Quebra de tabus

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (804 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ABREU, Cathia “Quebra de tabus” : revista Ciência & Vida ( Pag 1- 8) ZAKABI, Rosana “ Com o seu advogado ou com o meu?” : revista Veja ( pag 9-13) |
* “A revolução sexualfoi responsável poe grandes mudanças economicas, sociais e políticas fundamentais para a evolução da sociedade moderna.” (pag 1 titulo) * “Decada de 1060, inicio de um periodo caracterizado pordiversas transformações sociais. A pressão libertadora tomava conta da sociedade, principalmente a ocidental e movimentos importantes reinvindicaram uma serie de direitos.” (pag 1) * “Os movimentosfeministas e homosexuais iniciados nesta decada foram, segundo alguns especialistas,os que mais deram potencia ma luta sociopolitica pela liberdade sexual.” (Pag 1 ) * “Um novo padrão decomportamento sexual com mais liberdade foi apresentado ao mundo feminino, sobretudo aos paises ocidentais. A mulher que antes desempenhava um papel secundárioe submisso, agora tinha o direito a escolha pois ocontrole de natalidade poderia estar em suas mãos e o fantasma da gravidez inesperada, qie exibia sua forma de conduta, era passado.” (Pag 1) * “Sem a independência econômica e social, as mulherestornam-se presas fáceis das estruturas de dominação que ainda vigoram nas nossas sociedades, mas é claro que a liberdade sexual nao é apenas uma questão de poder ‘fazer sexo livremente’ ... ‘e comquantos e quantas vezes quiser’. A liberdade sexual como pretendida nos movimentos feminista e gay, requer uma nova posição dos individuos face aos conceitos sociais e morais sobre a sexualidade”. (SousaFilho, pag 3) * “A descoberta da pílula anticoncepcional em 1960 e considerada um marco no início da chamada revolução sexual e na emancipação da mulher.”(pag 4) * “A Síndrome da ImunodeficiênciaAdquirida, masis conhecida por AIDS, foi o início de uma serie de poderações sobre a libertação sexual em andamento o medo da doença colocava a sociedade em alerta e o preconceito em debate.” (pag4)...
tracking img