Restauro-john ruskin

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1173 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
TÉCNICAS RETROSPECTIVAS |
JOHN RUSKIN & VIOLLET-LE-DUC
|
RESTAURAÇÃO |
UNISO
SOROCABA/2013
|

FICHAMENTO 1
TÉCNICAS RETROSPECTIVAS – PROFº MARCO MASSARI
COMPARAÇÃO DOS TEXTOS:
A LAMPADA DA MEMORIA – JOHN RUSKIN
VERBETE: RESTAURAÇÃO – VIOLLET-LE-DUC

INTRODUÇÃO

Esquematicamente irei dizer sobre duas doutrinas que se defrontaram no século 19, uma intervencionista, quepredominava no conjunto dos países europeus, e a outra, anti-intervencionista, mais própria da Inglaterra. A primeira é descoberta na figura de Viollet-le-Duc e a segunda na de Ruskin.

RODRIGO GONÇALVES COSTA
00062251

EUGENE EMMANUEL VIOLLET-LE-DUC (1814-1879)

* Passa por ter sido o primeiro arquiteto a formular e a pôr em prática um pensamento sistemático sobre o tratamento dosmonumentos.
* Viollet era um homem de grande erudição e conhecimentos arquitetônicos.
* Viollet defendia uma arquitetura nacionalista para a França, baseada na arquitetura gótica, de quem era profundo conhecedor e da qual, sustentava uma tese funcionalista.
* Perfeição material do gótico entendido como coerência absoluta entre a forma e seu comportamento mecânico como matéria, segundoa qual tudo está equilibrado. Uma concepção de que neste estilo está em jogo somente as forças mecânicas necessárias, dando a forma final uma técnica que une 'verdade' a estética.
* A restauração em França, caminhava no sentido desastroso, pelo fato de um refazer como foi, Viollet instituiu o conceito de restauração em estilo, a idéia de que o arquiteto para restaurar deve estar ciente dosconhecimentos teóricos e práticos, técnicos e estilísticos do arquiteto autor da obra, para então poder assumir o seu papel, autorizado inclusive a completar uma obra, se necessário.
* A famosa definição de Viollet, afirmava que “restaurar um edifício não é mantê-lo, repara-lo ou refazê-lo, é restabelece-lo em um estado completo que pode não ter existido nunca em um dado momento”.
*Viollet era um idealista. Propugnava restituir ao edifício a sua unidade, buscando a perfeição formal de cada construção em relação com sua própria arquitetura, e de certa forma, propondo o resgate de uma obra ideal, de estilo unitário.
* Viollet é profundamente marcado, na elaboração de sua tese, pelo procedimento construtivo do gótico.
* Viollet contudo, era partidário da renovaçãotécnica, com aplicações de técnicas modernas.
* Os critérios da restauração em estilo foram condenados, por causas arqueológicas e históricas, tornando uma falsidade histórica. A unidade formal de Viollet não se considera importante, por não ser autentica sua condição de antiga.
* A “restauração em estilo” é uma prática que será rejeitada quase que por unanimidade, sendo proibida por completonas cartas patrimoniais e em algumas legislações européias.













John Ruskin (1819-1900)

* Representava a consciência romântica, moralista, literária, que se opôs acidamente à prática da “restauração em estilo”.
* Nas sete lâmpadas da arquitetura ele propõe a conservação como principal ação preservativa do homem frente ao monumento, a necessidade de sedefender o monumento por diversos meios inclusive o escoramento em vez de substituições. Ele também antevê o fim do monumento um dia, e que o seja com dignidade, afirma ele, sem que nenhuma substituição desonrosa seja feita.
* Essas são considerações que atualmente tem sido retomadas pelas modernas linhas de restauração da escola italiana, embora estas últimas recusem a morte do monumento e sedisponham a pequenas reconstruções se fundamentais para a continuidade do mesmo.
* No interior do sentimento romântico de Ruskin, natureza e arquitetura parecem igualar-se, em especial natureza e ruína arquitetônica, sem esquecer do culto às ruínas exercido pela arte romântica inglesa.
* A arquitetura em Ruskin alcança seu valor na condição antiga que sua pátina exibe, ou, melhor...
tracking img