Resumos sobre positivismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (729 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo-Positivismo-José Ferrater Mora

Historicamente (o Positivismo) é uma doutrina/escola fundadas por Aguste Comte.
Compreende uma teoria da ciência e além...uma reforma social e religiosa.Admite a realidade apenas baseada nos fatos, admite investigação(ões) somente baseada(s) nos fatos. Quanto à explicação busca-se o "como" em detrimento do "porquê/para quê". De tal modo o positivismo éavesso à metafísica extremamente. Há mais...rejeição a todo conhecimento a priori e a pretensão (ões) à intuição direta do inteligível. Logo ocorre que é - enfaticamente- baseado nos dados e nasrelações dos fatos, sendo avesso a outras formas de conhecimento.

Resumo - Positivismo-Nicola Abbagnano

A Filosofia Positiva de Comte é seguida de grande corrente filosófica, havendo grande repercussãono ocidente. O Positivismo trata a ciência como guia do Homem (o único guia) e também a é fonte do único conhecimento, da única moral e (única) religião. Ele - o Positivismo - exalta a origem doindustrialismo e toda organização da sociedade moderna (ele próprio a estimula).
Historicamente, pode-se dividir o Positivismo em : social e evolucionista. O primeiro de, Saint - Simon, Comte e JohnStuart Mill é nascido para uma nova ordem social e religiosa baseada na ciência. O segundo é de Spencer, toma como geral o conceito positivista de progresso para toda a ciência. Só é fonte de conhecimentoa ciência, sendo por exemplo a metafísica refutada como fonte (de conhecimento) por não recorrer ao método científico - único válido. Sendo este recorrente aos fatos e suas relações entre si.Resumo - Positivismo - Chatêlet

Pode-se interpretar a filosofia de Auguste Comte com a perspectiva da ciência positiva, da política positiva, ou religião positiva. Há movimentos entre essas diferentesperspectivas.
A visão da política positiva apresenta a tendência de eliminar a anarquia existente no indivíduo, porém Auguste Comte tem o indivíduo como pólo ativo na história enquanto "pronto...
tracking img