Retratos do brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3116 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Camila Aparecida Braga Oliveira; Helena Miranda Mollo; Virgínia Albuquerque de Castro Buarque (orgs). Caderno de resumos & Anais do 5º. Seminário Nacional de História da Historiografia: biografia & história intelectual. Ouro Preto: EdUFOP, 2011.(ISBN: 978-85-288-0275-7)

O "POST-SCRIPTUM" DO "RETRATO DO BRASIL" DE PAULO PRADO: UM EXERCÍCIO DE INTERPRETAÇÃO ATRAVÉS DAS CATEGORIAS DE“DIAGNÓSTICO" E DE "PROGNÓSTICO"

Fernando Carvalho Ventura*

Introdução Este trabalho consta de uma breve apresentação de Paulo Prado, considerando o seu processo de inserção no campo intelectual, além do desenvolvimento de sua obra. 1 Logo após, é traçada a trajetória editorial de seu “Retrato do Brasil: ensaio sobre a tristeza brasileira”. Por último, é feita uma leitura do diagnóstico e do prognósticoque estão presentes na obra, privilegiando a parte intitulada “Post-Scriptum”. Este trabalho tem por objetivo estabelecer uma leitura sobre o que se pode considerar um “diagnóstico” e um “prognóstico” elaborados pelo intelectual nessa obra. Entendendo diagnóstico enquanto um conjunto de juízos proferidos acerca da presente condição de algo, e prognóstico enquanto um conjunto de juízos proferidosacerca da futura condição de algo, o objetivo é se centrar nos diagnósticos e prognósticos acerca daquilo que pode ser entendido enquanto a condição brasileira. A escolha desse texto específico de Paulo Prado se deveu especialmente ao fato dele conter de forma mais explícita passagens do autor que se enquadrem nas categorias a serem investigadas. Entende-se que a leitura da obra de Paulo Prado apartir das categorias analíticas de diagnóstico e de prognóstico pode contribuir para um maior aprofundamento da obra deste intelectual, ainda em grande medida, pouco investigada.

Paulo Prado e sua trajetória de inserção no campo intelectual Paulo Prado, nascido em 1869, realizou parte de seus estudos secundários na Corte, ao passo que sua mãe se dedicava a complementar sua formação para queabrangesse a música, a dança, assim como as línguas estrangeiras. De 1884 a 1889, o autor de “Retrato do Brasil” realizou o curso Direito na Faculdade do Largo de São Francisco, recebendo o título de bacharel na última turma que se formou durante o

Graduando em História pela Universidade Federal Fluminense Para se realizar esta breve apresentação do autor foi utilizada a informação contida na“Cronologia”, presente na oitava edição de “Retrato do Brasil”, de 1997, organizada por Carlos Augusto Calil.
1

*

1

Camila Aparecida Braga Oliveira; Helena Miranda Mollo; Virgínia Albuquerque de Castro Buarque (orgs). Caderno de resumos & Anais do 5º. Seminário Nacional de História da Historiografia: biografia & história intelectual. Ouro Preto: EdUFOP, 2011.(ISBN: 978-85-288-0275-7)

Império.Durante seus estudos na faculdade, Paulo Prado também tomou parte na formação da Sociedade Promotora de Imigração, formada em 1887. Após a conclusão do curso, o autor viajou para a Europa, de onde se inseriu cada vez mais no campo intelectual, o que é evidente a partir da constatação dos espaços de sociabilidade intelectual que passa a freqüentar, do crescente círculo de amizades de que passa adispor, e, de forma ainda mais clara e específica, do início de sua colaboração para o “Jornal do Comércio” que se dá em 1892, na coluna intitulada “Notícias da Europa”. Porém, após alguns anos na Europa, Paulo Prado passou a sofrer pressão dos seus familiares no Brasil para que retornasse. Quando de seu retorno, ele vem a tomar parte nos negócios da família de forma cada vez mais efetiva,ascendendo aos poucos na hierarquia da companhia Casa Prado Chaves, na qual se manteve ativo até sua morte. A partir de 1918, Paulo Prado passou a manter copiosa correspondência com Capistrano de Abreu, o que renderia parceria editorial subseqüente, com a “Série Eduardo Prado – Para Melhor se Conhecer o Brasil”, na qual se publicaria mais tarde edições de documentos como as “Confissões da Bahia”,...
tracking img