Principais pragas do eucalipto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1129 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PRINCIPAIS PRAGAS NA CULTURA
DO Eucalyptus
1. FORMIGAS CORTADEIRAS
SAÚVAS – Atta spp.
QUEM-QUÉNS – Acromyrmex spp., Sericomyrmex spp.,
Mycocepurus spp., Trachymyrmex spp.
Danos
Estes insetos danificam o eucalipto na produção de mudas
e no campo. O custo despendido com o controle desta praga
corresponde a 5% do custo total de implantação ou 30% do investimento total da cultura ao final do terceirocorte (SANTOS et al.,
1996).
Características
As saúvas ocorrem em todo o Brasil. Nos reflorestamentos, as espécies mais importantes são: Atta sexdens rubropilosa
(saúva-limão) e Atta laevigata (saúva-cabeça-de-vidro). Esses indivíduos constroem seus ninhos subterrâneos, interligados por
galerias, e usam substrato vegetal para o desenvolvimento de seu
fungo, do qual se alimentam. As quem-quénstambém possuem
importância econômica nas fases de viveiro e campo. O gênero
Acromyrmex possui as espécies que apresentam maior importância na cultura do eucalipto. Seus ninhos também são subterrâneos, mas menores que os das saúvas. Geralmente, são constituídos por uma câmara (panela) de pequena profundidade e de difícil
localização (SANTOS et al., 1996).
Controle
Para o controle de formigascortadeiras, o método mais eficiente é a aplicação de produto químico tóxico utilizado diretamente nos ninhos, nas formulações pó, líquida ou líquidos
nebulizáveis, ou na forma de iscas granuladas, aplicadas nas proximidades das colônias. O emprego de iscas granuladas, principalmente através de porta-iscas (PI) e microporta-iscas (MIPIs), é
considerado eficiente, prático e econômico. Oferecem maiorsegurança ao operador, dispensam mão-de-obra e equipamentos
especializados e permitem o tratamento de formigueiros em locais
de difícil acesso (LOECK & NAKANO, 1984). As porta-iscas
podem ser aplicadas de forma sistemática, em função das características de infestação da área, variando entre 40 e 80 porta-iscas
de 20g.ha-1; e de forma localizada em formigueiros grandes
(LARANJEIRO, 1994). A quantidade deiscas utilizadas em MIPIs
é variável dentro da faixa de 1,6 a 3,0 kg.ha-1, com MIPIs espaçados de 6 x 6 m ou 6 x 9 m, aplicadas cerca de um mês antes do
corte das plantas ou 15 dias após a roçada.
2. CUPINS
Kalotermitidae, Rhinotermitidae e Termitidae (Figura 23A)
Danos
Segundo BERTI FILHO (1993), os danos causados pelos
cupins em florestas plantadas, os quais ocorrem desde o plantio
até acolheita, são consideráveis.

24

Características
As principais espécies que atacam o Eucalyptus, no Brasil,
pertencem às famílias Kalotermitidae, Rhinotermitidae e
Termitidae. Na região Neotropical, as espécies de Eucalyptus apresentam elevada mortalidade nos estádios iniciais do estabelecimento no campo, além de danos em árvores vivas e em cepas,
devido ao ataque de cupins. As espécies mais susceptíveissão:
E. tereticornis, E. grandis, E. citriodora e E. robusta.
Controle
Segundo FONTES & BERTI FILHO (1998), o controle dos
cupins pode ser realizado de três maneiras:
a. Aplicação de inseticidas nas covas em pré-plantio. Utilizar inseticidas que tenham como princípios ativos os seguintes componentes: Aldrin, Heptacloro ou Teflutrina.
Utilizar aproximadamente 10 g do produto por cova.
b.Tratamento do substrato. Utilizar inseticidas que tenham
longo período residual e com os seguintes princípios ativos: Fipronil ou Bifentrina.
c. Imersão das mudas em uma solução contendo o inseticida.
3. LAGARTAS DESFOLHADORAS
Thyrinteina arnobia e Glena spp. (Lepidoptera;
Geometridae)
Euselasia (Lepidoptera: Riodinidae)
Danos
Várias espécies de lagartas desfolhadoras atacam os povoamentos de eucalipto,sendo a Thyrinteina arnobia a principal
praga. O dano causado pela T. arnobia e demais lagartas na cultura do eucalipto, segundo PEDROSA-MACEDO et al. (1993), é o
desfolhamento da planta, podendo, em caso de ataques sucessivos, paralisar o seu crescimento.
Características
Ocorrem em toda a América do Sul e parte da América
Central. No Brasil, os Estados que já apresentaram ataque por
estas pragas...
tracking img