Projeto de tcc - dificuldades de leitura e escrita

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1274 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A INTERVENÇÃO PSICOPEDAGÓGICA NAS DIFICULDADES DE LEITURA E ESCRITA





CRISTIANY FERREIRA SÉLIA



DUQUE DE CAXIAS
2012
A INTERVENÇÃO PSICOPEDAGÓGICA NAS DIFICULDADES DE LEITURA E ESCRITA



CRISTIANY FERREIRA SÉLIA


Trabalho apresentado à disciplina de Metodologia do trabalho científico, ministrado pela professora Valéria Mendonça, da Unigranrio como requisitoparcial para aprovação.



PROFESSORA: VALÉRIA MENDONÇA



DUQUE DE CAXIAS
2012
SUMÁRIO
1 - INTRODUÇÃO 4
2 - JUSTIFICATIVA 5
3 - OBJETIVO 6
4 - REFERENCIAL TEÓRICO 7
5 - METODOLOGIA 10
6 - CRONOGRAMA 11
7 – BIBLIOGRAFIA 12












1 – INTRODUÇÃO
Sabemos que a leitura e a escrita, envolve a percepção e leitura do mundo, a decodificação dos símbolospresentes neste ambiente, à prontidão do sujeito que por sua vez envolve uma série de questões ligadas não só ao nível mínimo de preparação para se aprender, como também o interesse para tal. Sem tentar enquadrar todas estas dificuldades em alguma síndrome, esta pesquisa não tem o objetivo de ensinar os profissionais da educação como alfabetizar, nem a pretensão de apontar o melhor caminho. Estetrabalho tem apenas a intenção de esclarecer situações que quando não são tratadas como dedicação e competência, podem desencadear dificuldades que acompanharam o individuo em todo o seu período escolar.







2 - JUSTIFICATIVA
Segundo informações do IPEA (Instituto de pesquisa econômica aplicada) cerca de 98% das crianças entre 7 e 14 anos estão matriculadas no ensinofundamental. Porém, na contra mão deste número, pesquisas apontam que 40% destes alunos, chegam ao 3° ano sem saber ler. E este número engloba não só as escolas públicas, mas também escolas particulares. Sabemos que se não houver uma intervenção efetiva, este aprendente terá dificuldades ao longo de sua escolarização, e conseqüentemente levará estas dificuldades para sua vida adulta.
Sabendo-se que opsicopedagogo tem como objeto de estudo as dificuldades de aprendizagem, sua observação e intervenção no ambiente escolar, pode não só ajudar a minimizar este problema, como também propiciar a este indivíduo o desenvolvimento de suas habilidades e potencialidades.
Desta forma torna-se imprescindível o estudo desta situação, de forma cientifica, para que o psicopedagogo possa entender quedificuldade é esta? Como ela se deu? Qual o motivo que esta por traz desta dificuldade? E por ultimo qual a melhor maneira de lidar com este problema.




3 – OBJETIVO GERAL
Compreender as dificuldades de leitura e escrita.
3.1 – OBJETIVO ESPECÍFICO
Relatar o processo de leitura e escrita;
Descrever o que envolve os aspectos de prontidão para a aprendizagem;
Identificar quais causas envolve asdificuldades de leitura e escrita;
Concluir qual o papel do psicopedagogo neste processo.








4 - REFERENCIAL TEÓRICO
Sempre que pensamos em dificuldades de leitura e escrita, nosso pensamento é remetido às síndromes que levam a esta dificuldade, disgrafia, dislexia, disortografia etc. Muitas vezes sem questionar, o processo de alfabetização como todo, ou os caminhospercorridos pelo aprendente. Emilia Ferreiro em suas pesquisas nos aponta o desenrolar deste processo, descrevendo-o em hipóteses, são elas:
• Hipótese pré-silábica;
• Hipótese silábica;
• Hipótese silábico–alfabético;
• Hipótese Alfabética;
A hipótese pré-silábica descrita por FERREIRO (1999, pág.193) diz que: “Neste nível, escrever é reproduzir os traços típicos da escrita que a criançaidentifica como a forma básica da mesma.” Portanto, podemos perceber que no nível pré-silábico a criança partira do pré-suposto de que o que foi escrito é a figura apresentada, de maneira que não haverá a intenção de qualquer correlação entre a escrita e a leitura, considerando que, o que foi escrito é uma parte do objeto e não uma representação dele.
A Hipótese silábica para FERREIRO (1999, pág....
tracking img