, encontra-se a sílica e o ferro, mas as suas proporções variam conforme as influências das condições climáticas sobre os processos de meteorização. Verifica-se também que, nas rochas sedimentares, o potássio é mais abundante que o sódio (Na), mas nas rochas ígneas há ligeiro predomínio de sódio. Entretanto, na composição química das águas fluviais, a concentração de potássio é muito menor...
tracking img