Lingua portuguesa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5106 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1

LÍNGUA FALADA E LÍNGUA ESCRITA: COMO SE PROCESSA
A CONSTRUÇÃO TEXTUAL♦
Maria Lúcia da Cunha Victório de Oliveira Andrade
Universidade de SãoPaulo
É constante, atualmente, ouvirmos que a oralidade tem um lugar
importante no ensino de língua. Entretanto, são ainda escassos os recursos
metodológicos existentes em Língua Portuguesa para o tratamento dessa questão
de forma mais sistemática.
Já nadécada de sessenta, Mattoso Câmara afirmava que apenas podemos
compreender e ensinar a língua escrita com base na correta compreensão do
funcionamento da fala. Essa colocação representa uma dupla tarefa para a
lingüística: de um lado, deve dedicar-se à descrição da fala e, de outro, possibilitar
que a escola amplie seu leque de atenção.
Em 1990 no artigo "Português falado e ensino de gramática",Ataliba
Teixeira de Castilho destaca que "a língua oral se constitui num excelente ponto de
partida para o desenvolvimento das reflexões sobre a língua, por se tratar de um
fenômeno 'mais próximo' do educando, e por entreter com a língua escrita
interessantes relações (p.110). O autor prossegue sua reflexão, afirmando que a
língua escrita (incluindo a língua literária) continuará a ser o objetivo daescola, mas vê isso como um ponto de chegada. Na verdade, o tratamento da
oralidade na escola de 1º. e 2º. graus deve ser tomado como um ponto de partida
para abordagens mais específicas sobre a língua de modo geral.
Como é do conhecimento dos usuários da língua, o texto oral dialogado é
fruto de conversação. Esta pode ser definida como "atividade lingüística básica
que pertence às práticasdiárias de qualquer cidadão, independentemente de seu
nível sócio-cultural. Ela representa o intercurso verbal em que duas ou mais
pessoas se alternam, discorrendo livremente sobre as questões propiciadas pela
vida diária" (Castilho, 1986: 21).



Texto apresentado na reunião anual da SBPC realizada em 1998, em natal, na UFRN.

2

As marcas características da construção do texto falado decorrem dovínculo que se estabelece entre falante e ouvinte no momento da interação face a
face. A produção do texto oral revela, então, toda a complexidade de seu processo
de construção, já que planejamento e realização lingüística se estabelecem numa
progressão linear, determinada pelas atividades desenvolvidas entre os
interlocutores na situação discursiva.
Para uma abordagem do texto oral visando à suaaplicação em sala de aula,
no ensino fundamental ou médio, é preciso fornecer aos professores subsídios em
relação às especificidades desse texto, como se instaura o seu processo de
produção e de qual (ou quais) unidade(s) de análise se pode fazer uso para um
estudo eficaz. Nessa perspectiva, buscar-se-á examinar:
1- como se efetiva uma atividade de produção oral;
2- quais as diferenças e semelhançasem relação à escrita;
3- quais os elementos que a compõem;
4- como se articulam, visando ao estabelecimento de um trabalho de integração
entre as duas modalidades da língua.
As nossas gramáticas tratam, via de regra, as relações entre fala e escrita
tendo como parâmetro a língua escrita. Esse procedimento cria uma postura
polarizada e, por vezes, preconceituosa. Segundo Marcuschi (1993), "osgramáticos imaginam a fala como o lugar do erro, incorrendo assim no equívoco
de confundir a língua com a gramática codificada".
Outro equívoco bastante comum, apontado pelo referido autor, é associar a
língua falada com certos níveis de realização da fala. Este tipo de erro dá origem à
dicotomia: "a fala não tem regras, é informal; já a escrita tem regras, é formal".
Incorreções como essas decorrem dofato de se associar a fala com um dos
níveis de uso da linguagem, ou seja, toma-se a fala como sinônimo de
informalidade. Na verdade, tanto a fala como a escrita abarcam um continuum que
vai do nível mais informal ao mais formal, passando por graus intermediários.
Assim, um mesmo indivíduo apresenta desempenhos diversificados quanto
ao grau de formalidade/ informalidade, variando sua fala...
tracking img