Projeto leitura e escrita - tcc

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4504 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ANHANGUERA EDUCACIONAL
CURSO DE PEDAGOGIA - PÓLO CABECEIRAS

DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM NA LEITURA E NA ESCRITA NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO

ALINE DE SOUZA ROCHA VIEIRA
REJANE FERREIRA CEZARINO

RESUMO

Este artigo apresenta um recorte do projeto de pesquisa desenvolvido na escola, com o objetivo de retratar a realidade de como as crianças estão desenvolvendo oaprendizado de leitura e escrita, com observações diretas com alunos em sala de aula e entrevistas com professores. O objetivo desse artigo é o de propor uma avaliação mediada e assistida focando os contextos escolares e familiares, como também a avaliação de leitura e escrita dos alunos participantes, e de atividades de superação, norteado pela pedagogia histórico-cultural. Utilizamos os métodosquantitativos como procedimento na análise da avaliação realizada; em seguida, sugerimos exemplos de atividades de superação das dificuldades encontradas, de acordo com as especificidades de cada aluno participante. Tivemos como objetos de pesquisas professores e alunos das escolas de rede pública localizadas no município de Cabeceiras estado de Goiás. Quanto à insegurança gerada no trabalho docente, odesafio é incorporar todos os alunos à cultura escrita, para que cheguem a ser membros plenos da comunidade de leitores escritores ou da comunidade letrada.

Palavras Chave: Leitura e escrita. Dificuldades de aprendizagem. Escola.

1 - INTRODUÇÃO

Reconhecemos que já não basta mais ter informações a respeito de um determinado assunto e resolver os problemas de qualquer forma. Para saber optarcom coerência diante das solicitações cotidianas, é necessário estar constantemente estudando o consequentemente aprendendo: os ambientes, as pessoas, as relações, os diversos saberes para que possamos nos habilitar na leitura de cenários e principalmente para que aprendamos a repensar a nossa prática pedagógica de forma madura, inovando-as quando necessário e possibilitando uma aprendizagemsignificativa aos nossos alunos.
Apesar de compactuarmos com as idéias e com os conhecimentos de grandes autores como: Ferreiro, Vygostsky, Piaget, entre outros temos algumas interrogações a fazer objetivando encontrar respostas até o término deste trabalho. Primeiramente questionamos: Os professores reconhecem quando é adequado ensinar a pensar em situações de vivência do aluno? Por que tantosalunos fracassam nos primeiros anos do Ensino Fundamental, diante das dificuldades da alfabetização?
Diante disto, neste trabalho de pesquisa pretendemos a parir do levantamento bibliográfico e uma pesquisa de campo (quantitativa), visamos entender o que são dificuldades de aprendizagem, quais os fatores responsáveis, como a prática pedagógica contribui como estratégia de investigação, qual deve sera postura do professor quando identifica alunos com dificuldades de aprendizagem na leitura e na escrita.

2. BASE TEÓRICA

A escrita não é um produto escolar e sim um objeto cultural construído pela sociedade. Como objeto cultural, a escrita cumpre diversas funções sociais e tem meios concretos de existência, principalmente nos meios urbanos através de letreiros, embalagens, placas, roupas eoutros. No convívio familiar, os adultos fazem anotações, listas de compras, escrevem e lêem cartas entre outras atividades que proporcionam à criança um ambiente alfabetizador nos mais variados textos.
No entanto, é bem verdade que as dificuldades apresentadas pela aprendizagem ganham outra conotação, a partir do momento em que se identificam bloqueios referentes à leitura, o que evidencia certadeficiência no desenvolvimento da leitura como prática escolar.
Aprender a ler e a escrever corretamente não é uma tarefa fácil e nem espontâneo, todo esse aprendizado, exigem formação e informação de qualidade, desejo, disciplina, esforço, persistência, método e mediação pedagógica competente. Como enfoca Raquel Villardi.
A leitura efetivamente, só, se faz no momento em que somos capazes de...
tracking img