Resenha livro "o contrato social"

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 47 (11614 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FERERAL DO PARANÁ
VANESSA RAIANNA GELBCKE

RESENHA “O CONTRATO SOCIAL” DE JEAN-JACQUES ROUSSEAU
| Trabalho requisitado pela disciplina de Filosofia da Educação I, como requisito parcial aprovação na disciplina. Setor de Educação da UFPR. Departamento de teoria e fundamentos da educação. Orientador Claudio Shenem. Pedagogia– Noturno 1ºE |
| |

CURITIBA / NOVEMBRO2010

LIVRO I
O primeiro capítulo abre com a famosa frase: "O homem nasceu livre, e ele está em toda parte nas cadeias." These "chains" are the constraints placed on the freedom of citizens in modern states. Estas "correntes" são as restrições impostas à liberdade dos cidadãos nos Estados modernos. The stated aim of this book is to determine whether there can be legitimate politicalauthority--whether a state can exist that upholds, rather than constrains, liberty. O objetivo declarado do livro é determinar se pode haver uma autoridade política legítima - se um Estado pode existir que defende a liberdade, ao invés de constrangimentos.
Rousseau rejects the idea that legitimate political authority is found in nature. Rousseau rejeita a idéia de que a autoridade política legítima éencontrada na natureza. The only natural form of authority is the authority a father has over a child, which exists only for the preservation of the child. A única forma natural de autoridade é a autoridade que um pai tem sobre a criança, que só existe para a preservação da criança. Political thinkers--particularly Grotius and ##Hobbes##--have asserted that the relationship between ruler and subjectis similar to that between father and child: the ruler cares for his subjects and so has unlimited rights over them. Pensadores políticos afirmaram que a relação entre governante e sujeito é semelhante à que existe entre pai e filho: o governador cuida de seus súditos e por isso tem o direito ilimitado sobre eles. This kind of reasoning assumes the natural superiority of rulers over the ruled.Esse tipo de raciocínio pressupõe a superioridade natural dos governantes sobre os governados. Such superiority is perpetuated by force, not by nature, so political authority has no basis in nature. Essa superioridade é perpetuada pela força, não por natureza.
Nor is legitimate political authority founded on force. Nem é a autoridade política legítima fundada em vigor. The maxim that "might makesright" does not imply that the less strong should be obedient to the strong. A máxima de que "o poder faz o direito" não significa que menos forte deve ser obediente ao forte. If might is the only determinant of right, then people obey rulers not because they should, but because they have no choice. Se o poder é o único determinante da direita, então as pessoas obedecem porque não têm escolha. Andif they are able to overthrow their ruler, then this also is right since they are exercising their superior might. E se eles são capazes de derrubar o governante, então isso também é certo, uma vez que estão exercendo o seu poder superior. In such circumstances, there is no political authority; people simply do whatever is within their power. Em tais circunstâncias, não há nenhuma autoridadepolítica, as pessoas simplesmente fazem o que está ao seu alcance.
ARousseau's suggested answer is that legitimate political authority rests on a covenant (a "social contract") forged between the members of society. resposta sugerida de Rousseau é que a autoridade política legítima repousa sobre uma aliança (um "contrato social"), forjado entre os membros da sociedade. He has a number of predecessorsin theorizing a social contract, including Grotius, who proposes that there is a covenant between the king and his people--a "right of slavery"--where the people agree to surrender their freedom to the king. Ele tem uma série de predecessores na teorização de um contrato social, incluindo Grotius, que propõe que existe um pacto entre o rei e seu povo - um "direito de escravidão" - onde as...
tracking img