Resumo da pag. 129 a 149 do livro educação escolar políticas, estrutura e organização

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1398 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Autor: Hawthorne, Nathaniel
Editora: Martin Claret
Gênero: Romance
Nº de páginas: 240
Resenhista: Vivi Blood
Minha Resenha

Nathaniel Hawthorne é um dos grandes autores dos EUA, sua obra principal, "A Letra Escarlate" foi um dos primeiros fenômenos editoriais no país e é leitura obrigatória nas escolas. Na verdade, esta acolhida obra diz muito sobre o espírito norte-americano.
Aprotagonista do romance é Hester Prynne, uma mulher condenada a carregar no peito a letra "A" costurada em um tecido e pregada em todas as roupas que usar, após ter sido acusada de adultério. Ao se recusar a revelar a identidade de quem a seduziu, Hester toma para si toda a culpa pelo pecado. A trama se desenvolve na Nova Inglaterra do século XVII, auge da caça às bruxas nas cidades regidas pelaadministração puritana.
Deste adultério, Hester dá a luz à Pearl, uma criança que representa a mancha do pecado da mãe muito mais do que a própria letra escarlate. Isoladas do convívio social, Hester e Pearl tornam-se cúmplices, companheiras na vergonha e no vexame. (Não fugindo muito da realidade de hoje, onde se vê a criança como pecado e não a infidelidade em si, isso quando se julgam que as pessoas sãodonas umas das outras).
Mas deixemos de lado minhas considerações pessoais...
A primeira reviravolta da história ocorre quando o médico Roger Chillingworth surge diante de Hester. Na verdade, Chillingworth é o marido ultrajado de Hester que decide se vingar do pai de Pearl, Artur Dimmesdale (o amante), descobrindo quem ele é e revelando sua identidade para o escárnio público. Para ser maisespecífica o que acontece é que Hester sem notícias do marido por dois longos anos o imaginava morto. Imagino que uma mulher bem mais jovem que o marido e morando sozinha num lugar desconhecido se sinta mais frágil, mais propensa a uma paixão, ou mesmo ao amor.
São estes os dois principais conflitos do romance: o arrependimento de Hester e a ânsia por vingança de Roger, que se volta contra o reverendoArtur, o mestre espiritual da comunidade, cuja moral é inquestionável.
A escrita de Nathaniel é poderosa, intrincada e bem articulada. A leitura flui, mexendo com nossos sentimentos todo tempo, nos imbuindo de uma revolta constante, pela maldade das pessoas, pelo puritanismo descabido da época e da ignorância das pessoas.
"A Letra Escarlate" é uma atrevida alfinetada do escritor a toda essamoral puritana, aos extremos que o radicalismo ou o fanatismo religioso pode conduzir. O autor não poupa Hester da necessária expiação pelo adultério, mas ele parece simpatizar com a protagonista, quer defender que, além da razão, o animal homem também é formado por instintos e paixões. 
Recomendo o livro para aqueles que adoram um excelente clássico.
Para quem não se acostuma com a leitura de épocaamericana recomendo o filme, que teve Demi More como protagonista, Gari Oldman com Artur.

A letra escarlate (Nathaniel Hawthorne)
A letra escarlate, de Nathaniel Hawthorne (escrito em 1850), é um mergulho intenso e formidável nos costumes da Boston do século XVII, onde nos deparamos com Hester Prynne, recém-chegada e a espera do marido que vem em seguida. Contudo, só saberemos desse pequenodetalhe mais para frente quando já vimos a condenação da jovem por adultério. Ela deve criar sozinha sua filha, fruto da traição, e carregar dia e noite a letra “A” bordada para que todos saibam do seu crime.
Há muito o que se dizer sobre clássicos que não precisam ser resenhados por ter textos em demasia ou porque os estudos em cima dele não teriam como ser condensados em poucas linhas. Não vejoisso como um erro, mas é claro que espantar as pessoas pela alcunha de clássico seria um erro e, na verdade, o apelido deveria servir para seduzir a todos. Digo isso pois não quero ser o mais novo estudioso de Hawthorne – apesar de ter adorado essa experiência com sua heroína adúltera -, mas que é necessário esquecer tudo que já foi dito sobre uma grande obra e encará-la de frente e descobrir...
tracking img