Propriedades coligativas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1233 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
COLÉGIO ESTADUAL BARROS BARRETO
DISCIPLINA DE QUÍMICA

MATHEUS COSTA,
MILENA MAGALHÃES E
JONATHAN ANDRADE.

PROPRIEDADES COLIGATIVAS

SALVADOR, BA
2012

MATHEUS COSTA,
MILENA MAGALHÃES E
JONATHAN ANDRADE.

PROPRIEDADES COLIGATIVAS

Trabalho apresentado na disciplina de Química
Na instituição de ensino: Colégio Estadual Barros Barreto,
Sobre a supervisão da professoraElisabete.

SALVADOR, BA
2012

Propriedades Coligativas

Introdução

Propriedades coligativas das soluções são propriedades físicas que se somam pela presença de um ou mais solutos e dependem única e exclusivamente do número de partículas (moléculas ou íons) que estão dispersas na solução, não dependendo da natureza do soluto. Isso significa dizer que a quantidade, e não a qualidade (e.g.tamanho, estrutura molecular ou massa), das partículas que estão juntas na solução é que irá influenciar na formação das propriedades (ou efeitos) coligativas.
* Tonoscopia: diminuição da pressão máxima de vapor.
* Ebulioscopia: aumento da temperatura de ebulição.
* Crioscopia: abaixamento da temperatura de solidificação.
* Osmose: pressão osmótica.
Os três primeiros foramestudados por Raoult, enquanto que o último foi estudado por Van't Hoff.
Todas as propriedades coligativas surgem da diminuição do potencial químico do líquido solvente como resultado da presença do soluto. A diminuição do potencial químico do solvente implica aumento da temperatura em que ocorrerá o equilíbrio líquido-vapor (o ponto de ebulição é aumentado) e diminui a temperatura em que ocorre oequilíbrio sólido-líquido (o ponto de fusão é diminuído).
A origem molecular da diminuição do potencial químico não está na energia de interação entre o soluto e as partículas do solvente, porque a elevação também ocorre em soluções ideais (as quais tem entalpia de mistura igual a zero).
A entropia do gás reflete a ordem de suas moléculas e a pressão de vapor reflete a tendência da solução em aumentarsua entropia, o que pode ser conseguido se o líquido evaporar para formar um gás mais desordenado. Quando o soluto está presente, ele contribui para aumentar a entropia da solução e a tendência dela em formar gás é diminuída. Assim o ponto de ebulição é aumentado.
Da mesma forma, o aumento da desordem da solução pela adição do soluto contribui para que ela não permaneça em seu estado sólido efunda, diminuindo o ponto de fusão.
A redução do potencial químico é de μ*A (solvente puro) para μ*A + RT ln xA quando o soluto é presente (ln xA é negativo porque xA < 1).

1. Pressão de Vapor

A relação existente entre o abaixamento da pressão de vapor e concentração é dada pela lei de Raoult, a qual estabelece que:
A pressão de vapor de uma solução ideal é dependente da pressão de vaporde cada componente química e a fração molar do componente presente na solução."Na química,a lei de Raoult(pronunciamos "Raul")é dedicada a François-Marie Raoult e afirma que a pressão parcial de cada componente em uma solução ideal é dependente da pressão de vapor dos componentes individuais e da fração molar dos mesmos componentes.
Uma vez alcançado o equilíbrio na solução, apressão de vapor total da solução é:
P=soluto=(p1)puroX1+(P2)puroX2... e a pressão de vapor individual ou pressão parcial de cada componente é: Pi=(Pi)puroXi onde:(Pi)puro ou Pi* é a pressão de vapor do componente puro.
Xi é a fração molar do componente na solução.
Portanto,a comparação entre valores de pressões de vapor reais e valores preditos pela lei de Raoult permiteobter informações sobre a força relativa da ligação entre os líquidos presentes na mistura estudada.
1.1Pressão Máxima de Vapor (PMV)
PMV é a pressão exercida pelo vapor quando está em equilíbrio dinâmico com o liquido correspondente.
A PMV depende da temperatura e da natureza do líquido. Observa-se experimentalmente que, numa mesma temperatura, cada líquido apresenta sua pressão de vapor, pois...
tracking img