Resumo sobre o positivismo de comte

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2201 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ
CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E EDUCAÇÃO - CCSE
LICENCIATURA PLENA EM PEDAGOGIA

Juraci Macino, Paloma Moraes, Simone Oliveira, Shirley Amador e Shirley Vanzeler,

POSITIVISMO E EDUCAÇÃO

BELÉM
2013
JURACI MACINO, PALOMA MORAES, SIMONE OLIVEIRA, SHIRLEY AMADOR E SHIRLEY VANZELER,

POSITIVISMO E EDUCAÇÃO







Seminário sobre o positivismoe educação apresentado como cumprimento da 2ª avaliação de Filosofia da Educação, solicitado pela Profª Dra. Maria Betânia Albuquerque.



BELÉM
2013
POSITIVISMO E EDUCAÇÃO

1. BIOGRAFIA DE AUGUSTE COMTE

Nascido em Montpellier em 19/1/1789 e falecido à 5/9/1857 em Paris, Isidore Auguste Marie Xavier Comte, filho de uma família pequeno-burguesa, católica e monarquista, foi estudantedo Liceu de sua cidade natal e da escola Politécnica de Paris, onde fora admitido antes da idade legal, porém expulso com alguns companheiros de curso por suas ideias ultrademocráticas.
Estudou medicina, foi amigo e secretário do socialista Saint-Simon, o qual teve grande influência em sua formação intelectual.
Em 1825, casou-se com Caroline Massin com a qual viveu dezessete anos. Nesteperíodo foi professor particular de matemática e três anos após separar-se de Caroline, em 1845, conhece Clotilde de Vaux, sua musa inspiradora, com quem manteve um relacionamento amoroso, porém platônico.
Nessa época, rompe com o filósofo Stuart Mill, que o auxiliava financeiramente. Passando a ser mantido por uma subscrição periódica, graças à intervenção de seu discípulo Littré.
Depois da morte deClotilde, Comte atribui-se um papel messiânico e dizia que foi ela quem lhe deu forças para iniciar e acabar a segunda parte de sua obra, fazendo-lhe ver a importância social dos sentimentos.
Porém, quem mais marcou sua formação foi Condorcet (1743-1794), ao qual Comte se referia como “meu imediato predecessor”.
Comte teve uma vasta produção teórica, desde os opúsculos da juventude, até osseus volumes do curso de filosofia positiva (de 1830 a 1848), os quatro volumes do sistema de política positiva (de 1851 a 1854), o Catecismo Positivista (1850), a Síntese Subjetiva (1856), entre vários outros.
2. O POSITIVISMO

A Revolução Industrial no século XVIII, expressão do poder da burguesia em expansão, demonstrou a eficácia do novo saber inaugurado pela ciência moderna no séculoanterior. Ciência e técnica tornam-se aliadas, provocando modificações no ambiente humano jamais suspeitadas. Ressalta-se também que antes mesmo do advento da maquina a vapor, usava-se a energia da força humana, das águas, dos ventos, dos animais e, mesmo havendo diferenças de técnicas adotadas pelos diversos povos através dos tempos, nunca as alterações foram tão significativas como as que decorreramda Revolução Industrial.
Em meados do século XIX já depois de consolidado seu poder político e econômico, os burgueses ligados à industrialização desenvolveram uma nova fé: acreditavam que a ciência inaugurava uma nova etapa em que os problemas básicos da humanidade seriam solucionados de forma definitiva. Nasce então a concepção do cientificismo, que vê a ciência como o único conhecimentopossível e o método das ciências da natureza o único válido, devendo, portanto, ser estendido a todos os campos da indagação e atividade humanas.
São desses acontecimentos que se desenvolve, na frança, em 1830, uma filosofia que tinha como objetivo analisar e exaltar o progresso das ciências experimentais, propondo uma resposta social, mantendo intacto o sistema político-econômico em voga na época eque influenciou fortemente o Brasil República, o positivismo.

3. OS FUNDAMENTOS DO POSITIVISMO

Comte emprega o termo filosofia como definição do sistema geral do conhecimento humano e o termo positivo para designar o real frente ao quimérico, o útil frente ao inútil, o certo frente ao incerto, o preciso frente ao vago, o relativo frente ao absoluto, o orgânico frente ao inorgânico, e o...
tracking img